Blogs

Fechar
PUBLICIDADE

Intervalo

Enviado por leonardom, 30/04/15 11:23:35 PM

Jogador do Londrina exibe cartaz contra Beto Richa em festa de título

Um ato político marcou a comemoração do título do interior do Londrina, na noite desta quinta-feira (30), no Estádio do Café. Logo após a entrega da taça, o meia Rafael Bastos, reserva do LEC, exibiu um cartaz criticando o governador Beto Richa pela ação violenta de policiais militares contra professores, na quarta-feira (29), em Curitiba. O cartaz dizia: “Beto Richa tirano! Que vergonha bater em trabalhador! #Força professores!!!” A manifestação do jogador foi flagrada pelo fotógrafo Gilberto Abelha, do Jornal de Londrina. Uma delas segue logo abaixo.

 

Rafael Bastos e o cartaz contra Richa. (Gilberto Abelha/ Jornal de Londrina)

Rafael Bastos e o cartaz contra Richa. (Gilberto Abelha/ Jornal de Londrina)

 

 

 

 

 

Conta o colega de JL Fábio Calsavara que o cartaz estava no meio da Falange Azul, principal organizada do Londrina. Na comemoração, os torcedores deram a volta até onde estavam os jogadores e passaram para eles alguns materiais, como o escudo gigante do Londrina e o cartaz improvisado no verso de duas pastas de documentos grampeadas da UEL (Universidade Estadual de Londrina). Rafael Bastos viu o conteúdo do cartaz e o exibiu conscientemente. No confronto de quarta-feira, em Curitiba, quatro estudante da UEL foram presos.

No fim, acabou sendo uma maneira de “limpar a barra” do jogador com a torcida. Bastos entrou no segundo tempo no lugar de Rone Dias, que fazia um bom jogo. O reserva teve atuação apagada.

Rafael Bastos está sujeito a punição, pois a Fifa proíbe manifestações de cunho político, religioso ou comercial em competições que ela ou entidades subordinadas organizam.

 

 

Este é um espaço público de debate de idéias. A Gazeta do Povo não se responsabiliza pelos artigos e comentários aqui colocados pelos autores e usuários do blog. O conteúdo das mensagens é de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.
Buscar no blog
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais