Histórias em quadrinhos ensinam crianças sobre a biodiversidade da Mata Atlântica - Giro Sustentável
Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
Blog Giro Sustentável

Histórias em quadrinhos ensinam crianças sobre a biodiversidade da Mata Atlântica

O aprendizado em forma de brincadeira é uma das melhores maneiras de ensinar crianças e jovens sobre a importância de preservar o patrimônio natural que pertence a todos. Com o objetivo de mostrar aos alunos a riqueza da biodiversidade do bioma Mata Atlântica, a Coleção Nosso Litoral de gibis traz em cada edição uma história que auxilia professores nas aulas sobre natureza e conservação. Com curiosidades e atividades temáticas, o material didático-informativo, desenvolvido pela Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambienta (SPVS), apresenta aos alunos conceitos relacionados à preservação da natureza.

O quarto gibi da segunda edição dos quadrinhos da coleção, chamado “Rebeka e o Guanandi”, tem como tema o guanandi (Calophyllum brasiliense), árvore nativa da Mata Atlântica encontrada, principalmente, nas regiões planas do litoral do Paraná. Na história, a personagem Rebeka conhece a espécie com a ajuda de seu avô e dos papagaios-de-cara-roxa Toninho e Leco. Podendo medir até 30 metros de altura, o guanandi tem um papel fundamental no equilíbrio dos ecossistemas, pois fornece alimento e abrigo para muitas espécies de animais da Mata Atlântica.

O guanandi está diretamente ligado a todo o ciclo de vida do papagaio-de-cara-roxa (Amazona brasiliensis), ave que só é encontrada no litoral do Paraná e no litoral sul de São Paulo. As cavidades no tronco da árvore são utilizadas pela espécie para fazer seus ninhos, o que torna a proteção do guanandi fundamental para a reprodução dessas aves. Além disso, os papagaios se alimentam dos frutos do guanandi e usam seus galhos para abrigo noturno.

“A ação humana é a principal ameaça aos guanandis, apesar de o corte dessa espécie ser proibido por lei”, explica a coordenadora do Projeto de Conservação do Papagaio-de-cara-roxa, Elenise Sipinski. A bióloga, que escreveu a história sobre o guanandi, afirma que as árvores são derrubadas ilegalmente para a construção civil, fabricação de canoas e construção de trapiches, o que causa um grande impacto na fauna da região.

A Coleção Nosso Litoral foi desenvolvida pela Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem (SPVS), como resultado dos projetos desenvolvidos pela ONG no litoral do Paraná há quase 20 anos. Junto das histórias em quadrinhos, os professores das escolas públicas visitadas recebem livretos com orientações para estimular o contato dos alunos com a natureza, o que é essencial para que as crianças valorizem nosso patrimônio natural.

Além das edições impressas, distribuídas pela SPVS nas escolas, os gibis da Coleção Nosso Litoral também podem ser encontrados na versão digital no site da instituição.

 

*Artigo escrito pela equipe da OSC Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental – SPVS, parceira do Instituto GRPCOM no blog Giro Sustentável.

**Quer saber mais sobre cidadania, educação, cultura, responsabilidade social, sustentabilidade e terceiro setor? Acesse nosso site! Acompanhe o Instituto GRPCOM também no Facebook: InstitutoGrpcom, Twitter: @InstitutoGRPCOM e Instagram: instagram.com/institutogrpcom