Assinaturas Classificados
Seções
Anteriores
Publicidade

Dia de Clássico

Quem faz o blog
Seções
Artes visuais
Filmes
Ideia da semana
Lançamentos
Livro da semana
Música do dia
Poemas
Posts
Projeto hispânico
Enviado por admin, 14/08/12 2:00:00 PM

Azulejos, incisões e sangue: o estranho mundo de Adriana Varejão

Adriana Varejão
“Parede com incisões à La Fontana”

O Globo fez nesse fim de semana que passou uma matéria dizendo que a arte brasileira contemporânea finalmente saiu do status de “produção regional” para ganhar o mundo. Cita aí exemplos de preços bons conseguidos em leilões e galerias, elogios no exterior etc.

E uma das artistas mais citadas na matéria é Adriana Varejão, que curiosamente está para inaugurar uma grande individual em São Paulo e no Rio de Janeiro.

A artista, que está circulando com seu trabalho por aí desde 1994 tem o trabalho contemporâneo brasileiro mais caro do mercado, o “Parede com incisões à La Fontana II”, que foi vendida por US$ 1,52 milhão. A O Globo, ela diz que isso – o preço mais alto que as obras de arte por aqui têm conseguido – é uma consequência direta da melhoria na economia nacional.

Mas, deixando de lado a parte econômica, por que há tanto interesse por ela? Skye Sherwin, crítica do Guardian, começa um texto sobre a brasileira falando de seu gosto curioso por pratos, cerâmica e, principalmente, azulejos.

Adriana Varejão
Azulejos lembram herança colonial portuguesa.

Adriana já fez exposições inteiras baseadas em azulejos, retratando banheiros, saunas, açougues. A série sobre saunas tem títulos curiosos, como a sauna “obcecada”. Segundo Sherwin, isso lembra a herança colonial portuguesa (azulejos azuis) e mostra ambientes vazios mas que, com manchas de sangue, em muitas vezes, mostram o que há de horror por trás do lugar limpo e organizado.

Adriana Varejão
Sangue no azulejo: mistério sem solução.

Além disso, os azulejos seriam uma mostra do gosto pelo modernismo que tanto admira grades, como no caso de Mondrian… Mais recentemente, Adriana tem usado pratos como tema. A artista, aliás, faz menções a outros modernos, como Lucio Fontana, que sempre fazia telas com “incisões”, no caso da tela acima.

Adriana Varejão
Peixes em obra de Adriana Varejão.
Adriana Varejão
Pratos: novos trabalhos da artista.

Siga o blog no Twitter.

Este é um espaço público de debate de idéias. A Gazeta do Povo não se responsabiliza pelos artigos e comentários aqui colocados pelos autores e usuários do blog. O conteúdo das mensagens é de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.
      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      Publicidade
      Publicidade
      Publicidade
      «

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 69,30 por mês no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

      CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      »
      publicidade