Assinaturas Classificados
Seções
Anteriores
Publicidade

Giro Sustentável

Quem faz o blog
Seções
Posts
Enviado por admin, 27/07/12 3:27:00 PM

O boom dos produtos sustentáveis

Divulgação
Vestidos de noiva da estilista Rosi Ileska, que foram feitas com fibras naturais, sementes e latinhas de refrigerante

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Quorum Brasil para o Guia Exame de Sustentabilidade mostrou que 74% dos entrevistados consideram-se consumidores preocupados com questões ambientais e 59% afirmam que produtos com apelo ecológico influenciam sua decisão de compra. A busca dos consumidores por produtos sustentáveis e todo o debate acerca da temática fez saltar os olhos dos empresários e já é possível vê-la disseminada, inclusive, no comércio.

A preocupação não é apenas de quem vende. Os consumidores têm demonstrado maior interesse com questões ambientais. Bem poderia, afinal nunca o tema foi tão debatido na sociedade – tanto na esfera midiática quanto na governamental. “Já existem diversos estudos, feitos por entidades de pesquisa, apontando para um maior envolvimento do consumidor com a palavra sustentável, na busca por atitudes, produtos e serviços que possam responder por esse novo valor que a sociedade vem buscando”, ressalta a Coordenadora do Programa de Consumo Sustentável da FGV, Luciana Stocco Betiol.

Desde vestido de noivas até joias já levam a palavra sustentável em seu título. Os acessórios da designer Lia Terni, por exemplo, utilizam o ouro ecológico, extraído sem o uso de mercúrio ou cianeto em pequena escala, em 55 países da África, Ásia e América do Sul. Em alguns desses lugares de extração, como na selva colombiana de Choco, não se aceita o uso de mão de obra infantil e os trabalhadores recebem 15% a mais do valor oficial do mercado.

Mas os consumidores “verdes” precisam estar atentos às empresas que apenas enxergam a sustentabilidade como moda ou estratégica de marketing. “Algumas empresas ainda acreditam que esta temática é uma moda – portanto, passageira – e tem trabalhado mais a palavra do que a prática, o chamado ‘greenwashing’”, ressalta Luciana.

*Artigo escrito pela equipe do ISAE/FGV, instituição parceira do Instituto GRPCOM.

**Quer saber mais sobre cidadania, responsabilidade social, sustentabilidade e terceiro setor? Acesse nosso site! Siga o Instituto GRPCOM também no twitter: @institutogrpcom

Este é um espaço público de debate de idéias. A Gazeta do Povo não se responsabiliza pelos artigos e comentários aqui colocados pelos autores e usuários do blog. O conteúdo das mensagens é de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.
      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      Publicidade
      Publicidade
      Publicidade
      «

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 49,90 por mês no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

      CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      »
      publicidade