PUBLICIDADE

Conexão Brasília

Enviado por André Gonçalves, 22/05/15 11:40:40 AM
Crédito: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

Crédito: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

A crise na gestão Beto Richa (PSDB) antecipou as articulações sobre as chapas estaduais para 2018. Nesta semana, o deputado federal João Arruda (PMDB) visitou o ex-senador Osmar Dias (PDT) e fez uma sondagem sobre uma possível filiação ao PMDB. “Ele gostou, mas ficou de pensar”, disse o parlamentar.

Vice-presidente de Agronegócios do Banco do Brasil, Osmar seria a saída perfeita para os peemedebistas. Com ele como candidato a governador, o PSDB não teria como lançar Alvaro Dias. Seria, provavelmente, uma disputa entre Osmar, a atual vice-governadora Cida Borghetti (Pros) e o secretário de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Júnior (PSC).

A leitura, no entanto, é que ambos os rivais seriam prejudicados pela queda de popularidade de Richa. A filiação de Osmar também não descartaria uma possível candidatura de Requião. Nesse caso, Osmar concorreria ao Senado.

Enviado por André Gonçalves, 22/05/15 9:51:07 AM

Líder do PPS na Câmara, o deputado paranaense Rubens Bueno abriu fogo contra o prédio anexo da Casa estimado em R$ 1 bilhão e batizado de “Parlashopping”. Hoje (22/5), no Twitter, ele questionou como os americanos reagiriam se o Congresso de lá resolvesse construir um shopping contíguo ao Capitólio.

Ontem, Bueno já havia ingressado no Supremo Tribunal Federal com um mandado de segurança contra o dispositivo inserido em uma medida provisória para viabilizar a construção, por meio de parceria público-privada.

O paranaense está na contramão da maioria dos colegas. Ontem, o deputado Heráclito Fortes (DEM-PI) chegou a comparar o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a Juscelino Kubitschek pela “coragem” de levar o projeto adiante.

Enviado por André Gonçalves, 21/05/15 8:22:19 PM
Crédito da foto: Ronaldo R. Rufino

Crédito da foto: Ronaldo R. Rufino

O texto abaixo é do Jean-Philip Albert Struck, um dos mais talentosos jornalistas do Paraná e que atualmente mora em Berlim:

Essa idéia bizarra de exumar o corpo do José Janene para verificar se ele teria forjado a morte não é algo inédito no Paraná, essa Rússia brasileira. Em 2003, a CPI do Banestado na Assembleia Legislativa fez o mesmo com o corpo de Osvaldo Magalhães dos Santos, ex-titular da pasta de Turismo e Esporte no governo Jaime Lerner.

Havia no estado um boato persistente de que o sujeito não havia morrido de fato num acidente de trânsito em 1998. Em novembro de 2003 o corpo foi exumado. Os deputados esperavam encontrar no caixão uma espécie de língua de prata do Jedediah Springfield, mas os exames mostraram que o corpo era mesmo do ex-secretário.

Uma curiosidade: essa perícia foi autorizada por Sérgio Moro, que à época comandava a 2ª Vara Criminal Federal em Curitiba.

Enviado por André Gonçalves, 21/05/15 4:30:47 PM
O deputado federal Alex Canziani (PTB). Crédito da foto: Agência Câmara

O deputado federal Alex Canziani (PTB). Crédito da foto: Agência Câmara

Após reunião com representantes da APP-Sindicato hoje pela manhã em Brasília, a bancada federal do Paraná decidiu tentar intermediar a negociação sobre o reajuste dos professores da rede pública estadual. Eles vão enviar uma comitiva de deputados federais para conversar com o governador Beto Richa (PSDB) ou os secretários da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, e da Casa Civil, Eduardo Sciarra.

Farão parte do grupo dois aliados de Richa, Alex Canziani (PTB) e Luiz Carlos Hauly (PSDB), dois petistas, Ênio Verri e Toninho Wandscheer, além do coordenador da bancada, João Arruda (PMDB). Canziani foi encarregado de agendar a reunião, que deve ocorrer entre amanhã e segunda-feira.

Enviado por André Gonçalves, 21/05/15 12:24:42 PM
Fernanda Richa, com  o presidente do Sindafep, José Carlos Carvalho, e o vice-presidente sindical, Wanderci Polaquini. A foto está em matéria no site do sindicato.

Fernanda Richa, com o presidente do Sindafep, José Carlos Carvalho, e o vice-presidente sindical, Wanderci Polaquini. A foto está em matéria no site do sindicato.

Uma publicação do Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (Sindafep), de maio de 2014, cita o empenho da esposa do governador Beto Richa (PSDB) e secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, nas promoções de auditores fiscais da Receita Estadual.

Em declaração publicada no Jornal dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (Notifisco), o presidente do órgão, José Carlos de Carvalho disse que o decreto que autorizou as promoções (número 10.937), assinado por Richa, “foi fruto do empenho da diretoria do Sindafep, da secretária Fernanda Richa, do secretário Luiz Eduardo Sebastiani e do diretor Helio Obara, que trabalharam unidos e comprometidos com a classe para que isto acontecesse”.

Veja o jornal aqui.

Outra publicação no site do sindicato, do dia 11 de agosto de 2014, traz como título: “Sindafep se reúne com Fernanda Richa para tratar de assuntos de interesse mútuo”.

Veja o link para a matéria aqui.

Em entrevista ao jornalista Fernando Rodrigues, no portal UOL, Beto disse ontem que Fernanda Richa “nem sabe o que é um auditor fiscal” e que as acusações contra ela são uma “canalhice”.

***

Curta a página do Conexão Brasília no Facebook!

Enviado por André Gonçalves, 21/05/15 11:13:13 AM
Crédito: Jane de Araújo/Agência Senado

Crédito: Jane de Araújo/Agência Senado

O jornalista Fernando Rodrigues, do UOL, entrevistou ontem o governador Beto Richa (PSDB), em Brasília. Normalmente morno nesse tipo de situação, dessa vez Richa subiu o tom nas respostas. Voltou, com virou praxe nos últimos dias, a acusar o PT. E aprofundou a defesa da esposa, Fernanda Richa, acusada de envolvimento no escândalo de corrupção na Receita Estadual em Londrina.

“Essa história é uma canalhice. Garanto para você que ela nem sabe o que é auditor fiscal, nem sabe onde fica a sede da Receita [estadual]. Isso foi resultado de uma carta anônima, que jamais o Ministério Público devia ter aceito. Devia ter arquivado na hora”, declarou o governador.

A entrevista faz parte da estratégia de reação de Richa à crise na administração estadual. Leia mais sobre o assunto aqui.

LEIA TAMBÉM: Presidente de sindicato disse que promoção de auditores contou com “empenho” de Fernanda Richa

Enviado por André Gonçalves, 21/05/15 10:21:13 AM

O advogado criminalista René Ariel Dotti assumiu a defesa do governador Beto Richa (PSDB) e da esposa, a secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa. Dotti apoiará o casal em desdobramentos judiciais envolvendo as investigações de corrupção na Receita Estadual. Também vai atender Richa em ações sobre a repressão policial que acabou com 213 feridos no Centro Cívico, dia 29 de abril.

Segundo Dotti, uma das linhas de defesa nesse caso é demonstrar que os manifestantes poderiam ter recorrido à Justiça para acompanhar a sessão ou tratar da votação das mudanças na previdência, mas preferiram planejar a invasão da Assembleia.

Dotti é um dos mais respeitados advogados da área de Direito Penal do país e ganhou fama por defender jornalistas e políticos perseguidos pela ditadura militar nos anos 1960 e 1970.

Enviado por André Gonçalves, 20/05/15 10:51:19 PM

Cadu Gomes

O senador Alvaro Dias (PSDB) recebeu uma ameaça de morte na terça-feira (19/5) por defender a indicação do professor da UFPR Luiz Edson Fachin para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Horas antes da votação, o gabinete do parlamentar recebeu uma chamada telefônica de um homem que dizia saber que Alvaro não utilizava colete à prova de balas.

O senador foi relator da indicação de Fachin. Teve papel fundamental para a aprovação, por 52 votos a 27, ao “quebrar” a bancada do PSDB. O partido discutiu a possibilidade de fechar questão contra o jurista, mas acabou liberando seus 12 senadores para que votassem como quisessem.

Por segurança, logo após a votação Alvaro deixou o Senado. Ele confirmou hoje à noite (20/5) a ameaça ao blog e lamentou a radicalização em torno do debate sobre a indicação de Fachin.

***

Curta a página do Conexão Brasília no Facebook!

Siga o Conexão Brasília no Twitter!

Enviado por André Gonçalves, 20/05/15 10:19:02 PM
Crédito: Pedro de Oliveira/Alep

Crédito: Pedro de Oliveira/Alep

Um dos mais duros oposicionistas à gestão Beto Richa na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Requião Filho (PMDB) foi à tribuna hoje para defender a mulher do governador e secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa. A primeira-dama foi alvo de denúncia que vazou do inquérito sobre desvios na Receita Estadual, em Londrina, e que seria amparada por fonte anônima.

“Fiz isso porque sei o que é ter um familiar em uma situação dessas. A minha mãe foi alvo da campanha do PSDB no ano passado”, disse ao blog o peemedebista, que é filho de Maristela Requião e do senador Roberto Requião (PMDB), adversário de Beto na campanha pelo Palácio Iguaçu em 2014. O deputado também negou que tivesse a intenção de criticar a imprensa – em especial, a RPC-TV – por ter divulgado o caso envolvendo Fernanda. “Minha crítica é pela forma como foi vazado.”

Enviado por André Gonçalves, 20/05/15 5:58:03 PM

Em Brasília desde ontem, o governador Beto Richa (PSDB) falou hoje sobre o que pretende fazer com a folga de caixa que terá com as mudanças na previdência e o aumento de impostos. Mas não quis se posicionar sobre as denúncias de corrupção na Receita Estadual. Confira o vídeo:

Vida Pública | 2:29

Richa se encontra com cúpula do PSDB em Brasília

Durante passagem pela capital federal, governador encontrou-se com Aécio Neves. Abordou a indicação de Luiz Edson Fachin ao STF e a crise no Paraná.

Páginas12345... 192»
Este é um espaço público de debate de idéias. A Gazeta do Povo não se responsabiliza pelos artigos e comentários aqui colocados pelos autores e usuários do blog. O conteúdo das mensagens é de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.
Buscar no blog
Assine a Gazeta do Povo
  • A Cobertura Mais Completa
    Gazeta do Povo

    A Cobertura Mais Completa

    Assine o plano completo da Gazeta do Povo e receba as edições impressas todos os dias da semana + acesso ilimitado no celular, computador e tablet. Tenha a cobertura mais completa do Paraná com a opinião e credibilidade dos melhores colunistas!

    Tudo isso por apenas

    12x de
    R$49,90

    Assine agora!
  • Experimente o Digital de Graça
    Gazeta do Povo

    Experimente o Digital de Graça!

    Assine agora o plano digital e tenha acesso ilimitado da Gazeta do Povo no aplicativo tablet, celular e computador. E mais: o primeiro mês é gratuito sem qualquer compromisso de continuidade!

    Após o período teste,
    você paga apenas

    R$29,90
    por mês!

    Quero Experimentar