Seja somente o que os outros aceitam, hein?! - Palpite de Alice
Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
Blog Palpite de Alice

Seja somente o que os outros aceitam, hein?!

Crédito: Visualhunt
Crédito: Visualhunt

Hoje gostaria de dividir um acontecimento, pequeno, porém que me deixou muito pensativa. Eu tenho um canal no Youtube onde posto vídeos 4 vezes na semana. Tenho bastante trabalho, pois não é somente a pauta que preciso me preocupar, mas sim o cenário, a luz, cabelo, maquiagem, figurino e diversos outros detalhes para que saia uma gravação interessante.

Então, estava eu no meio de uma gravação para outra e fui trocar de roupa. Era uma cena onde iria falar mais de minha vida, como me tornei planejadora financeira, enfim, mostrar um pouco mais da minha personalidade. Coloquei uma camiseta que eu uso no dia a dia, do Star Wars e uma jaquetinha de couro. Meu marido somente me disse: “Não está demais essa roupa? Muito pesada? Muito roqueira? ” Pensei: “Ué, mas eu sou assim, eu sou roqueira. Eu amo hardcore, rock, punk. O que é demais? Eu to exagerando no que? ” No momento foi uma coisa pequena, rápida, mas aquilo não saiu da minha cabeça.

Será que o ideal é sempre estar com roupas de executiva? Será que se as pessoas souberem que eu curto uma música diferente da delas não vão mais gostar de mim? Será que só passamos credibilidade quando estamos nos comportando como todos esperam que seja o ideal?

Crédito: Visualhunt

Crédito: Visualhunt

Eu creio que sim, quando saímos um pouco da linha, do que o senso comum diz que é correto, já ficamos taxadas. Isso se encaixa perfeitamente para as finanças. Se você não quer viajar para a Disney, não quer ir para o exterior todos anos, passar as férias no Nordeste, curtir carnaval no Rio de Janeiro, então você não sabe o que é aproveitar a vida e não é normal! Mas eu posso querer gostar de ficar em casa, de odiar aviões, de ver filmes de terror, de não gostar de sol e qual o problema?

Quantas vezes agimos somente porque os outros acham que é o adequado para nossa vida, nossa status, nosso padrão social? “Se eu não tiver esse celular, esse tablete, esse carro e morar nesse bairro, acho que não serei respeitada!” Com essas ideias é que acabamos nos endividando, acabamos gastando muito mais do que podemos e comprando muita coisa que não queremos, somente para nos encaixar em algum lugar que mal sabemos direito qual pertencemos.

Aproveite aquela velha frase de que o ano só começa depois do carnaval e faça essa limpeza na sua vida, no seu guarda roupa, em seus hábitos. Mantenha somente o que é seu de verdade, o que reflete a sua essência, seus valores e suas vontades.

Acabei gravando o vídeo todo com a roupa que eu escolhi e me senti muito bem com isso. Aquela foi somente uma frase dita na hora, sem maiores intenções, mas me fez pensar em quantas outras frases ouvimos e nos deixamos nos levar!