Blogs

Fechar
PUBLICIDADE

Verdura sem frescura

Enviado por Flávia Schiochet, 15/08/16 4:46:58 PM

Só deu ela no início de 2015: a tal da aquafaba pipocou em todos os feeds. A timeline do Facebook e do Instagram passaram semanas com receitas de como transformar água do cozimento de grão-de-bico (a tal da aquafaba) em suspiro vegano. O frisson passou, até porque não é um processo tão rápido, e nem todo forno caseiro é adequado para uma receita tão delicada. Falo por mim: apesar de ter me empolgado com a possibilidade, fiz merengue apenas três vezes – minha versão da receita encontra-se ao fim do post. E as poucas pessoas que continuam a trabalhar com o ingrediente têm feito coisas maravilhosas.

Macaron de pistache com ganache de chocolate da Artisan Confeitaria. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

Macaron de pistache com ganache de chocolate da Artisan Confeitaria. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

Em Curitiba, pude provar o macaron que a Maria Eugênia, da Artisan Confeitaria, uma marca que começou em Maringá com brownies veganos (prove o de maracujá!). A primeira vez que o macaron foi comercializado foi na primeira edição do Vegan Bake Sale, em maio deste ano, no Natural Café e desde então a Artisan aceita encomendas: o pedido mínimo é de 25 unidades de um mesmo sabor (R$ 150, consultar sabores disponíveis).

Para chegar ao resultado atual, Maria Eugênia fez testes por meses e confirma: trabalhar com aquafaba não é fácil. “É muito importante ter paciência. É um ingrediente empolgante e que abre um leque enorme de possibilidades, mas temos que ter em mente que todos ainda estão experimentando com ele para não nos frustrarmos quando algo dá errado, nem desistirmos de tentar de novo”, explicou.

 

Revolução francesa

Quem deu o start para os testes com aquafaba foi Joël Roessel, tenor francês e autor do blog Revolution Vegetale. A partir de uma investigação sobre espumas de leguminosas e de palmito (!), ele descobriu que era possível conseguir consistência similar ao da clara em neve. Mas para manter-se estável era preciso acrescentar amido e goma para que ficasse firme como a de ovos, pois de outra forma, não aguenta temperaturas elevadas.

A descoberta de Joël possibilitou muitas novidades no mercado vegano, como este macaron feito com aquafaba da Artisan Confeitaria. Fazem até o "pezinho". Foto: Maria Eugênia/Divulgação

A descoberta de Joël Roessel possibilitou muitas novidades no mercado vegano, como este macaron feito com aquafaba da Artisan Confeitaria. Fazem até o “pezinho”. Foto: Maria Eugênia/Divulgação

A descoberta rendeu uma série de posts no blog do autor em dezembro de 2014, começando por um em que ele conta um pouco de sua pesquisa: ao entrar em blogs de cozinha molecular para entender a técnica de fazer espuma, Joël escreveu: “a espuma, do ponto de vista técnico, são duas coisas: uma fase descontínua (em que as moléculas não se tocam) formando bolhas de gás, e uma fase contínua (em que as moléculas se tocam), formada por bastões de proteínas que se desdobram e se unem, formando as bolas”.

Quanto mais viscoso o líquido, mais estável será a espuma. O ingrediente também pode substituir a clara de ovo em outras receitas. Em grupos do Facebook, há preparos usando em massas de bolo, de crepe e para empanar. Outro teste foi com a mucilagem da linhaça (o gel que se forma quando deixamos linhaça de molho), que ele achou uma boa substituição para fazer massas em vez de suspiros e merengue.   

Aprendendo com os erros

  Minha primeira tentativa não deu muito certo: faltou cremor tártaro e os suspiros não aguentaram a temperatura do forno – viraram água açucarada depois de uma hora de calor. É perceptível a diferença de textura se você bater apenas a aquafaba sem o cremor tártaro: fica muito espumosa e leve, vai se liquefazer rapidamente.   

 

Observei dois erros principais: não usei açúcar de confeiteiro. Quanto mais fino o açúcar, mais fácil o merengue vai firmar e crescer. Bater demerara no liquidificador até ficar mais fino não funciona tão bem, nem o açúcar refinado faz milagre: o açúcar precisa ser bem fino mesmo para não pesar na espuma, por isso é melhor usar o de confeiteiro. Outro erro foi não usar um estabilizante. O cremor tártaro ou outro ingrediente ácido como suco de limão e vinagre vão ajudar a massa a manter a consistência no forno.

Para quem tem medo do possível sabor de grão-de-bico na receita, não tema: das leguminosas, ele é o que menos deixa sabor pronunciado e com o açúcar na receita, o possível gosto que remete ao salgado acaba sumindo.

Aquafaba também pode ser usada para fazer merengues e queimada com maçarico. Foto: Maria Eugênia/Divulgação

Aquafaba com açúcar e estabilizante fica com consistência sedosa e também pode ser usada para fazer merengues e queimada com maçarico. Foto: Maria Eugênia/Divulgação

Não recomendo bater mais que meia xícara de aquafaba na batedeira porque espirra pra fora do bowl e o volume do líquido triplica! Como não é o mesmo que a clara de ovo, esta receita demora mais para ficar pronta, então não se preocupe: aquele monte de água vai virar um suspiro depois de alguns minutos de batedeira e algumas horas de forno, sim!

Na segunda vez havíamos cozinhado o grão-de-bico sem as cascas e o líquido restante ficou bem espesso, quase um creme. Reduzi um pouco no fogo antes de colocar na batedeira. Resultado: encorpou rapidinho e ficou com consistência de chantilly. Na terceira vez, acertamos. Dei até para o meu irmão provar e ele achou que ficou bem parecido com suspiro feito de ovos. Como ele não é muito fã de comidas veganizadas, considerei um sucesso e por isto achei válido dividir com vocês a receita, mesmo tanto tempo depois:

 

RECEITA

Suspiros veganos

Adaptado do blog Eu Posso Isso

½ xícara de aquafaba – quanto mais viscosa melhor*
¼ de colher de chá de cremor tártaro
¾ de xícara + 2 colheres de sopa de açúcar de confeiteiro
10 gotas de extrato de baunilha ou outro saborizante de sua preferência

Peneire o líquido do cozimento de grão-de-bico no bowl da batedeira e acrescente o cremor tártaro. Bata com o batedor de arame na velocidade máxima. Pode ser que espirre um pouco para fora, porque antes de engrossar é normal o líquido “dançar” no bowl. Deixe bater até o volume quase triplicar. Teste o ponto com uma colher: se o creme não escorrer nem cair ao ser colocado de ponta-cabeça, está no ponto correto.

Continue batendo e adicione aos poucos o açúcar. É preciso bater por mais dois ou três minutos até sua aparência ficar “sedosa”, própria do merengue. O creme forma picos e é nesta hora que se coloca o saborizante. Bata até misturar bem e use o bico de confeiteiro ou duas colheres para modelar os suspirinhos. Asse por duas horas e meia ou até ficarem firmes em forno pré-aquecido a 100 graus C – eu deixo meu forno no mínimo e “travo” a porta com uma colher de pau para que o ar quente saia e diminua a temperatura o máximo possível. O tempo depende muito do forno: há fornos que resolvem em uma hora. Não é o caso do meu. Para assar, preferimos colocá-los em formas de silicone porque mesmo no papel manteiga eles não soltavam.

 


Depois de assados, deixe esfriar na forma ou você vai passar alguns minutos desgrudando de um dedo para o outro. Guarde em geladeira em um pote bem fechado para que não derretam com a temperatura ou com a umidade.

*Para a água do cozimento ficar mais viscosa, deixe o conteúdo esfriar na panela depois do cozimento. Se for o caso, guarde na geladeira com os grãos-de-bico junto e separe só na hora de usar. Cuide para não estragar: de três a cinco dias na geladeira é o tempo médio. Já tivemos vezes em que a água guardada em um recipiente bem fechado durou sete dias sem alterar cheiro nem aparência, mas não recomendo. 

 

 

Nos meus testes, os suspiros mesmo sequinhos e crocantes “derretiam” facilmente ao toque. Para nós, o melhor resultado de textura foi ao desidratá-los em formas de silicone por oito horas, mas como desidratador não é um eletrodoméstico muito usual no Brasil, sugiro o forno entreaberto e um olho vigilante.

Enviado por Flávia Schiochet, 08/08/16 9:45:53 AM

Tem dias que não dá tempo de cozinhar o almoço e, entre sair do trabalho para ir a um buffet e pedir uma marmita, a minha tendência é a segunda opção. E por sorte temos boas opções em Curitiba, tanto para quem come muito (meu caso), como para quem come que nem passarinho. Abaixo estão sete lugares – cinco entregam marmita e dois embalam para levar:

Marmita Vegetariana

O nome é este mesmo: Marmita Vegetariana. A primeira vez que soube do serviço foi por um cartaz no prédio histórico da UFPR. Demorei até pedir pela primeira vez, porque sempre esquecia de me programar. E, olha, é muito bem servida.

Feijoada do Marmita Vegetariana. O feijão está debaixo do arroz, para não vazar. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

Feijoada do Marmita Vegetariana. O feijão está debaixo do arroz, para não vazar. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

Logo na primeira experiência, era dia de feijoada e duas pessoas do trabalho me perguntaram de onde vinha aquela marmita bonita. Na outra semana, bolinhos de proteína de soja com arroz, feijão e torta de espinafre e também espetinho de proteína de soja com panqueca. O povo aqui não se aguentou e na mesma semana três ou quatro que pediram o almoço lá. O preço também é convidativo: R$ 13 e sempre vem uma salada.

Marmita Vegetariana, cuja cozinha funciona no Curitiba Backpackers Hostel, varia alguns pratos da semana. Em um dos dias que pedi, veio bolinho de proteína de soja com aipim frito, arroz e feijão, além de uma saladinha e uma torta salgada de legumes. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

Marmita Vegetariana, cuja cozinha funciona no Curitiba Backpackers Hostel, varia alguns pratos da semana. Em um dos dias que pedi, veio bolinho de proteína de soja com aipim frito, arroz e feijão, além de uma saladinha e uma torta salgada de legumes. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

O restaurante fica dentro do hostel Curitiba Backpackers, no bairro Vista Alegre, e serve o prato feito para quem for almoçar lá. As entregas de marmita são de segunda a sexta das 12h às 14h. É bom pedir com antecedência e ficar de olho no cardápio na fan page. Pedidos podem ser feitos por inbox ou pelo telefone (41) 3047-1851. A taxa de entrega é R$ 2 ou R$ 3 (São Francisco, Bom Retiro, Centro, Centro Cívico, Batel, Bigorrilho, Mercês), dependendo do bairro, mas se pedir mais que uma marmita por endereço, não é cobrada a taxa.

Endereço: Rua Nilo Peçanha, 243, Vista Alegre.

***

Fejón – Cozinha Vegana

A Fejón só trabalha com encomendas e entrega de marmitas, não tendo um ponto fixo. Mas é fácil encontrá-los em algumas feiras da cidade. Na edição de julho da feira Mundo Vegano eu provei um burguer de feijão branco com quinoa e maionese de abacate que estava delicioso.

Burguer de feijão branco com quinoa e maionese de abacate da Fejón Cozinha Vegana. Foto: Apneia Filmes/Divulgação

Burguer de feijão branco com quinoa e maionese de abacate da Fejón Cozinha Vegana. Foto: Apneia Filmes/Divulgação

A marmita com a entrega sai por R$ 14 e vem com saladinha. Toda semana o cardápio muda. Das vezes que pedi, um dia comi yakisoba, na outra vez veio um arroz colorido com coxinhas de palmito e abobrinha. Infelizmente não provei esta moqueca de banana-da-terra com acarajé, mas que dá vontade, dá.

Moqueca de banana-da-terra com acarajé feita pela Fejón Cozinha Vegana. Foto: Reprodução/Facebook

Moqueca de banana-da-terra com acarajé feita pela Fejón Cozinha Vegana. Foto: Reprodução/Facebook

É preciso encomendar cedo. A parte boa é que, se você gosta de almoçar cedo, ela chega até antes das 12h. Pagamento em dinheiro ou cartão Visa, Ticket Restaurante e Sodexo. Para quem come pouco a moderadamente em uma refeição.

***

Buffet Comendador

O restaurante Buffet Comendador é onívoro, mas contratou uma nutricionista para ter diariamente opções vegetarianas, fit, sem glúten e sem lactose. O cardápio vegetariano é fixo e o preço muda de acordo com o prato do dia. A taxa de entrega varia entre R$ 5 e R$ 7 para os bairros Água Verde; Ahú; Alto da Glória; Alto da Rua XV; Batel; Bigorrilho; Cabral; Campina do Siqueira; Centro; Centro Cívico; Cristo Rei; Jardim Botânico; Juvevê; Mercês; Mossunguê; Rebouças; Vila Izabel e Vista Alegre. Pedidos pelo telefone (41) 3222-2040. O cardápio está abaixo e, pela foto de quinta-feira você pode imaginar o quanto a marmita é bem servida.

Marmita do Buffet Comendador, no Batel, vem em uma caixa de papelão. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

Marmita do Buffet Comendador, no Batel, vem em uma caixa de papelão. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

Segunda: arroz integral com gergelim, feijão preto, grão de trigo integral, vagem, escarola, rúcula, cenoura e beterraba (R$ 26)

Terça: arroz com lentilhas, feijão carioca, berinjela, grão-de-bico com tahine, alface, agrião, brócolis e cenoura (R$ 28)

Quarta: arroz integral com amêndoas, feijão preto, batata doce assada, brócolis, alface, rúcula, cenoura e tomate (R$ 26)

Quinta: arroz integral com semente de girassol, feijão carioca, tofu temperado, couve-flor, escarola, alface, cenoura e beterraba (R$ 26)

A marmita do Buffet Comendador vem com salada, bastante arroz, e outra proteína além da porção de feijão. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

A marmita do Buffet Comendador vem com salada, bastante arroz, e outra proteína além da porção de feijão. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

Sexta: arroz integral com gergelim, feijão preto, batata assada com alecrim, cenoura, agrião, alface e brócolis (R$ 26)

Endereço: Rua Comendador Araújo, 194, Batel

***

Veg Veg

Os pratos servidos no almoço executivo do restaurante, empório e lanchonete também são entregues como marmita! O almoço é servido das 11h30 às 14h30 no local (sai por R$ 14,90), mesmo horário em que as marmitas são entregues. Além do prato do dia, vai junto uma entrada, que pode ser uma salada ou um creme. O cardápio é fixo e a porção é para quem come de moderadamente a bastante por refeição:

Segunda: Feijão fradinho, arroz Integral, abóbora cabotiá acebolada e batata rústica

Uma foto publicada por Veg Veg (@vegvegacasa) em

Terça: Estrogonofe de proteína de soja e legumes com arroz integral e batata palha Quarta: Arroz integral, farofa de amendoim, legumes assados e lentilha ao curry Quinta: Risoto de funghi

Uma foto publicada por Veg Veg (@vegvegacasa) em

Sexta: Feijoada com arroz, laranja, couve refogada e farofa

A marmita, com entrega, sai por R$ 17,90 (aceita cartão). Os bairros atendidos são Centro, Rebouças, Jardim Botânico, Cristo Rei, Alto da XV, Alto da Glória, Juvevê, Centro Cívico, São Francisco, Mercês, Bigorrilho, Batel e Cabral. É preciso fazer o pedido até as 10h30 do dia pelos telefones (41) 3085-5405, (41) 9700-0066 e (41) 9999-8114.

Endereço: Rua Visconde de Nácar, 512, Centro.

***

Natural da Ordem

Entrega apenas na região central próxima ao Largo da Ordem. Se você não pode sair do escritório, esqueceu de encomendar mais cedo e quer pedir marmita às 13h, o Natural da Ordem atende. Se não venderem tudo antes, claro. São duas opções: o simples, com salada e prato quente (R$ 14) e completo, com uma porção um pouco maior e com sopa de entrada, prato quente e salada (R$ 16). Para almoçar no local, os pratos saem, respectivamente, R$ 13 e R$ 15. Os pedidos podem ser feitos pelo telefone (41) 3027-3454.

Endereço: Trajano Reis, 54, Centro

***

Para retirar no balcão: Semente de Girassol (Rua Treze de Maio, 512, Centro – (41) 3203-5955) e Tulsi Cozinha Ayurvédica (Rua Deputado Emílio Carlos, 86, Ahú – (41) 3151-0465).

Enviado por Flávia Schiochet, 29/07/16 6:06:34 PM

Agosto promete! Teremos mais um daqueles workshops de leite vegetal do blog Verdura sem Frescura no Coletivo Alimentar e também cursos bem específicos para quem quer aprender queijos à base de castanhas com a carioca Gabriela Migueis (são impressionantes!) e para quem quer se iniciar no mundo da confeitaria sem derivados de origem animal. No Estúdio Bom Gourmet Pátio Batel, duas aulas com o tema “Ser vegetariano” estão programadas para os dias 17 e 31. Olha essa paella de legumes que será ensinada no último dia de agosto!

Paella de legumes que os chefs Diogo Utrabo e Gabriela Coutinho ensinam no Estúdio Bom Gourmet Pátio Batel. Foto: Divulgação

Paella de legumes que os chefs Diogo Utrabo e Gabriela Coutinho ensinam no Estúdio Bom Gourmet Pátio Batel. Foto: Divulgação

Fora o que ainda está para ser confirmado. ;)

PS: esta é uma lista em constante atualização! Se você sabe de um evento que tenha comida vegetariana, mande os detalhes para flavias@gazetadopovo.com.br

 

[Curta o Verdura sem Frescura no Facebook!]

 

TODO DOMINGO TEM

Churrasco no Armazém VegAninha

Das 11h30 às 15h aos domingos o Armazém VegAninha (Rua Eugênio Flor, 468, Abranches) prepara churrasco vegano. Espetinhos de proteína de soja texturizada e peças de glúten em formato de bife e linguiças na brasa, que podem ser pedidos em combo que servem de três a quatro pessoas (R$ 45) com cinco peças à escolha, mais salada, maionese de tofu com batatas e farofa. Também dá para pedir espetinho com maionese de tofu com batatas, farofa e salada (R$ 15, individual) ou apenas espetinho (R$ 5 a unidade). Quem quiser buscar para comer em casa deve levar sua própria embalagem, uma vez que o estabelecimento preza por não usar utensílios e embalagens descartáveis. O armazém também oferece potes retornáveis.

 

TODA SEGUNDA TEM

Almoço vegetariano no Coletivo Alimentar

Toda segunda-feira é dia de prato vegetariano no Coletivo Alimentar, local multi-função no Centro de Curitiba (Rua Comendador Macedo, 233). O cardápio é definido pelo chef da semana alguns dias antes e publicado na página do Facebook. O almoço tem preço fixo de R$ 25 por pessoa com entrada, prato principal e mate gelado.

 

TODA TERÇA TEM

Be Veg no Sr. Garibaldi

Salsichas de grão-de-bico, degustadas no dia 9 de agosto no Sr. Garibaldi. Foto: Reprodução/Facebook

Salsichas de grão-de-bico, degustadas no dia 9 de agosto no Sr. Garibaldi. Foto: Reprodução/Facebook

O Be Veg (conheça a proposta) em parceria com o Sr. Garibaldi (Rua Itupava, 1.377, Hugo Lange) elabora toda terça-feira um sanduíche vegetariano com salsicha artesanal vegana. O sanduíche será servido das 18 às 22h30 por R$ 15 e o chope sai por R$ 5 (300 ml).

 

SÁBADO, 6 de agosto

2ª Feira de confeitaria vegana

pão 100% integral feito com leite de aveia, farinha de trigo integral, centeio e açúcar mascavo do Natural Café. Foto: Divulgação

pão 100% integral feito com leite de aveia, farinha de trigo integral, centeio e açúcar mascavo do Natural Café. Foto: Divulgação

O Natural Café (Av. Rep. Argentina, 2.140, Água Verde) em parceria com a Baby Cake Produtos Especiais e Artisan Confeitaria realiza a segunda edição da feira de confeitaria vegana. Será das 9 às 17h e terá macarons de aquafaba, pães artesanais, cookies sem glúten, bolos e brownies. Os preços variam de R$ 5 a R$ 20. Durante a feira o empório e cafeteria Natural Café funciona normalmente e tem cardápio de lanches veganos e carta de cafés.

 

Curso de comida vegetariana

Alquim Gastronomia. Foto: Divulgação

Alquim Gastronomia. Foto: Divulgação

Das 9 às 12h a Alquim Gastronomia (Av. Iguaçu, 1.686, Rebouças) terá uma aula especial sobre cozinha vegetariana. A inscrição custa R$ 40 por pessoa e dentre as receitas ensinadas estão creme de cenoura, lasanha de berinjela, bolinho de arroz e torta de banana. Ingressos pelo site.

 

DOMINGO, 7 de agosto

Trampos das minas, o evento

Esta iniciativa maravilhosa da minha colega de profissão Gabriela Titon que é o Trampo das Minas (conheça a proposta) terá seu primeiro evento: música, fotografia, dança, cinema, literatura e, claro, rango! Quem vai preparar vários lanchinhos veganos são as garotas do Hangry Grrrls: sanduíche de rosbife vegan no pão francês com barbecue, queijo cremoso de castanha de caju e salada e banoffee de sobremesa (a foto da pizza é para dar vontade de encomendar). Para acompanhar, cerveja: Lívia Fernandes, da Cerveja Tormenta, também estará presente.

Pizza vegana das Hangry Grrrls é feita com queijo de castanha de caju. Foto: Apneia Filmes/Divulgação

Pizza vegana das Hangry Grrrls é feita com queijo de castanha de caju. Foto: Apneia Filmes/Divulgação

O evento será das 15 às 21h no Ateliê Soma (Rua Brigadeiro Franco, 2.119, Centro) e além da parte cultural, terá uma feira com produções independentes, todas feitas por mulheres: Acid, NPosters, Maika Design de superfície, Stitch, Crânios Cabeludos, Baubo, Caroline Lemes, Injasmin, Elisa Cordeiro, Fernanda Pompermayer. A entrada custa R$ 5 e 10% do valor arrecadado será destinado para a Associação de jovens mães solo. Vamos lá prestigiar? Veja a programação completa no evento do Facebook.

 

SEGUNDA, 8 de agosto

Debate: vegetarianismo e políticas públicas

A partir das 19h30, o Espaço Vá de Bike (Rua Saldanha Marinho, 1.276, Centro) recebe um debate sobre vegetarianismo e políticas públicas. Participam do debate o secretário de saúde municipal Cesar Titton; Andrey Sanson, do Armazém VegAninha e agitador de eventos vegetarianos em Curitiba; Gabrielle Mahamud, sócia da assessoria para atletas Atleta Veg, e Flávia Schiochet, jornalista, autora do blog Verdura sem Frescura e mestranda em Turismo, além de empresários do setor. A entrada é gratuita e não é preciso fazer inscrição prévia.

 

TERÇA, 9 de agosto

Almoço no Nex Coworking

Cogumelos bourguignon é uma receita do chef Rafael Rupp que já preparei também. Confio no tempero da Gabrielle. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

Cogumelos bourguignon é uma receita do chef Rafael Rupp que já preparei também. Confio no tempero da Gabrielle. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

Gabrielle Mahamud, do Atleta Veg, participa do Dia Mundial do Coworking no Nex (Rua Francisco Rocha, 198, Batel) preparando o almoço para quem chegar lá. Os cogumelos bourguignon e a sobremesa crumble de maçã começam a ser servidos às 12h30. O almoço custa R$ 20 por pessoa e o pedido é na hora.

 

Be Veg no Sr. Garibaldi

Hot dog vegetariano do Senhor Garibaldi. Foto ilustrativa. Foto: Vivian Schmitz/Reprodução Facebook

Hot dog vegetariano do Senhor Garibaldi. Foto ilustrativa. Foto: Vivian Schmitz/Reprodução Facebook

O Be Veg (conheça a proposta) em parceria com o Sr. Garibaldi (Rua Itupava, 1.377, Hugo Lange) elabora toda terça-feira um sanduíche vegetariano. O do dia 9 de agosto será vegano, montado em pão crocante com maionese de alho, salsicha artesanal de grão-de-bico com brócolis, molho de tomate e broto de feijão. O sanduíche será servido das 18 às 22h30 e custa R$ 15. Acompanhe o evento no Facebook.

 

QUINTA, 11 de agosto

Oficina de leites de castanha

Registro da oficina de leites vegetais que foi em dezembro, no Coletivo Alimentar. Foto: Apneia Filmes

Registro da oficina de leites vegetais que foi em dezembro, no Coletivo Alimentar. Foto: Apneia Filmes

O blog Verdura sem Frescura volta ao Coletivo Alimentar para mais um workshop de leites vegetais. Vamos extrair até 2 litros de leite de uma xícara de castanhas e provar três bebidas que levam estes leites como base. A oficina será das 19h30 às 21h no Coletivo Alimentar e custa R$ 50 por pessoa. Inscrições pelo e-mail falecom@coletivoalimentar.com.br e informações pelo telefone: (41) 3121-1720.

 

SÁBADO, 13 de agosto

Almoço vegano orgânico

Suryen Choinski, idealizadora do laboratório de permacultura urbana Jardim das Amoras Brancas, prepara um almoço vegano com inspiração macrobiótica no Terra Verdi Café Orgânico. No cardápio, arroz cateto integral, quibe e salada com hortaliças e legumes da estação. Suryen trabalha exclusivamente com produtos orgânicos e muitas vezes, os ingredientes são de sua horta. O almoço será servido das 12 às 15h e custa R$ 25 por pessoa. O café fica no segundo piso do Shopping Itália: Rua Mal. Deodoro, 630, loja 66, Centro. Informações: (41) 3324-8437. Acompanhe o evento no Facebook.

 

Última feijoada vegana na Arca Aliança Criativa

A sexta e última edição do ano da feijoada vegana na Arca Aliança Criativa será das das 11 às 19h com receita da For Life Gastronomia. O prato custa R$ 18 e começa a ser servido às 12h. O evento reúne, além do almoço especial, uma feira de orgânicos, bazar e música ao vivo.

 

Curso de confeitaria vegana

Quer aprender como um bolo cresce sem ovo? A fazer receitas clássicas como cheesecake e trufas sem usar laticínios? Este curso é para você. Juliana Gondo, fundadora do Cake Vegan Cake, do Rio de Janeiro, estará em Curitiba para o curso de confeitaria vegana das 17 às 20h na Veg Veg (Rua Visconde de Nácar, 655, Centro).

Curso de confeitaria vegana será na Veg Veg. Foto: Divulgação

Curso de confeitaria vegana será na Veg Veg. Foto: Divulgação

Serão preparados bolo de chocolate com ganache, cheesecake crudívoro de frutas vermelhas (sem glúten), trufas (sem glúten) e cajuzinho (sem glúten e sem açúcar). Dentre os preparos ensinados estão técnicas para usar ágar-ágar, como fazer creme de leite a partir de castanha de caju e como fazer massas de tortas vivas sem açúcar. Todas as receitas são livres de soja e açúcar refinado. O curso custa R$ 250 e inclui degustação e material didático. As inscrições são pelo e-mail cristina@cakevegancake.com ou pelo telefone (31) 98866-1577.

 

Lançamento do livro Detox dia a dia

A nutricionista Astrid Pfeiffer lança seu segundo livro na Livraria da Vila no Pátio Batel (Av. do Batel, 1.868, piso L3) às 19h. “Detox dia a dia” foi editado pela Alaúde, que publica a maior parte dos títulos em português sobre vegetarianismo e que abocanhou prêmios internacionais por seus títulos, o Gourmand World Cookbook Awards. Um deles é da própria Astrid em 2012 com seu primeiro livro “A cozinha vegetariana de Astrid Pfeiffer”, também editado pela Alaúde, na categoria vegetariano. Outro destaque é de seu irmão, o chef Reinhard Pfeiffer, que neste ano teve seu livro “Brasilidades” eleito o melhor do Brasil na categoria América Latina do mesmo prêmio. Que família, hein?

 

DOMINGO, 14 de agosto

Feira A L E C R I M no Wake Up Colab

A feira será das 10h às 13h no Wake Up Colab (Rua Portugal, 54, São Francisco) e reúne pequenos produtores artesanais de bebidas, alimentos, cosméticos e outros produtos. As comidas são vegetarianas, mas a feira não é gastronômica: é um lugar para você ir, comprar vários produtos exclusivos e degustar no conforto da sua casa. O próprio espaço colaborativo tem uma cozinha que vende lanches como hambúrguer vegetariano e bebidas. Acompanhe no evento no Facebook.

Natalia Chede estará lá com a tapioca integral Alimentando a Vida (veja a foto acima), que já comentei no meu Instagram, além de patê e de brigadeiro vegano, ambos feitos com biomassa de banana verde. O processo dela é muito interessante: a mandioca é da Cooperafloresta, cooperativa da Barra do Turvo, no interior paulista, e é chamada de integral porque Natalia rala todas as raízes, deixa fermentar por três dias e então está pronta para consumo – a massa que costumamos comprar no supermercado é um produto refinado da mandioca, como o polvilho. Da maneira que Natalia prepara, ela mantém as fibras e tem muito mais sabor: a fermentação dá até aromas de pão. A banana verde da biomassa é plantada no próprio sítio da família.

 

QUARTA, 17 de agosto

Aula-show no Estúdio Bom Gourmet (adiado! ainda sem nova data)

Risoto que será preparado pelos chefs Diogo Utrabo e Gabriela Coutinho no Estúdio Bom Gourmet. Foto: Divulgação

Risoto que será preparado pelos chefs Diogo Utrabo e Gabriela Coutinho no Estúdio Bom Gourmet. Foto: Divulgação

Diogo Utrabo e Gabriela Coutinho realizam uma série de aulas pagas no Estúdio Bom Gourmet Pátio Batel com o tema “Ser Vegetariano”. A primeira será na quarta, 17, das 19h30 às 21h, em que ensinam o preparo de um falafel de sementes e de um risoto de cevadinha. As inscrições são limitadas, custam R$ 31,90 e devem ser feitas pelo site do Estúdio Bom Gourmet.

 

QUINTA, 18 de agosto

Oficina de lanches rápidos do Onca

A ONG Onca promove uma oficina ensinando bases da cozinha vegana e lanchinhos rápidos. A chef Maria Alice vai ensinar chutney de maçã e ameixa, burguer de quinoa e leite de amêndoas, entre outras receitas, e quem quiser pode colocar a mão na massa.

Chutney que será ensinado por Maria Alice na oficina de lanches rápidos veganos. Foto: Reprodução/Facebook

Chutney que será ensinado por Maria Alice na oficina de lanches rápidos veganos. Foto: Reprodução/Facebook

Custa R$ 50 R$ 39 (baixou!) por pessoa (inclui apostila) e o valor será revertido para a ONG. As inscrições devem ser feitas pelo e-mail eventos@onca.net.br ou pelo WhatsApp (41) 9847-6272. A aula começa às 18h30 no Coletivo Alimentar (Rua Comendador Macedo, 233, Centro). Acompanhe o evento no Facebook. https://www.facebook.com/events/182927182123597/

 

SÁBADO, 20 de agosto

Incrível mundo dos queijos veganos

Gabriela Migueis é carioca e volta a Curitiba para outra rodada do curso de queijos veganos: “ricota” de amêndoas, “parmesão” de castanha-do-Pará, iogurte grego de castanha de caju, “cream cheese” de castanha de caju e queijo vivo de semente de girassol, estes três últimos fermentados. Para aprender as receitas, Gabriela também vai passar outros preparos, como o rejuvelac, leite de amêndoas, como temperar os queijos, combinação com outros alimentos, entre outros conteúdos.

Oficina de queijos veganos terá preparos crudívoros e fermentados. Foto: Divulgação

Oficina de queijos veganos terá preparos crudívoros e fermentados. Foto: Divulgação

O curso custa R$ 180 para pagamentos até 5 de agosto e R$ 210 a partir do dia 6. Será das 18 às 22h na Veg Veg (Rua Visconde de Nácar, 655, Centro) e o valor inclui uma apostila com receitas extra e preparos como doce de leite vegano e um kit com sementes, tela e elástico para preparar seu próprio rejuvelac. Ao final, haverá degustação. As inscrições são on-line. Mais detalhes no evento do Facebook.

 

DOMINGO, 21 de agosto

Meditação, yoga e comida vegana

A Galeria é um espaço recém-inaugurado no centro de Curitiba e durante o domingo promove uma manhã de meditação e yoga: das 10h às 10h30 meditação, das 10h30 às 11h30, aula de yoga com exercícios gradativos de dificuldade. E, ao final, um sanduíche para reabastecer as energias. Sai R$ 30 por pessoa. É bom fazer reserva (são apenas 15 vagas) e chegar com 15 minutos de antecedência. Acompanhe no evento do Facebook.

 

Economia colaborativa e empreendedorismo vegano

Durante sua estada em Curitiba, Gabriela Migueis aproveita para promover uma roda de conversa sobre economia colaborativa e empreendedorismo vegano. Ela, que é formada em Economia pelo Ibmec (RJ), tem experiência no mercado financeiro, setor governamental e em consultoria empresarial, e atualmente trabalha com cozinha e organiza eventos veganos. No encontro de domingo, a conversa gira em torno de questões como a motivação para mudar de atividade, como poderia ser feita a transição, os principais erros dos empreendedores iniciantes, o que é economia colaborativa, dentre outros.

A roda de conversa será no Armazém VegAninha (Rua Eugênio Flor, 468, Abranches) das 15h às 17h. São dois os valores propostos para a participação: R$ 90 para viabilizar a realização deste encontro e R$ 180 para tornar possível outros encontros similares. As inscrições devem ser feitas por um formulário on-line.  Acompanhe o evento no Facebook.

 

ATÉ 23 DE AGOSTO, terça

Inscrições para a Semana Acadêmica de Nutrição da Tuiuti

O curso de graduação em Nutrição da Universidade Tuiuti do Paraná (Rua Sydnei Antonio Rangel Santos, 238, Santo Inácio) terá uma programação com aulas e palestras sobre nutrição e muitas delas são relacionadas ao vegetarianismo. Cada oficina custa R$ 20 e cada palestra, R$ 10. As inscrições são mediante pagamento com representantes da turma até terça, 23. Contato pelo telefone (41) 8746-1485 (Guilherme) ou pelo e-mail representantesnutri@outlook.com.

Veja as palestras e oficinas relacionadas ao tema abaixo. Para ver toda a programação, clique aqui.

Segunda, 29 de agosto
19h30 – Oficina de receitas veganas com Bruna Nascimento (entrada de abobrinha com creme de castanha, tomate e manjericão; prato principal: cogumelos bourguignon com polenta e de sobremesa, mousse de chocolate)
20h15 – Palestra da nutricionista Denise Kawski, sobre a dieta vegetariana e vegana para atletas

Quarta, 31 de agosto
19h30 – Palestra da nutricionista Andressa da Rocha sobre performance de atletas vegetarianos e veganos

 

QUARTA, 24 de agosto

Oficina e jantar com Regina Tchelly, da Favela Orgânica

O Atelier Durigan Gastronomia traz à cidade Regina Tchelly, “a melhor chef do Brasil” segundo Carlo Petrini, fundador do movimento Slow Food. Regina dará uma oficina para ensinar pratos com aproveitamento total de alimentos no dia 24 de agosto (R$ 100) e no dia 27 prepara um jantar com seis pratos (R$ 80). Informações pelo e-mail atelierdurigan@gmail.com e pelos telefone (41) 9559-7610 ou WhatsApp (41) 8743-9515. Quem fizer a oficina e for ao jantar paga R$ 150. Ambas serão no Atelier Durigan (Rua Francisco Manfron, 200, Santa Felicidade) a partir das 19h. Veja o que Regina ensina na oficina abaixo e no dia 27 de agosto, o menu do jantar.

Regina Tchelly, fundadora do Favela Orgânica. Foto: Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo

Regina Tchelly, fundadora do Favela Orgânica. Foto: Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo

Oficina de aproveitamento total de alimentos (R$ 100 por pessoa): salpicão de batata doce, pão de casca de abóbora com pimentão vermelho, yakisoba de coração de banana, massa Favela Orgânica, strogonoff de talo de brócolis, risoto de casca de melancia, brigadeiro de casca de banana e cacau e doce de casca de melancia com coco.

 

QUINTA, 25 de agosto

Aula-show no Estúdio Bom Gourmet

A aula especial “A Vida sem Lactose” do Estúdio Bom Gourmet Pátio Batel terá o preparo de leites vegetais e receitas a partir de seus resíduos com o pessoal da assessoria esportiva e blog Atleta Veg. A culinarista Gabrielle Mahamud prepara três tipos de leites vegetais e as receitas de “ricota”, pera assada com crosta crocante e overnight oats, uma misutra de grãos, frutas e iogurte vegetal. Durante a aula a nutricionista Yasmim Amorim fala sobre a intolerância à lactose e alergia à proteína do leite e sugere cuidados e precauções para quem sofre delas. A aula é das 19h30 às 21h e custa R$ 36,90. Compras pelo site do Estúdio Bom Gourmet Pátio Batel.

 

SÁBADO, 27 de agosto

Sábado vegano no Mercado Municipal

Alana Rox, diva do Instagram com receitas compartilhadas pelo perfil @theveggievoice. Foto: Divulgação

Alana Rox compartilha receitas pelo perfil @theveggievoice no Instagram e em breve estreia um programa na plataforma on-line do canal GNT. Foto: Divulgação

A Cativa Natureza, marca de cosméticos orgânicos, e a loja Annapurna, de produtos vegetarianos, promovem um sábado com curso da Alana Rox no setor de orgânicos do Mercado Municipal de Curitiba, das 14h30 às 17h30, na cozinha do mezanino. Custa R$ 287 por pessoa e as vagas estão acabando! Inscrições pelo e-mail alanaonline@gmail.com. Alana ensinará pão low carb sem glúten, fondue, quiche proteica, bolo de chocolate low carb e brigadeiro, tudo vegano e com os inscritos colocando a mão na massa. No próximo mês, Alana estreia um programa sobre o estilo de vida vegano na plataforma on-line do canal GNT, chamado “Diário de uma vegana”.

Tapioca com creme de castanhas servido como uma pizza, invenções da Natalia Chede. Foto: Natalia Chede/Arquivo pessoal

Tapioca com creme de castanhas servido como uma pizza, invenções da Natalia Chede. Foto: Natalia Chede/Arquivo pessoal

Na parte dos orgânicos, uma cozinha na praça de alimentação terá demonstrações culinárias gratuitas a partir das 11h. A nutricionista Natalia Chede abre a programação preparando cupcakes sem glúten de cacau com cobertura de brigadeiro de biomassa de banana verde. Também prepara uma mini pizza com massa de tapioca (que menciono no dia 14 de agosto, veja lá em cima!).

Foto: Apneia Filmes/Divulgação

Foto: Apneia Filmes/Divulgação

Às 11h50, eu farei um achocolatado com leite vegetal e manteiga de cacau e, na sequência, Gabi Mahamud do blog Atleta Veg prepara uma barrinha de cereais às 12h30. O restante da programação ainda está a confirmar, mas garanto que terá muita coisa boa! ;)

 

Festival Ogros Veganos

A comunidade mais comilona (ou que ostenta mais as refeições caprichadas) na internet sai de trás do computador para se reunir ao vivo no primeiro Festival Ogros Veganos. Será das 11 às 19h no Armazém VegAninha (Rua Eugênio Flor, 468, Abranches) e tem até concurso rolando: quem postar a foto mais curtida no evento do Facebook ganha uma fatia de pizza de bolo da Bolo de Café com Bolo, um sanduíche de almôndegas da Fejón Cozinha Vegana e um acarajé com vatapá do Kits Gourmet Veg. O segundo lugar ganha uma porção de coxinhas da Zanquetta Alimentos Congelados e uma batata recheada da Hangry Grrrls.

Batata assada com "bacon". Foto: Divulgação

Batata assada com “bacon”. Foto: Divulgação

Os produtores confirmados que servirão “ogrices” são: Bolo de Café com Bolo, Fejón – Cozinha Vegana, Hangry Grrrls, Kits Gourmet Veg, Zanquetta Alimentos Congelados, Faz pra fora, Slaviet e Armazém VegAninha. Por enquanto não há preços confirmados. Os preços ficam entre R$ 6 e R$ 12.

 

Degustação de tapioca e bate-papo com Natalia Chede

Natalia Chede e a tapioca que ela prepara artesanalmente. Foto: Apneia Filmes/Divulgação

Natalia Chede e a tapioca que ela prepara artesanalmente. Foto: Apneia Filmes/Divulgação

Depois de ensinar um bolo e uma pizza no Mercado Municipal, a nutricionista Natalia Chede vai à loja Bem Integral promover uma degustação da tapioca integral e dos patês de biomassa com castanha e manjericão e também com brigadeiro de biomassa de banana verde. Será das 13h às 16h e é gratuito. Veja mais no evento do Facebook.

 

Oficina vegana de pratos brasileiros

Torta de chocolate da Chef com Carinho. Foto: Divulgação

Torta de chocolate da Chef com Carinho. Foto: Divulgação

Restam cinco vagas para a oficina ministrada por Isabela Motti. Serão quatro pratos brasileiros ensinados: castanhas picantes com coco, moqueca de jaca verde, farofa de banana-da-terra e torta de chocolate. A aula será na Al. Júlia da Costa, 2.102, das 14h às 18h, com degustação ao final. O custo é de R$ 220 por depósito bancário ou R$ 242 no cartão de crédito (+ taxa de serviço pelo site). Acompanhe o evento no Facebook.

 

Jantar com Regina Tchelly, do Favela Orgânica

O Atelier Durigan Gastronomia traz à cidade Regina Tchelly, “a melhor chef do Brasil” segundo Carlo Petrini, fundador do movimento Slow Food. Regina dá uma oficina para ensinar pratos com aproveitamento total de alimentos no dia 24 de agosto (R$ 100, veja acima) e no dia 27 prepara um jantar com seis pratos (R$ 80). Informações pelo e-mail atelierdurigan@gmail.com e pelos telefone (41) 9559-7610 ou WhatsApp (41) 8743-9515. Quem fizer a oficina e for ao jantar paga R$ 150. Ambas serão no Atelier Durigan (Rua Francisco Manfron, 200, Santa Felicidade) a partir das 19h.

Regina servirá no jantar bruschetta com folhas de brócolis com alho-poró, creme de casca de abóbora com talo de agrião, escondidinho de banana verde com recheio de casca de banana e folhas de alho-poró, risoto de casca de melancia com cebola roxa, tartelete de brigadeiro de casca de banana e cacau, muffin de maracujá com casca de cenoura e abobrinha. O jantar terá música ao vivo com Will Leme.

 

DOMINGO, 28 de agosto

Veganique no Museu Oscar Niemeyer

Museu Oscar Niemeyer. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo

Museu Oscar Niemeyer. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo

Das 14 às 19h está marcado um Veganique na área externa do Museu Oscar Niemeyer (Rua Marechal Hermes, 999, Centro Cívico). A ideia é que cada um leve um prato feito sem laticínios, ovos, gelatina e mel, entre outros ingredientes de origem animal, para compartilhar ou para comer junto de outros participantes. A organização pede para que cada um leve seus próprios talheres, copos e pratos.

 

QUARTA, 31 de agosto

Aula-show no Estúdio Bom Gourmet

Rocambole de espinafre dos chefs Diogo Utrabo e Gabriela Coutinho no Estúdio Bom Gourmet. Foto: Divulgação

Rocambole de espinafre dos chefs Diogo Utrabo e Gabriela Coutinho no Estúdio Bom Gourmet. Foto: Divulgação

Diogo Utrabo e Gabriela Coutinho realizam uma série de aulas pagas no Estúdio Bom Gourmet Pátio Batel com o tema “Ser Vegetariano”. No dia 31, das 19h30 às 21h, as receitas são rocambole de espinafre e paella de legumes. As inscrições são limitadas, custam R$ 31,90 e devem ser feitas pelo site do Estúdio Bom Gourmet.

Enviado por Flávia Schiochet, 06/07/16 3:08:27 PM
Imagem ilustrativa. Foto: Fred Kendi/Gazeta do Povo

Imagem ilustrativa. Foto: Fred Kendi/Gazeta do Povo

Oportunidade de ouro para quem ainda tem dúvidas quanto à cozinha vegetariana: a Sociedade Vegetariana Brasileira promove um curso gratuito de cozinha vegetariana nos dias 9 e 10 de julho (sábado e domingo) no mezanino do Mercado Municipal de Curitiba. A iniciativa faz parte do congresso VegFest, que ocorre no setor de orgânicos do Mercado Municipal no mesmo fim de semana. A organização divulgou na manhã de sexta (8) que as vagas esgotaram.

>>>Veja os eventos vegetarianos em Curitiba no mês de julho

As aulas são das 9h às 12h e das 14h às 17h no sábado e das 9h às 12h no domingo. Tudo de graça. Dentre as receitas ensinadas estarão canja; abobrinhas recheadas grelhadas ao molho de arroz e castanhas e escondidinho de berinjela e cogumelos.

Massa fresca vegana do chef Rafael Rupp, da Avocado Consultoria Vegetariana. Foto: Apneia Filmes/Divulgação

Massa fresca vegana do chef Rafael Rupp, da Avocado Consultoria Vegetariana. Foto: Apneia Filmes/Divulgação

As inscrições devem ser feitas pelo e-mail vegfestsulbras2016@gmail.com enviando o nome completo e telefone para contato.

Quem ministra os módulos são André Cantú, Rafael Rupp e Monyka Wanto. Saiba mais sobre eles:

André Cantú. Foto: Divulgação

André Cantú. Foto: Divulgação

Rafael Rupp. Foto: Divulgação

Rafael Rupp. Foto: Divulgação

Monyka Wanto. Foto: Divulgação

Monyka Wanto. Foto: Divulgação

SÁBADO, 9 de julho

9h–12h Introdução à cozinha vegetariana

André Cantú

Cozinheiro formado pelo Senac Águas de São Pedro, técnico em nutrição, proprietário e chef do restaurante vegano Broto de Primavera, de São Paulo, e apresentador no VEGETV.

 

14h–17h Versões internacionais e sobremesas

Rafael Rupp

Fez curso de cozinheiro profissional no Senac Paraná e gastronomia na Universidade Positivo. Atualmente é aluna da pós-graduação de Gastronomia Funcional na mesma universidade. É instrutor do Senac em barismo e chef consultor, tendo elaborado boa parte do cardápio dos restaurantes Veg e Lev e Veg Veg, em Curitiba.

 

DOMINGO, 10 de julho

9h–12h Versões brasileiras e sobremesas

Monyka Wanto

Formada em Biologia pela PUCPR, mestre em Zoologia pela UFPR, professora e youtuber do canal Papo da Comadre.

Enviado por Flávia Schiochet, 04/07/16 4:46:54 PM

Opa, opa! A agenda desse mês atrasou um pouquinho, mas aqui estão os eventos do mês: tem um congresso cheio de palestras e demonstrações interessantes, eventos que já são parte do calendário da cidade, como o Bazar Vegano e a feira O Mundo Vegano, aulas-show gratuitas no Estúdio Bom Gourmet Pátio Batel, entre outros. Aproveite para se programar!

Um dos destaques de julho é a inauguração do Empório VegAninha no dia 8. Foto: Reprodução/Facebook

Um dos destaques de julho é a inauguração do Empório VegAninha no dia 8. Foto: Reprodução/Facebook

Se você tem sugestões, mande para flavias@gazetadopovo.com.br com detalhes como horário, preço (se houver), data para inscrição (se houver), fotos e outros detalhes. Quanto mais detalhes, mais rápido para eu divulgar na agenda. :)

 

JULHO

*Durante todo o mês, a Veganetes, lanchonete no Centro de Curitiba, recolhe ração, cobertores, vermífugo, toalhas, roupinhas, potinhos, guia, remédio e outros itens para a ONG Adote com Consciência. O local abre de segunda a sábado das 11h30 às 19h.

Natalia Chede e o filho Eric fazendo cookies de cacau. Foto: Natalia Chede/Arquivo pessoal

Natalia Chede e o filho Eric fazendo cookies de cacau. Foto: Natalia Chede/Arquivo pessoal

*A nutricionista e culinarista Natalia Chede está vendendo as duas edições de seus livros de receitas veganas por R$ 50 para financiar seu projeto: construir uma casa no sítio em Barra do Turvo, em São Paulo, e se mudar para lá. Com isso, a família passa a produzir alimentos agroecológicos e agroflorestais, o lugar funcionaria como um espaço para educação ambiental, retiros de yoga, cursos de alimentação e terapias. Todo o projeto de construção será feito com materiais naturais para agredir menos o meio ambiente. Para contribuir com o projeto de Natalia, basta escrever para o e-mail nataliachede@gmail.com. Acompanhe o evento no Facebook.

 

TERÇA, 5 de julho

Aula-show de preparações vegetarianas com cogumelos no Espaço Gourmet

A escola de gastronomia Espaço Gourmet terá uma aula com menu vegetariano usando cogumelos em seis pratos das 19h às 22h. Quem ministra a aula-show é a chef Denyse Porto, especialista nestes ingredientes. A aula custa R$ 220 por pessoa (com apostila), com inscrições feitas previamente pelo site da escola, e durante a aula os pratos são servidos na seguinte sequência: envelopes orientais de cogumelos, cappuccino de amêndoas e cogumelos, escondidinho de cogumelos com purê de abóbora, enformado de batata, espinafre e cogumelos, risoto de limão siciliano e cogumelos e tartufo de chocolate para sobremesa.

Cogumelo Paris. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo

Cogumelo Paris. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo

Além de ensinar os preparos, Denyse vai falar sobre as espécies comestíveis, como higienizar os cogumelos frescos, como hidratar os que vêm desidratados e tirar dúvidas dos inscritos. Quando eu participei de uma aula-show no Espaço Gourmet Escola de Gastronomia, achei que valeu muito a pena! Leia mais clicando aqui.

 

QUINTA, 7 de julho

Jazz, sopa e vinho no Veg e Lev

Das 19h30 à meia-noite o Veg e Lev terá uma noite de sopas e jazz (R$ 35,90 por pessoa + couvert). O restaurante serve uma sequência de oito sopas: caldo de feijão com cachaça (v); batata salsa, cenoura e curry (v); creme de milho; caldo verde (v); abóbora cabotiá, gengibre e leite de coco (v); berinjela defumada (v); missoshiro; chocolate quente (tem opção vegana). As opções veganas estão marcadas com um (v). Há ainda sabores sem glúten e um não-vegetariano (o missoshiro). No couvert vegetariano será servido babaganoush, homus, croutons, tofu grelhado, mix de cereais e sementes, torradas, pinhão. Reservas pelo telefone (41) 3121-1218. Mais informações na página do restaurante.

 

SEXTA, 8 de julho

Inauguração oficial do Armazém VegAninha

Funcionando em regime de soft opening há algumas semanas, o Armazém VegAninha prepara a sua festa de inauguração para a sexta a partir das 11h. Aos domingos, o local está servindo churrasco vegano com direito a maionese e outros quitutes. No empreendimento do casal Andrey Sanson e Ana Luiza Couto, o plástico não tem vez. É bom levar seu próprio recipiente para comprar os queijos, carnes e embutidos veganos que eles preparam ou usar uma das embalagens retornáveis que o estabelecimento oferece.

Churrasco vegano é uma das atividades que o Empório VegAninha promove aos domingos. As "carnes" são vendidas no empório a granel de quarta ao domingo. Foto: Reprodução/Facebook

Churrasco vegano é uma das atividades que o Empório VegAninha promove aos domingos. As “carnes” são vendidas no empório a granel de quarta ao domingo. Foto: Reprodução/Facebook

O local será como um mini mercado de bairro, atendendo principalmente a comunidade próxima do Abranches, bairro ao norte de Curitiba, e aceita cartão de crédito e débito. O dia de inauguração terá programação especial, como a introdução à permacultura vegana ministrada por Fabiu Cochabamba 14h às 18h. Das 18h às 20h, o armazém passa a servir o coquetel de inauguração. Veja mais no evento do Facebook.

 

Botecão Veg Veg – esquenta para o VegFest

O empório, restaurante e cafeteria promove toda sexta-feira o Botecão VegVeg das 18h às 22h na casa (Rua Visconde de Nácar, 655, Centro) com cardápio especial de porções. E na sexta que precede o VegFest não será diferente. A entrada é gratuita e são servidos sanduíches como pão com bolinho (R$ 5,90) e porções: batata rústica frita com molho barbecue (R$ 10,90); cubos de queijo vegano na chapa (R$ 5); seis mini coxinhas (R$ 5); seitan à milanesa com maionese casiera (R$ 13,90). Para beber, cervejas, quentão, cafés, chocolate quente e milk shake. Acompanhe no evento do Facebook.

 

FIM DE SEMANA, 9 e 10 de julho

1º VegFest SulBrasileiro

Foto: Apneia Filmes/Divulgação

Foto: Apneia Filmes/Divulgação

O maior congresso sobre vegetarianismo da América Latina terá uma edição regional para o sul do Brasil, mais especificamente no setor de orgânicos do Mercado Municipal de Curitiba. Na programação, aulas de preparos vegetarianos para cozinheiros profissionais, palestras, demonstrações culinárias, exposição de produtos veganos e debates. Não é preciso fazer inscrição para as palestras, bate-papos e demonstrações culinárias: apenas chegar no horário para garantir seu lugar. A programação está disponível no site do VegFest.

Eu também estarei na programação de demonstrações culinárias ensinando a minha versão de um demi glace vegano, como este do vídeo abaixo:

Os cozinheiros que quiserem aprimorar seus conhecimentos em pratos vegetarianos devem se inscrever pelo e-mail vegfestsulbras2016@gmail.com até terça, 5 de julho, para aprender novos preparos com os chefs André Cantú e Rafael Rupp e a culinarista Monyka Wanto. As aulas serão das 9h às 12h com André Cantu e das 14h às 17h com Rafael Rupp no sábado e das 9h às 12h com Monyka Waanto no domingo. Saiba mais clicando aqui.

Empório Annapurna na área de orgânicos do Mercado Municipal. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Empório Annapurna na área de orgânicos do Mercado Municipal venderá os produtos veganos dos produtores locais. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

A loja Annapurna estará vendendo os produtos artesanais e toda a programação é gratuita. Para quem vem de fora, o evento firmou uma parceria com os hoteis Condor e Lizon, ambos na mesma rua do Mercado Municipal. Acompanhe pelo evento do Facebook.

 

Feijoada vegana na Arca Criativa

Para a quinta edição da feijoada da Arca Criativa (Rua Flávio Dallegrave, 2661, Hugo Lange), a chef Stella Pisani prepara uma feijoada com legumes, raízes e salsichas veganas defumadas servida com couve, farofa de alho e vinagrete de aceto balsâmico. O prato custa R$ 18 e começa a ser servido às 12h. O evento reúne, além do almoço especial, uma feira de orgânicos e bazar e forró ao vivo. Até as 19h o local também vende coxinhas veganas (R$ 3,50 cada) e sanduíches naturais (R$ 10).

 

DOMINGO, 10 de julho

Churrasco no Armazém VegAninha

Das 11h30 às 15h de domingo o Armazém VegAninha (Rua Eugênio Flor, 468, Abranches) prepara churrasco vegano. Espetinhos de proteína de soja texturizada e peças de glúten em formato de bife e linguiças na brasa, que podem ser pedidos em combo que servem de três a quatro pessoas (R$ 45) com cinco peças à escolha, mais salada, maionese de tofu com batatas e farofa. Também dá para pedir espetinho com maionese de tofu com batatas, farofa e salada (R$ 15, individual) ou apenas espetinho (R$ 5 a unidade). Quem quiser buscar para comer em casa deve levar sua própria embalagem, uma vez que o estabelecimento preza por não usar utensílios e embalagens descartáveis. O armazém também oferece potes retornáveis.

 

SEGUNDA, 11 de julho

Almoço vegetariano no Coletivo Alimentar

Arroz marroquino da chef Ana Caro Ribeiro. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Arroz marroquino da chef Ana Caro Ribeiro. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Toda segunda-feira é dia de prato vegetariano no Coletivo Alimentar, local multi-função no Centro de Curitiba. O cardápio é definido pelo chef da semana alguns dias antes e publicado na página do Facebook. O almoço tem preço fixo de R$ 25 por pessoa com entrada, prato principal e mate gelado.

 

TERÇA, 12 de julho

Aula-show gratuita com Greengo Vegetariano

O restaurante é novo na cidade e tem um cardápio enxuto. Um de seus principais pratos será ensinado em aula-show gratuita no Estúdio Bom Gourmet Pátio Batel na terça das 19h30 às 20h30. É o falafel que o chef Pedro Arthur serve em porções no Greengo Vegetariano. Também será ensinado o preparo de homus e ao final há degustação. A inscrição é gratuita pelo site do estúdio.

 

QUINTA, 14 de julho

Jazz, sopa e vinho no Veg e Lev – segunda edição

Com a lotação do evento do dia 7, o restaurante abriu mais uma noite para o festival de sopas. Das 19h30 à meia-noite o Veg e Lev terá uma noite de sopas e jazz (R$ 35,90 por pessoa + couvert). O restaurante serve uma sequência de oito sopas: caldo de feijão com cachaça (v); batata salsa, cenoura e curry (v); creme de milho; caldo verde (v); abóbora cabotiá, gengibre e leite de coco (v); berinjela defumada (v); missoshiro; chocolate quente (tem opção vegana). As opções veganas estão marcadas com um (v). Há ainda sabores sem glúten e um não-vegetariano (o missoshiro). No couvert vegetariano será servido babaganoush, homus, croutons, tofu grelhado, mix de cereais e sementes, torradas, pinhão. Reservas pelo telefone (41) 3121-1218. Mais informações na página do restaurante. https://www.facebook.com/vegelev/?fref=photo

 

SÁBADO, 16 de julho

Vivência de yoga para mulheres com café vegetariano

A loja Bem Integral Alimentos Naturais terá uma aula de yoga para mulheres ministrada por Nitinanda Fuganti, doula e diretora da Casa Mãe, das 8h às 10h. A loja fica fechada durante a prática e em seguida será servido um café da manhã para as participantes (R$ 40). No cardápio, chás orgânicos, iogurte vegetal, pães sem glúten, pãozinho de polvilho, geleias orgânicas, ghee, pastas de castanhas e bolo de cacau com banana. As incrições devem ser feitas antecipadamente pelo e-mail bemintegral@gmail.com ou diretamente na loja.

 

Bazar Vegano

Das 11h às 18h, o Armazém VegAninha realiza mais uma edição do Bazar Vegano. A entrada é gratuita e vários produtores artesanais comercializam doces, salgados, cerveja artesanal, produtos de higiene e limpeza. Estão confirmados os expositores Babycake Produtos Especiais, Armazém VegAninha, Faz pra fora, Bio Linha, Cervejaria Xamã, Biomimética, Palmito Divino Sabor/ASPRAN, João de Barra, Dona Nanica, Eat’s Natural, Prema e Águas da Barra.

Sabão de coco em barra e em pó e amaciante de laranja da Prema. Foto: Otávio Stadler, Felipe Boing, Marcelo Veiga/Divulgação

Sabão de coco em barra e em pó e amaciante de laranja da Prema. Foto: Otávio Stadler, Felipe Boing, Marcelo Veiga/Divulgação

É recomendado levar dinheiro trocado, pois nem todos os expositores aceitam cartão. O evento também traz duas rodas de conversa: Vivian Forio fala sobre maternidade vegana às 14h e Goura Nataraj sobre posições situacionistas sobre o trânsito às 16h, além de ativistas da Sea Shepherd e da SVB Curitiba que estarão presentes com materiais informativos e disponíveis para conversar sobre sua atuação.

 

10.º Festival da Coxinha na Veg Veg

Coxinhas da Doces e Cores. Foto: Ísis Freitag/Divulgação

Coxinhas da Doces e Cores. Foto: Ísis Freitag/Divulgação

Começa às 12h a décima edição do festival da coxinha da Veg Veg – Empório Vegetariano (Rua Visconde de Nácar, 655, Centro) em parceria com a Doces e Cores. Serão mil unidades (R$ 6 cada), sendo seis sabores salgados (proteína texturizada de soja com requeijão vegan, jaca verde, palmito, cachorro-quente, abóbora com funghi e brócolis com linguiça vegan) e um doce, de chocolate. Apesar de parecer um volume grande de coxinhas e o evento estar programado para terminar às 16h, todas as edições anteriores confirmam que o salgado dura pouco tempo! Vá cedo para garantir a sua.

 

DOMINGO, 17 de julho

Churrasco no Armazém VegAninha

Das 11h30 às 15h de domingo o Armazém VegAninha (Rua Eugênio Flor, 468, Abranches) prepara churrasco vegano. Espetinhos de proteína de soja texturizada e peças de glúten em formato de bife e linguiças na brasa, que podem ser pedidos em combo que servem de três a quatro pessoas (R$ 45) com cinco peças à escolha, mais salada, maionese de tofu com batatas e farofa. Também dá para pedir espetinho com maionese de tofu com batatas, farofa e salada (R$ 15, individual) ou apenas espetinho (R$ 5 a unidade). Quem quiser buscar para comer em casa deve levar sua própria embalagem, uma vez que o estabelecimento preza por não usar utensílios e embalagens descartáveis. O armazém também oferece potes retornáveis.

 

SEGUNDA, 18 de julho

Almoço vegetariano no Coletivo Alimentar

Toda segunda-feira é dia de prato vegetariano no Coletivo Alimentar, local multi-função no Centro de Curitiba. O cardápio é definido pelo chef da semana alguns dias antes e publicado na página do Facebook. O almoço tem preço fixo de R$ 25 por pessoa com entrada, prato principal e mate gelado.

 

SEXTA, 22 de julho

3.ª edição do Festival de Sopas no Flor de Anis

Salão do restaurante Flor de Anis. Foto: Fred Kendi/Gazeta do Povo

Salão do restaurante Flor de Anis. Foto: Fred Kendi/Gazeta do Povo

O restaurante Flor de Anis (Rua João David Perneta, 433, Hugo Lange) serve buffet de sopas no jantar, das 19h às 22h, por R$ 32,90 por pessoa (bebidas e sobremesas não estão inclusas). Serão oito sabores, cinco delas veganas (caldo verde, abóbora com cogumelo Paris, ervilha com couve-flor, legumes com arroz e agnolini) e três ovolactovegetarianas (sopa eslava, batata-salsa com provolone e creme de palmito). É recomendável fazer reserva pela página no Facebook, pelo e-mail contato@flordeanisgastronomia ou pelo telefone (41) 3030-2523.

 

SÁBADO, 23 de julho

Feira O Mundo Vegano

Registro da primeira edição da feira O Mundo Vegano. Foto: Divulgação

Registro da primeira edição da feira O Mundo Vegano. Foto: Divulgação

O evento já é fixo no calendário: a cada dois meses tem uma edição da feira O Mundo Vegano na Sociedade Recreativa Água Verde. É das 10h às 18h com mais de 35 expositores com comidinhas, sobremesas, produtos de higiene pessoal e de limpeza, cosméticos, orgânicos, suplementos esportivos, entre outros. Uma parte dos expositores aceita cartão, mas é recomendável levar trocado. As comidas custam em média R$ 5 a unidade e alguns produtos, como a empadinha da Nhom Quitutes Veganos, está a R$ 2.

Empadinhas da Nhom Quitutes Veganos. Foto: Divulgação

Empadinhas da Nhom Quitutes Veganos. Foto: Divulgação

Está confirmada também a participação de Bolo de Café com Bolo, Browneria ChocoVeg, Dona Nanica e Biozen Kombucha para a parte de alimentação; Natural Science para suplementos esportivos e com a Queijoquinha; Águas da Barra e Cuidado Vital nos cosméticos.
Quem puder doar ração para gatos, areia ou jornais pode levar para a ONG Beco da Esperança, que também estará no evento com camisetas e canecas. A organização da feira também estará arrecadando um quilo de alimento não perecível a ser destinado para alguma instituição de caridade. Acompanhe o evento pelo Facebook.

 

Veg Veg abre a cozinha para Vaca Louca

Paulo Campi e Carlos Mamá, do café vegetariano Vaca Louca, de Maringá, comandam a cozinha da Veg Veg (Rua Visconde de Nácar, 655, Centro) no sábado das 17h às 20h. No cardápio, churrasco de glúten defumado e acebolado com pão, purê de batata, molho de alho, tomate, alface e tofu mexido; sanduíche na baguete com calabresa vegetal, maionese de manjericão e tofu mexido com tomate seco e torta salgada de vegetais. Os preços de cada lanche ainda não foram definidos. Acompanhe as novidades pelo evento no Facebook.

 

DOMINGO, 24 de julho

Churrasco no Armazém VegAninha

Das 11h30 às 15h de domingo o Armazém VegAninha (Rua Eugênio Flor, 468, Abranches) prepara churrasco vegano. Espetinhos de proteína de soja texturizada e peças de glúten em formato de bife e linguiças na brasa, que podem ser pedidos em combo que servem de três a quatro pessoas (R$ 45) com cinco peças à escolha, mais salada, maionese de tofu com batatas e farofa. Também dá para pedir espetinho com maionese de tofu com batatas, farofa e salada (R$ 15, individual) ou apenas espetinho (R$ 5 a unidade). Quem quiser buscar para comer em casa deve levar sua própria embalagem, uma vez que o estabelecimento preza por não usar utensílios e embalagens descartáveis. O armazém também oferece potes retornáveis.

 

Veg Veg abre a cozinha para Natalia Chede

Natalia Chede é nutricionista e culinarista e prepara receitas de burgers e milkshakes veganos na Veg Veg (Rua Visconde de Nácar, 655, Centro) durante a tarde de domingo, das 13h às 17h. Serão ensinados os preparos de burger de lentilha, aveia e nozes, burger de grão-de-bico, cenoura e amêndoas, maionese de castanhas, batata-doce ao forno com ervas, milkshake de chocolate e milkshake de manga com coco. As inscrições custam R$ 80 e devem ser feitas por e-mail nataliachede@yahoo.com.br e pelo WhatsApp (15) 9 9631-9121.

 

SEGUNDA, 25 de julho

Almoço vegetariano no Coletivo Alimentar

Toda segunda-feira é dia de prato vegetariano no Coletivo Alimentar, local multi-função no Centro de Curitiba. O cardápio é definido pelo chef da semana alguns dias antes e publicado na página do Facebook. O almoço tem preço fixo de R$ 25 por pessoa com entrada, prato principal e mate gelado.

 

QUARTA, 27 de julho

Curso e palestra com a nutricionista Astrid Pfeiffer

A unidade das Mercês da loja Mundo Verde (Rua Alcides Munhoz, 556) terá uma tarde de palestra e receitas com a nutricionista Astrid Pfeiffer a partir das 14h. Astrid ensina o preparo de homus, farofa proteica de sementes, flan funcional de frutas e um chá para dormir melhor. A inscrição custa R$ 150, sendo R$ 100 revertidos para compra de produtos na loja. Inscrições pelo (41) 3076-6688.

 

SEXTA, 29 de julho

Jantar com o chef Juarez Andersen no DeRose Alto da XV

No mês passado o chef Juarez Andersen preparou um cardápio asiático no DeRose do Centro Cívico e foi uma delícia. No próximo dia 29 ele cozinha no DeRose Alto da XV com um menu inspirado na Itália. Custa R$ 49 por pessoa as reservas feitas até o dia 28 de julho e R$ 59 no dia. O jantar começa com um duo de bruschettas de tomate confitado e caponata, segue com um risoto de peras grelhadas com gorgonzola e nozes e termina com um pudim de café com supreme de laranja. Para beber, limonada com menta. Acompanhe pelo evento.

 

SÁBADO, 30 de julho

Curso de alimentação natural

O Espaço Prana Artes e Terapia ensina a fazer um almoço com a cara do inverno no sábado das 9 às 13h. Os pratos preparados serão rondelli de tofu ao molho funghi (contém glúten), hambúrguer de grãos, omelete de grão-de-bico, gratinado de legumes, salada com flores, molho de tahine, pavê de cookies e flan de cacau. O curso custa R$ 150 por pessoa e as inscrições devem ser feitas pelos telefones: (41) 3247-8632, (41) 9656-0477 e (41) 9936-2948.

 

Santa Farra na Arca Aliança Criativa

O hot dog vegetariano da Pitaya Culinária Saudável. Foto: Flávia Gasparin/Divulgação

O hot dog vegetariano da Pitaya Culinária Saudável. Foto: Flávia Gasparin/Divulgação

A Pitaya Culinária Saudável será a responsável pela festa julina Santa Farra na Arca Aliança Criativa (Rua Flávio Dallegrave, 2.661, Hugo Lange) com quitutes da época vegetarianos e veganos. Começa as 14h e a entrada custa R$ 10 (crianças até seis anos não pagam). O valor dá direito a um quentão ou porção de pinhão. Para comer terá cachorro-quente (R$ 8), bruschetta de pinhão (R$ 9) e tapioca de paçoca (R$ 8), entre outros. O evento terá teatro, música, dança, fotografia, artesanato, gastronomia, entre outras atrações. Os ingressos estão à venda na Arca ou no Bendita Colab (R. Prof. Ulysses Vieira, 696, Vila Izabel).

 

DOMINGO, 31 de julho

Churrasco no Armazém VegAninha

Espetinhos de proteína de soja serão servidos a R$ 5 no Armazém VegAninha. Foto: Divulgação

Espetinhos de proteína de soja serão servidos a R$ 5 no Armazém VegAninha. Foto: Divulgação

Das 11h30 às 15h de domingo o Armazém VegAninha (Rua Eugênio Flor, 468, Abranches) prepara churrasco vegano. Espetinhos de proteína de soja texturizada e peças de glúten em formato de bife e linguiças na brasa, que podem ser pedidos em combo que servem de três a quatro pessoas (R$ 45) com cinco peças à escolha, mais salada, maionese de tofu com batatas e farofa. Também dá para pedir espetinho com maionese de tofu com batatas, farofa e salada (R$ 15, individual) ou apenas espetinho (R$ 5 a unidade). Quem quiser buscar para comer em casa deve levar sua própria embalagem, uma vez que o estabelecimento preza por não usar utensílios e embalagens descartáveis. O armazém também oferece potes retornáveis.

 

III Café julino vegano

O Espaço Prana Artes e Terapia faz um café julino no último dia do mês das 15h às 20h. Além de brincadeiras e comidinhas típicas, às 17h terá um bingo com presentes. Custa R$ 20 por pessoa (inclui uma cartela de bingo) e crianças até 7 anos não pagam. Acompanhe pelo evento do Facebook.

Enviado por Flávia Schiochet, 31/05/16 4:43:47 PM

Como todo mês, a agenda está sujeita a mudanças na programação e inclusão de novos eventos. Envie suas sugestões para flavias@gazetadopovo.com.br e curta a página do Verdura sem Frescura no Facebook.

 

SEXTA, 3 de junho

Ecozinha no Ambiental Office

Moqueca de pupunha feita pelo casal Fátima Mazarão e Luciano Vaini, da Ecozinha. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

Moqueca de pupunha feita pelo casal Fátima Mazarão e Luciano Vaini, da Ecozinha. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

O almoço é moqueca de “frutos da terra”, com pupunha e pinhão. Acompanha arroz integral, salada de folhas com mexerica e de sobremesa doce de abóbora com coco. Como de praxe, a Ecozinha abre os custos do almoço para que os participantes decidam com quanto podem contribuir. São apenas 15 vagas e o valor sugerido é R$ 30 por pessoa. Reservas pelo evento do Facebook.

 

SÁBADO, 4 de junho

Disco Xepa no MON

Disco Xepa é uma forma de mostrar que muitos alimentos que seriam descartados viram refeições deliciosas nas mãos dos chefs e alunos de gastronomia. Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

Disco Xepa é uma forma de mostrar que muitos alimentos que seriam descartados viram refeições deliciosas nas mãos dos chefs e alunos de gastronomia. Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

A rede Jovem Slow Food realiza mais uma edição do Disco Xepa no sábado, 4, das 10h às 14h, no Museu Oscar Niemeyer. O evento é gratuito e terá música ao vivo, degustação de pratos, bate-papo e workshops, como o que ensina a fazer uma horta urbana. O objetivo conscientizar jovens sobre o desperdício da comida de forma descontraída e os convívios do Slow Food realizarão edições simultâneas em várias cidades brasileiras.

 

Feijoada no Lab Caffè

Todo primeiro sábado do mês o bistrô Lab Caffè tem buffet livre de feijoada vegana (R$ 35 por pessoa) preparado pelo chef Carlos Souza. Arroz, farofa, couve e laranja fazem parte do buffet e o valor inclui o suco do dia (também à vontade). Para acompanhar, samba e chorinho durante o almoço. O bistrô fica na Rua Doutor Goulin, 1.055, Alto da Glória.

 

Piquenique em Irati

O município de Irati, na região centro-sul paranaense, terá seu primeiro piquenique vegetariano. Será na Praça da Matriz às 15h30. O evento do Facebook pede que cada um leve seu talher, prato e copo para não gerar lixo e convida também os simpatizantes de vegetarianos a comparecer. Os participantes levam um alimento para compartilhar e podem aproveitar o encontro para doar cobertores e agasalhos, pegar uma muda de kefir (probiótico), participar de um bate-papo sobre a escolha e experiência de ser vegetariano. Terá também yoga, meditação e slackline para quem quiser praticar.

 

 

TERÇA, 7 de junho

Jantar vegetariano no +55

O clube +55 (R. Vicente Machado, 866, Batel) recebe um chef a cada terça-feira para preparar um jantar na Gastro Night. Na terça, 7 de junho, o menu desenvolvido pelo chef Diogo Utrabo é ovolactovegetariano e terá duas opções de sequência a R$ 55 por pessoa às 19h30. A primeira opção tem couscous marroquino, nhoque de batata doce com aspargos, tomate-cereja, nozes e gorgonzola. De sobremesa, um doce com maçã, castanhas e ganache de chocolate. A segunda opção começa com sticks de caprese, polenta trufada com cogumelos frescos e, de sobremesa, trilogia de chocolate (mousse de chocolate com manjericão, verrine de chocolate meio amargo com granola e brigadeiro branco com gengibre).

São 155 vagas e o jantar será servido mediante reserva, que podem ser feitas até as 12h de terça (7) por telefone ou WhatsApp nos números (41) 3322-0900 e (41) 9247-3322. O cardápio normal do +55 não será servido esta noite, mas o Japonero, sushi bar dentro do clube, estará aberto e tem opções veganas. A entrada é gratuita e a casa abre às 18h.

 

SEXTA, 10 de junho

Cinecozinha especial dia dos namorados

A Ecozinha prepara um jantar com cardápio vegetariano e a exibição do filme “Brilho eterno de uma mente sem lembranças” (2004, Michel Gondry) na Casa#B na noite de sexta e de sábado. Entrada, prato principal e sobremesa são inspirados no filme e o menu ainda não foi divulgado. O jantar começa a ser servido às 20h30, mas a casa abre às 19h30. O valor sugerido para contribuição é de R$ 45, que cobriria os custos de compra, mão-de-obra e taxa (pagamento apenas em dinheiro). A rolha é livre. As reservas para as duas noites já esgotaram.

 

Último dia para encomendas das Hangry Grrrls

Bombons recheados feitos pela Hangry Grrrls. Foto: Divulgação

Bombons recheados feitos pela Hangry Grrrls. Foto: Divulgação

As garotas fazem caixas com seis ou oito bombons em diversos formatos (de R$ 15 a R$ 24) recheados de ganache de chocolate meio amargo com cereja, ganache de caramelo e flor de sal, ganache de chocolate meio-amargo com pasta de amendoim ou trufado com pimenta. Os bombons são cobertos de chocolate meio-amargo e as encomendas podem ser feitas por mensagem para a página no Facebook ou pelo WhatsApp (41) 9227-4107.

 

Botecão Veg Veg

Coxinhas da Doces e Cores. Todos os salgados serão vendidos em porções de seis ou 12 unidades. Foto: Ísis Freitag/Divulgação

Coxinhas da Doces e Cores. Foto: Ísis Freitag/Divulgação

O empório e restaurante vegetariano terá minicoxinhas de vários sabores da Doces e Cores, palito de queijo na chapa, porção de glúten à milanesa com maionese de manjericão, pão com bolinho de feijão e porção de batata rústica com lemon pepper para o happy hour de sexta. Todos os pratos são veganos e os preços variam de R$ 3 a R$ 15,90. O evento vai das 18h às 22h na Rua Visconde de Nácar, 655, Centro. Saiba mais no evento do Facebook.

 

SÁBADO, 11 de junho

Workshop Fru-fruta no Bem Integral Alimentos Naturais

Mousse de frutas vermelhas que será ensinada no workshop do blog Fru-fruta na loja Bem Integral. Foto: Pati Bianco/Divulgação

Mousse de frutas vermelhas que será ensinada no workshop do blog Fru-fruta na loja Bem Integral. Foto: Pati Bianco/Divulgação

O empório Bem Integral, no bairro Cabral, a autora Pati Bianco, do blog Fru-fruta, e a nutricionista Yasmim Amorim organizam um workshop das 16h30 às 18h30. O tema é substituição de ingredientes para quem tem intolerância ou alergia alimentar. Serão feitos suco verde, ricota de macadâmica, creme de frutas vermelhas e barrinha de banana. Custa R$ 65 por pessoa. Inscrições pelo e-mail bemintegral@gmail.com ou diretamente na loja (Rua dos Funcionários, 961, Cabral, entrada ao lado da loja Xiquita).

 

Bazar Vegano

Será das 11h às 18h no salão de eventos da Estação de Permacultura Vegana Tanguá (Rua Eugênio Flor, 468, Abranches).

Hulopti é um prato eslavo que leva trigo mourisco e arroz. Esta é uma das opções da Slaviet para o Bazar Vegano. Foto: Reprodução/Facebook.

Hulopti é um prato eslavo que leva trigo mourisco e arroz. Esta é uma das opções da Slaviet para o Bazar Vegano. Foto: Reprodução/Facebook.

Nesta edição terá uma nova marca entrando no mercado, a Slaviet, com opções eslavas como perohe (recheio de batata e ervas finas com requeisoy, cebola e azeite), borscht (sopa de beterraba com creme azedo de tofu e linguiça vegetal) e hulopti (trigo mourisco e arroz enrolados na couve e cozidos na pressão). Confira como foi a última edição clicando aqui.

Borscht da Slaviet é um dos pratos do Bazar Vegano. Foto: Reprodução/Facebook.

Borscht da Slaviet é um dos pratos do Bazar Vegano. Foto: Reprodução/Facebook.

Veja a lista de expositores confirmados:

Slaviet

Caldo de Cana da Cleo

A Ponte Orgânicos

Vegan Flavor

Babycake Produtos Especiais (sem glúten)

ChocoVeg – Sem Lactose

Fejón – Cozinha Vegana

A Ponte Orgânicos

Palmito Divino Sabor e ASPRAN

Sal de Ervas

vegAninha

Artisan Confeitaria

Prema

Cervejaria Xamã

Biomimética

Injasmin

Thru Therapy Massoterapia

Caveira Doce

Familia do Tigre – Curitiba

Artista desta edição: Guilherme Itztlacoliuhqui

Acompanhe o evento no Facebook.

 

4.ª Feijoarca Vegana

O co-working e espaço colaborativo Arca – Aliança Criativa (Rua Flávio Dallegrave, 2.661, Hugo Lange) promove a quarta edição da feijoada vegana. Quem prepara é a chef Kika Villani. O prato é individual e vem com arroz, laranja, farofa e couve (R$ 18). Também terá caldo verde feito por Ângela Bochnia, pinhão, sucos naturais, chás e cerveja artesanal Dona Hermínia. O pagamento pode ser feito em dinheiro ou cartão.

Arca Criativa. Foto: Reprodução/Facebook.

Arca Criativa. Foto: Reprodução/Facebook.

O evento vai das 11h às 19h, com outras atividades durante a tarde, como feira com produtores do Paraná, São Paulo e Santa Catarina, feira orgânica, produtos para animais de estimação, música ao vivo e bazar.

 

Jantar de dia dos namorados no Veg e Lev

O restaurante Veg e Lev (Al. Prudente de Morais, 1.218, Centro) abre dois horários para reserva: das 19h30 às 21h30 e das 22h à meia-noite. O jantar terá opção vegana com sequência de cinco pratos, por R$ 90 por pessoa.

Lasanha sem massa com abobrinhas e berinjelas grelhadas recheada com creme de tofu e bolonhesa de lentilhas do restaurante Veg e Lev. Foto: Alexandre Mazzo/Gazeta do Povo

Lasanha sem massa com abobrinhas e berinjelas grelhadas recheada com creme de tofu e bolonhesa de lentilhas do restaurante Veg e Lev. Foto: Alexandre Mazzo/Gazeta do Povo

O jantar começa com welcome shots, uma salada de folhas de beterraba, alface americano, tofu selado com crosta de gergelim e molho de romã seguida de um creme de aspargos com béchamel de macadâmia.

Ravioloni do restaurante Veg e Lev. Foto: Divulgação

Ravioloni do restaurante Veg e Lev. Foto: Divulgação

Os pratos principais são ravioloni recheados de ricota de castanha de caju com béchamel da mesma castanha, e lasanha sem massa de abobrinha e berinjela grelhadas recheada de creme de tofu e bolonhesa de lentilha. De sobremesa, mousse vegana de chocolate com pimenta-rosa e pimenta dedo-de-moça. Reservas por telefone (41) 3121-1218.

 

Jantar de dia dos namorados no Lab Caffè

O bistrô vegetariano terá um jantar com entrada, prato principal, sobremesa e taça de espumante por R$ 120 o casal. No cardápio, caldo de abóbora com curry e leite de coco como entrada e chole masala, feito com grão-de-bico e especiarias servido com pão naan e arroz aromático. O restaurante atende nove casais e ainda há vagas para cinco mesas. Reservas pelo telefone (41) 9967-9368. O bistrô fica na Rua Doutor Goulin, 1.055, Alto da Glória. Acompanhe o evento no Facebook.

 

Jantar de dia dos namorados no Canto do Monge

O restaurante é onívoro, mas terá uma opção ovo-lacto-vegetariana de jantar. A entrada é cestinha de funghi com purê de abóbora com parmesão, seguida de massa recheada com muçarela de búfala, damasco e tomate seco ao molho branco e gratinado. De sobremesa, são duas opções: mousse de chocolate branco com morangos flambados ou folhado de maçã com chocolate branco, canela e mel. O jantar começa às 20h e é preciso fazer reserva pelo e-mail diadosnamorados@cantodomonge.com.br. Informações pelo telefone (41) 3319-1393. O Canto do Monge fica na Rua Professor Alvaro Jorge, 62, em frente ao Festval do Água Verde.

 

 

DOMINGO, 12 de junho

1 ano de feira A L E C R I M no Wake Up Colab

A feira de pequenos produtores artesanais de Curitiba A L E C R I M completou um ano em maio e a edição comemorativa foi adiada para 12 de junho porque na data inicial choveu demais em Curitiba.

Yum Yum leva cookies veganos para a feira A L E C R I M. Foto: Reprodução/Facebook.

Yum Yum leva cookies veganos para a feira A L E C R I M. Foto: Reprodução/Facebook.

Focada em produtos vegetarianos e veganos, não necessariamente só de comida, a feira reúne dezenas de marcas e pessoas com seus produtos de limpeza, itens de higiene e beleza, pães, bolos, mel, cogumelos, verduras frescas, sementes, mudas de planta, geleias e patês, biscoitos, molhos, compotas, bebidas alcoolicas artesanais, entre outros. Será das 10h às 19h na Wake Up Colab (Rua Portugal, 54). Alguns feirantes aceitam cartão, mas é bom levar dinheiro trocado. Acompanhe o evento no Facebook.

 

Jantar de dia dos namorados da Bouffe Vég

Terá música ao vivo durante o jantar com menu completo (veja evento no Facebook). O jantar sai R$ 45 por pessoa (primeiro lote até 1º de junho. O segundo lote é do dia 2 a 7 de junho e sai por R$ 65. Até dia 11 de junho é vendido o terceiro lote, que custa R$ 85. Os ingressos são vendidos no local e o jantar será das 19h às 22h.

Pavê da Bouffe Vég. Foto: Reprodução/Facebook.

Pavê da Bouffe Vég. Foto: Reprodução/Facebook.

Serão servidos pães e torradas com babaganoush, nhoque de batata ao molho de tomate, arroz e salada e pavê de sobremesa. A Bouffe Vég fica na Livraria Cerejeira (Rua Duque de Caxias, 119, Centro). Informações pelo e-mail bouffeveg@outlook.com e telefone (41) 3053-3245.

 

Jantar de dia dos namorados do Greengo

Fachada do restaurante Greengo. Foto: Reprodução/Facebook

Fachada do restaurante Greengo. Foto: Reprodução/Facebook

O novo restaurante do Batel prepara um jantar à luz de velas. O cardápio terá três pratos, sobremesa e welcome drink a partir das 19h. No cardápio, trio de homus para abrir a refeição, seguido de cozido de feijão branco com cogumelos, risoto de abóbora cabotiá com trouxinha de linguiça de semente de girassol e, por fim, mousse de alfarroba com biscoito de coco. Acompanhe o evento no Facebook. O Greengo fica na Praça da Espanha (Al. Dr. Carlos de Carvalho, 1.282).

 

SEGUNDA, 13 de junho

Aula-show gratuita do Mahatma Gourmet no Estúdio Bom Gourmet

O Estúdio Bom Gourmet recebe o chef Samuel Sartori do restaurante Mahatma Gourmet para o preparo de um quibe de quinoa com abóbora. A aula é gratuita e será das 19h30 às 20h30 no Estúdio Bom Gourmet Pátio Batel (no mezanino da praça de gastronomia do shopping). As vagas são limitadas e as inscrições são pelo site.

 

SÁBADO, 18 de junho

2ª festa junina vegana

A festa será no mesmo local em que ocorre o Bazar Vegano (Estação de Permacultura Tanguá: Rua Eugênio Flor, 468, Abranches) das 16h às 21h. A segunda edição terá espetinho, cachorro-quente, coxinha, chocolate-quente, quibe, bolos e opções sem glúten também (de R$ 4 a R$ 15). Além da comilança terá fogueira, música e dança típica, casamento caipira e a presença de ONGs. Pagamento apenas em dinheiro.

 

Feijoada beneficente na Casa Curitiba Honesta

O blog Curitiba Honesta lançou uma cozinha (Rua André Zanetti, 199, Vista Alegre) e no sábado prepara uma feijoada vegana (R$ 35 por pessoa) com batidinhas de coco e maracujá e banana flambada na cachaça de Morretes. Do valor, R$ 5 vão para ONGs que abrigam animais de rua. O almoço será servido das 12h às 15h e para acompanhar a feijoada terá couve refogada, farofa de legumes, arroz branco e integral, vinagrete e salada de folhas. As bebidas são cobradas à parte (cerveja, refrigerante, água e caipirinha, pagamento em cartões de débito ou dinheiro). É preciso comprar ingressos pelo site.

 

DOMINGO, 19 de junho

Bicicletada com feira vegana

Será a partir das 8h30 no Museu Metropolitano da Arte – MUMA (Av. República Argentina, 3.432, Portão). O evento terá palestras sobre mudanças climáticas e fracking, oficina sobre energia solar, seminário, feira de trocas, doação de animais, sessão de cinema, exposições, entre outros, além de uma feira vegana com diversos produtos para consumo no local. Saiba mais no evento do Facebook.

 

 

SÁBADO, 25 de junho

Prana Artes e Terapia: curso de alimentação vegana sem glúten

Será das 8h30 às 12h30 no Espaço Prana Artes e Terapias. O curso será prático com a preparação de um burger vegetariano, quiche de grão-de-bico, escondidinho de brócolis e raízes, dahl de lentilha com abóbora cabotiá, salada de plantas alimentícias não convencionais, queijo de semente de girassol, chai, trufas crudívoras. Custa R$ 100 por pessoa com inscrições até quinta, 9 de junho e R$ 150 a partir do dia 10 de junho. Inscrições pelos telefones (41) 3247-8632, (41) 9936-2948, (41) 9656-0477 ou pelo e-mail pranaartes@gmail.com. Acompanhe pelo evento no Facebook.

 

São João Vegano

A feira traz comida típica das festas de junho com produtores artesanais de Curitiba e será na Sociedade Recreativa Internacional Água Verde (Av. República Argentina, 235, em frente ao tubo Silva Jardim) das 10h às 18h. De quitutes como bolos, arroz doce, canjica, pão de pinhão, maçã do amor, cachorro-quente, pipoca, chocolate quente, quentão sem álcool (de R$ 3 a R$ 5) até produtos de higiene e limpeza. O pagamento dos produtos é em dinheiro. Veja algumas opções que estarão à venda:

Tapiocas do Greengo Vegetariano. Foto: Divulgação

Tapiocas do Greengo Vegetariano. Foto: Divulgação

Greengo Vegetariano – tapioca com milho, tomate e queijo vegan, tapioca de maçã com açúcar de coco e canela (R$ 8 cada) e arancini em formato de coxinha (R$ 5, duas unidades)

Bolo de café com bolo – bolo de milho com goiabada (R$ 5 a fatia)

Kits Gourmet Veg – cachorro-quente nordestino no pão francês com carne de soja, batata palha e molho (R$ 6)

Churros da Vegan Flavor estarão à venda na feira São João Vegano. Foto: Divulgação

Churros da Vegan Flavor estarão à venda na feira São João Vegano. Foto: Divulgação

Vegan Flavor – churros com doce de leite vegano (R$ 4,50)

BabyCake Produtos Especiais (sem glúten) – cookies de pé-de-moleque (R$ 10 o pacote), brownie de chocolate belga (a partir de R$ 8).

A entrada na feira é gratuita e a organização aceita doações de ração para cães da ONG Tomba-Latas ou um quilo de macarrão sem ovos, feijão, cobertores e roupas para moradores de rua para o grupo Voluntários da Sopa Veg. Junto ao evento terá feira de adoção de cachorros e bate-papo com as ONGs Sociedade Vegetariana Brasileira, Onca – Defesa Animal e Sea Shepherd Brasil. Mais informações no site e no evento do Facebook.

 

Almoço e aula com Divegana

Sista Katia vem a Curitiba aquecer nossos corpinhos com comida baiana. A Divegana estará na Casa Veg Veg no sábado para preparar um almoço (R$ 30 antecipado ou R$ 35 na hora) a partir das 12h. Será entrada, prato principal e sobremesa; mini acarajé, bobó de brócolis e cogumelo, farofa de xerém de amendoim e arroz com coco e bolo de aipim. Depois do almoço será feito um bate-papo sobre veganismo, é só ficar por lá.

Moqueca de frutos do amar, com carambola e mamão verde, que Sista Katia preparou em 2014 quando veio a Curitiba. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

Moqueca de frutos do amar, com carambola, banana e mamão verde, que Sista Katia preparou em 2014 quando veio a Curitiba. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

A partir das 17h30, Sista ensina o preparo de vários pratos baianos adaptados (R$ 60 por pessoa). Para se inscrever, basta passar na Veg Veg (Rua Visconde de Nácar, 655, Centro – (41) 3085-5405) ou entrar em contato pelo e-mail contatovegveg@gmail.com). Quem quiser participar tanto do almoço quanto do curso pode comprar o combo antecipadamente por R$ 75. Veja mais detalhes no evento do Facebook.

 

Jantar asiático no DeRose do Centro Cívico

O chef Juarez Andersen prepara um menu com sabores do sudeste da Ásia. A sequência é rolinho vietnamita com chutney de tomates verdes; curry amarelo de shiitake, berinjela, tomate e espinafre no leite de coco com amendoim; arroz tailandês; arroz doce cremoso com especiarias, frutas secas e manga com farofa crocante de coco queimado; suco de melão com gengibre e hortelã e chá de hibisco.

Sobremesa que será servida no jantar do chef Juarez Andersen. Foto: Divulgação

Sobremesa que será servida no jantar do chef Juarez Andersen. Foto: Divulgação

Para inscrições até a véspera, 24 de junho, o jantar sai R$ 49 por pessoa. No dia, R$ 59. O jantar começa às 19h30 no DeRose do Centro Cívico (Rua Augusto Severo, 1.157, esquina com a Rua Marechal Hermes) e são cerca de 30 vagas. Acompanhe o evento no Facebook.

 

DOMINGO, 26 de junho

Churrasco no Armazém VegAninha

Espetinhos de proteína de soja serão servidos a R$ 5 no Armazém VegAninha. Foto: Divulgação

Espetinhos de proteína de soja serão servidos a R$ 5 no Armazém VegAninha. Foto: Divulgação

Das 11h30 às 15h o Armazém VegAninha prepara aos domingos churrasco vegano. Espetinhos de proteína de soja texturizada e peças de glúten em formato de bife e linguiças na brasa, que podem ser pedidos em combo que servem de três a quatro pessoas (R$ 45) com cinco peças à escolha, mais salada, maionese de tofu com batatas e farofa. Também dá para pedir espetinho com maionese de tofu com batatas, farofa e salada (R$ 15, individual) ou apenas espetinho (R$ 5 a unidade). Quem quiser buscar para comer em casa deve levar sua própria embalagem, uma vez que o estabelecimento preza por não usar utensílios e embalagens descartáveis. O armazém também oferece potes retornáveis.

 

Último dia do Festival da Pizza Bom Gourmet

Começou no dia 3 de junho o primeiro festival da pizza promovido pelo Bom Gourmet. São 35 restaurantes participantes que elaboraram combinações especiais para o festival. As pizzas têm um preço fixo de R$ 39,90 e no cardápio há oito sabores sem carne. As opções são ovolactovegetarianas. Confira no site as pizzas sem carne do festival.

 

QUINTA, 30 de junho

Última quinta vegana no Jardinete

Sai o pão d'água e entrao pão sírio no sanduíche de falafel do Jardinete Bar. Foto: Reprodução/Facebook

Sai o pão d’água e entrao pão sírio no sanduíche de falafel do Jardinete Bar. Foto: Reprodução/Facebook

O local está passando por mudanças no cardápio e por isto esta será a última edição da Quinta Vegana no Jardinete Bar. O pão com bolinho, agora servido em pão sírio, continua no cardápio (R$ 10, com duas unidades de falafel e legumes à escolha), mas os rissoles e coxinhas serão feitos apenas sob encomenda a partir de julho (pedido mínimo de 20 unidades, R$ 3,50 cada, fritas ou refrigeradas). O Jardinete fica na Rua Manoel Ribas, 750, Mercês e atende das 18 às 23h30.

Enviado por Flávia Schiochet, 11/05/16 4:45:24 PM

Tenho certeza de que o leitor vai enumerar mais alguns empórios vegetarianos na caixa de comentários depois de ler este post. Na edição de maio da Bom Gourmet eu e minha colega Bruna Covacci fizemos o material do Geocook, uma seção da revista focada em oito regiões de Curitiba, sobre armazéns com bistrô ou cafeterias, mercearias e empórios da cidade em seus diferentes nichos. Qual não foi a nossa surpresa no levantamento ao ver quantos empórios naturais há por aqui?

Não que precisasse de tanto trabalho para perceber, uma volta pela cidade já basta para notar quantos lugares abriram nos últimos anos. E alguns com o foco no que nos interessa nesse blog: vegetarianismo. Replico duas notas que saíram no Geocook de maio e listo mais alguns empórios vegetarianos em Curitiba para colocar no roteiro. Você conhece mais algum? Comente neste post ou escreva para flavias@gazetadopovo.com.br.

 

Natural Café

Colaborou Bruna Covacci

Natural Café, empório no Água Verde. Foto: Leticia Akemi/Gazeta do Povo

Natural Café, empório no Água Verde. Foto: Leticia Akemi/Gazeta do Povo

A mistura de cafeteria com mercearia faz do Natural Café uma opção completa para vegetarianos. Só no café, há a opção de leite normal e vegetal, enquanto os salgados são feitos para veganos e ovolactovegetarianos. Entre os destaques estão os produtos sem glúten e o queijo vegetal. Há dez opções de combos no cardápio, todas veganas, além da “vitrine” com bolos e outros doces (vegano e ovolacto).

O cardápio tem dez opções de combo, todos vegetarianos. Foto: Leticia Akemi/Gazeta do Povo

O cardápio tem dez opções de combo, todos vegetarianos. Foto: Leticia Akemi/Gazeta do Povo

Destacam-se o combo café da manhã (R$ 14,80), com granola, iogurte de fruta feito de soja, fatias de pão com presunto e queijo vegetais, uma fatia de bolo e um cappuccino. Mais recente é o Chilli Barbecue (R$ 17), um sanduíche no pão ciabatta feito com chilli de jaca verde, abobrinha grelhada, maionese de grão-de-bico e queijo vegetal servido com batata chips e salada.

Serviço: Avenida República Argentina, 2.140, Água Verde – (41) 3053-0077. Atende de segunda à sexta das 9h às 19h. Aos sábados das 9h às 14h.

 

>>> Confira a agenda de eventos vegetarianos em Curitiba em maio

 

Empório VegAninha

Ainda na fase de finalização, o estabelecimento será no estilo “secos e molhados”, com opções de “carnes” vegetais feitas de glúten. Há quatro anos no mercado, Andrey e Ana preparam linguiças e salsichas vegetais feitas à mão, bife vegetal, seitan temperado, entre outros produtos similares. Tudo com o mínimo de impacto possível no meio ambiente, o que inclui pouco uso de recursos como energia e gás. O Empório VegAninha está previsto para abrir no primeiro semestre de 2016 e terá também produtos a granel.

Serviço: Rua Eugênio Flor, 468, Abranches. Inaugura em breve.

 

Annapurna

Empório Annapurna na área de orgânicos do Mercado Municipal. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Empório Annapurna na área de orgânicos do Mercado Municipal. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Fica no setor de orgânicos do Mercado Municipal. Tem opções de bolos, pães integrais, sem glúten ou multigrãos, geleias sem açúcar, conservas, azeites, farinhas e produtos congelados, como papinhas, refeições individuais, leite vegetal, molhos e snacks orgânicos, entre outros. Dá para repor boa parte da despensa por lá.

Há produtos desde pães, snacks e bolachas até farinhas, azeite de oliva e molhos orgânicos. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Há produtos desde pães, snacks e bolachas até farinhas, azeite de oliva e molhos orgânicos. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Serviço: Mercado Municipal. Box 521 – (41) 3362-1939.

 

>>> Dicas para comprar a granel

 

Empório Pin Chan

Rolinho primavera vendido no Empório Pin Chan. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Rolinho primavera vendido no Empório Pin Chan. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Depois de mais de dez anos como um restaurante, o Pin Chan mudou seu modelo de negócios para um empório com lanchonete em abril. A partir das 11h50, o local serve pão no vapor (R$ 2 a unidade), rolinho primavera, gyoza, pastel assado e coxinha (R$ 35,90 o quilo), todos vegetarianos e feitos na casa.

Pin Chan funcionou por dez anos como restaurante vegetariano e desde março virou um empório. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Pin Chan funcionou por dez anos como restaurante vegetariano e desde março virou um empório. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Há também produtos orgânicos e alguns orientais e os lanches também são vendidos em porções congeladas: o gyosa e o pão no vapor saem por R$ 27 o quilo.

Coxinhas do Empório Pin Chan. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Coxinhas do Empório Pin Chan. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Serviço: Rua Floriano Essenfelder, 475, Alto da Glória – (41) 3077-3881. Atende de segunda a sexta das 10h às 18h e sábado das 10h às 14h.

 

[Curta o Verdura sem Frescura no Facebook!]

 

Veg Veg Empório Vegetariano

Um dos lugares mais populares da cidade, a Veg Veg completou três anos em maio com novo endereço. Saindo da galeria e indo para uma casa, o estabelecimento vai expandir sua atuação tendo prato feito no almoço e espaço próprio para realizar eventos e cursos, entre outras ações que vão além da venda de alimentos e produtos veganos. Vale acompanhar a página no Facebook.

Serviço: Rua Visconde de Nácar, 654, Centro (próximo à esquina com a Rua Princesa Izabel) – (41) 3023-8015. Abre de segunda a sexta das 10h às 20h e aos sábados das 10h às 17h.

 

Bouquet Garni

O restaurante Bouquet Garni mantém uma mercearia na parte da frente com horário extendido. Foto: Daniel Castellano/Gazeta do Povo

O restaurante Bouquet Garni mantém uma mercearia na parte da frente com horário extendido. Foto: Daniel Castellano/Gazeta do Povo

O restaurante funciona todos os dias no almoço com cardápio ovolactovegetariano. Na entrada, há produtos frescos como sucos prensados a frio e frutas e legumes orgânicos e também produtos como arroz, patês, snacks e panificação própria. Há opções veganas tanto na vendinha quanto no buffet.

Serviço: Alameda Carlos de Carvalho, 271, Centro (esquina com a Rua Visconde de Nácar) – (41) 3223-8490. O empório abre de 8h às 18h e aos sábados, domingos e feriados das 8h às 16h.

 

Semente de Girassol

Está mais para loja de conveniência e lanchonete, mas é possível passar lá para comprar itens de última hora, como bifum (macarrão de arroz), tofu, cogumelos frescos e também alguns itens de higiene. O horário de funcionamento também ajuda a classificar assim: de segunda a sábado o Semente fica aberto até 22h.

Serviço: Rua Treze de Maio, 512, Centro – (41) 3203-5955. Abre de segunda a sexta das 7h30 às 22h, aos sábados das 10h às 22h e aos domingos das 10h às 19h.

 

Verão Natural

Um dos primeiros restaurantes vegetarianos de Curitiba, o Verão Natural existe há quase 30 anos. Tem vários produtos à venda, como granola, bolos, pães e alguns de higiene e limpeza.

Serviço: Rua João Negrão, 150, Centro – (41) 3233-0664. Abre de domingo a sexta das 9h às 15h50. Fecha aos sábados.

Enviado por Flávia Schiochet, 28/04/16 4:25:16 PM

O mês de maio terá duas grandes feiras em Curitiba: o Bazar Vegano, que está em sua oitava edição, e a II Feira O Mundo Vegano. São ótimas oportunidades para conhecer pequenos produtores artesanais de alimentos e bebidas e também conhecer produtos de limpeza e higiente que agridam menos o meio ambiente.

 

TERÇA, 3 de maio

Encomendas de cesta de café-da-manhã vegano

Cesta de café-da-manhã vegano feita pela Julia Guedes, da Julia Guedes Doces, e pela Pati Bianco, da Fru-fruta. Foto: Divulgação

Cesta de café-da-manhã vegano feita pela Julia Guedes, da Julia Guedes Doces, e pela Pati Bianco, da Fru-fruta. Foto: Divulgação

Último dia para encomendar as cestas de café-da-manhã para dia das mães com produtos veganos preparados pela Julia Guedes, da Julia Guedes Doces, e Pati Bianco, da Fru-fruta. A cesta de vime foi feita por um artesão da região metropolitana de Curitiba e vem com pão de fermentação natural da Maçã Mercearia Brasileira, bolo de abóbora com especiarias, iogurte de castanhas, caponata de berinjela, café moído e torrado pela 4 Beans Coffee e Co., geleia de amora, chá da Caminho do Chá e suco da Sabor Vivo, prensado a frio. Todos os preparos são livres de ingredientes de origem animal.

A cesta custa R$ 165 e os pedidos devem ser feitos pelo formulário do Google.

 

{este post está em constante atualização: acompanhe as novidades pela fan page do blog Verdura sem Frescura}

 

QUARTA, 4 de maio

Workshop de brunch vegano

Panqueca de aveia com sorvete de banana e caramelo. Criação de Julia Guedes e Pati Bianco. Foto: Pati Bianco/Divulgação

A ocasião é para o dia das mães, mas qualquer motivo é bem-vindo para aprender as receitas que Julia Guedes e Pati Bianco do Fru-fruta prepararam para o workshop no restaurante Veg e Lev (Al. Prudente de Morais, 1.218, Centro). O curso começa às 20h e serão apenas 25 vagas.

Pão de polvilho que será ensinado no workshop de brunch vegano para o dia das mães. Foto: Pati Bianco/Divulgação

Pão de polvilho que será ensinado no workshop de brunch vegano para o dia das mães. Foto: Pati Bianco/Divulgação

Os pratos ensinados são todos veganos e alguns sem glúten e sem açúcar refinado: torta integral de abobrinha, pão rosa de polvilho, muffin integral de cenoura e especiarias, panqueca de aveia, sorvete de banana e caramelo, sucos, drinks e um xarope para soda italiana. As inscrições são feitas pelos e-mails cursos@frufruta.com.br e encomendas@juliaguedes.com e já estão no segundo lote (R$ 160, 10 vagas; terceiro lote será R$ 180, 10 vagas).

 

QUINTA, 5 de maio

Alimentação viva no Das Nuvens

A romena Vero está no Brasil e preparou dois workshops com o tema “Eu que fiz!” no coletivo Das Nuvens. O primeiro é na quinta à noite sobre alimentação viva, em que Vero fala sobre fermentação, germinação e as bases desse estilo de cozinha e, por que não, de filosofia de vida. A oficina vai das 19h30 às 21h no 21º andar da Galeria Tijucas, aquele prédio grande na Rua Cândido Lopes, 289, Centro (bem perto da Biblioteca Estadual). A inscrição custa R$ 60. Informações pelo e-mail correio@dasnuvens.com.br ou pelo telefone (41) 3016-4716.

 

 

SÁBADO, 7 de maio

Feira O Mundo Vegano
A segunda edição será das 10h às 18h na Av. República Argentina, 235, no bairro Água Verde, bem próximo à Praça do Japão. O evento reúne produtores artesanais de produtos veganos e também algumas opções sem glúten.

Confira a lista de expositores e os produtos que vão levar:

A Ponte Orgânicos – pastéis, sanduíches assados e pães recheados

Buddha Burger – hambúrgueres artesanais

Hambúrgueres do Buddha Burger estarão na feira O Mundo Vegano. Foto: Divulgação

Hambúrgueres do Buddha Burger estarão na feira O Mundo Vegano. Foto: Divulgação

Bouffe Vég – coxinha, esfiha, hamburgão, doces e sucos

Gato Vegan – cupcakes, pão de batata, quiches e fudge

Lucha Libre Veg – nachos com chilli e cheddar vegano

Mercearia da Terra – mini-pizza, mini-torta, queijos veganos, sucos e hambúrgueres congelados

Nhom Quitutes Veganos – coxinhas, empadinhas, cupcakes e brownie

Cupcakes e coxinhas da Nhom Quitutes Veganos. Foto: Reprodução/Facebook

Cupcakes e coxinhas da Nhom Quitutes Veganos. Foto: Reprodução/Facebook

Kits Gourmet Veg – acarajé com vatapá e vinagrete e kits gastronômicos

Veg a Dois – barreado vegano, hambúrgueres e porções

VegAninha – linguiças e salames vegetais, maionese e cerveja artesanal

Vegan Cheese - queijo de mandioca, espetinhos de queijo e sanduíches naturais

Vegan Flavor – crepes, salgados para consumo no local ou congelados

Zanquetta Alimentos Congelados – minicoxinha e miniquibe no copo para consumo no local

BabyCake (sem glúten, segura para alérgicos) – cookies, brownie, bolo, salgados

Um dos pontos de venda da BabyCakes é o Mercado Municipal. A marca estará na feira O Mundo Vegano. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

Um dos pontos de venda da BabyCakes é o Mercado Municipal. A marca estará na feira O Mundo Vegano (dia 7 de maio) e também no Bazar Vegano (dia 14 de maio). Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

Bolo de Café com Bolo – bolo, cupcakes e cookies

Sal de Ervas – temperos naturais

O Mulberry da Sal de Ervas leva sal, óleo, cebola, alho e beterraba. Foto: Reprodução/Facebook

O Mulberry da Sal de Ervas leva sal, óleo, cebola, alho e beterraba. Foto: Reprodução/Facebook

Choco Veg – bombom brownie e sobremesas com brownie

Dona Nanica – trufas de biomassa de banana verde

Felini Vegan – pão de melado, docinhos, biscoito, donuts e bomba de chocolate

Sunny Cakes – cupcakes

Yum Yum Vegan Sweets – cookies

Eat’s – pastas naturais de castanhas e sementes

Divino Sabor – conserva, espaguete de pupunha, antepasto, geleias artesanais, entre outros

Natural Café – bolos, muffins, cookies e produtos da loja

Natural Café faz bolos e outros quitutes veganos. Foto: Reprodução/Facebook

Natural Café faz bolos e outros quitutes veganos. Foto: Reprodução/Facebook

Mate e Tal – mate orgânico nos sabores limão ou natural e mate solúvel

Os preços das comidas e bebidas vão de R$ 4 a R$ 10 e é recomendável levar dinheiro, pois nem todos os expositores aceitam cartão. Além de culinária, o evento terá expositores focados em ativismo, como a Sociedade Vegetariana Brasileira, a Onca – Defesa Animal e o Instituto Sea Shepherd. De cuidados pessoais, estarão as marcas Águas da Barra, Prema, B. Poison, Cativa Natureza, Cuidado Vital, Fada Vegana e também a Thru Therapy com sessões de quick massage.

A entrada é gratuita, mas quem quiser pode colaborar doando um sachê ou pacote de ração, que serão encaminhadas à ONG Tomba Latas, ou 1 kg de alimento não-perecível. Mais informações no site.

 

Oficina de doces da Chef com Carinho

Isabele Correia, especializada em culinária vegana, ensina o preparo de brownie, naked cake de uva e bolo de banana-da-terra com opções veganas. São apenas oito vagas e a aula vai das 14h às 17h. A inscrição custa R$ 120 (ou R$ 132 caso seja no crédito) e inclui degustação e receitas impressas. Mais informações no evento do Facebook.

 

SEGUNDA, 9 de maio

Semana interativa Veg Veg

O empório vegetariano Veg Veg completa três anos e muda de sede. Tanto a lanchonete quanto a mercearia saíram da Galeria Osório para a conquista da “casa própria”, uma casa antiga na Rua Visconde de Nácar, 655, Centro. A primeira semana será com atividades diárias grátis sempre às 18h. Veja a programação:

Segunda, 9 de maio: Aprenda a “dar um tapa” na sua bike

Terça, 10 de maio: Bolo de aniversário para comemorar os três anos da loja

Quarta, 11 de maio: Aprenda a fazer cosméticos em casa

Quinta, 12 de maio: Aula de yoga e suco verde

Sexta, 13 de maio: Aprenda a fazer uma horta

Sábado, 14 de maio: Almoço de inauguração da cozinha. O chef Rafael Rupp prepara uma moqueca de aipim com arroz e salada. O prato será individual e custará R$ 20.

 

TERÇA, 10 de maio

Oficina de cosméticos naturais no Das Nuvens

Na onda de diminuir nosso impacto no meio ambiente seja na flora e fauna, seja na produção de lixo, Vero ensina a fazer produtos de higiene pessoal, como desodorante, pasta de dente, esfoliante corporal, removedor de maquiagem, hidratante labial, tônico e máscara facial. No final, os participantes levam para casa o que produziram. Vero é romena e este é o segundo workshop que ela promove no coletivo Das Nuvens (veja o primeiro no dia 5 de maio).

A oficina será das 19h30 às 21h no coletivo Das Nuvens (Rua Cândido Lopes, 289, 21º andar, Centro) e custa R$ 120 (material incluso). Informações pelo e-mail correio@dasnuvens.com.br ou pelo telefone (41) 3016-4716. Ah! Tudo é comestível.

 

SEXTA, 13 de maio

Green Drinks com Cristal Muniz

Cristal Muniz, designer e autora do blog Um Ano sem Lixo (falei dela esses dias, lembram?), estará em Curitiba para falar sobre como diminuir ou eliminá-lo totalmente. A palestra será às 19h30 no Capivara Vegetarian (Av. Iguaçu, 1.595, Água Verde) e faz parte do Green Drinks, um movimento presente em vários países que reúne pessoas para um bate-papo que fale sobre sustentabilidade. O evento é gratuito e aberto ao público. A organização recomenda chegar cedo para garantir lugar!

 

SÁBADO, 14 de maio

Vegan Bake Sale

Macarons veganos de aqua faba criados pela Artisan Confeitaria estarão à venda no Vegan Bake Sale. Foto: Reprodução/Facebook Artisan Confeitaria

Macarons veganos de aqua faba criados pela Artisan Confeitaria estarão à venda no Vegan Bake Sale. Foto: Reprodução/Facebook Artisan Confeitaria

Será no Natural Café (Av. República Argentina, 2.140, Água Verde) o Vegan Bake Sale, das 9h às 17h. O evento é mundial e costuma ocorrer entre 15 a 30 de abril no mundo todo desde 2009, sempre organizado de maneira independente por empresas ou indivíduos interessados em disseminar a confeitaria vegana e a causa animal. A edição curitibana terá cookie, brownie, trufa, muffin e até macarons veganos – a criação é da Artisan Confeitaria e leva aqua faba na composição. O evento destinará 30% dos lucros para o Grupo Força Animal. Veja mais detalhes no evento.

 

Curso com Flavia Machioni do blog Lactose Não

Digo isto porque acompanho o trabalho da minha xará há um bom tempo: Flavia Machioni estar em Curitiba para dar curso e abrir sua cozinha é algo raro. Flavia vai receber uma turma bem pequena em sua própria cozinha em dois sábados: 14 e 21. A oficina será das 9h30 às 13h e todas as receitas são veganas e funcionais.

Pão sem glúten e sem lactose da Flavia Machioni, do blog Lactose Não. Foto: Flavia Machioni/Arquivo pessoal

Pão sem glúten e sem lactose da Flavia Machioni, do blog Lactose Não. Foto: Flavia Machioni/Arquivo pessoal

Dentre os preparos que Flavia prepara estão pão sem glúten, queijo de ervas vegano, risoto lowcarb de couve-flor, torta de requeijão vegano com cogumelos, bolo de chocolate quente, entre outros. Os pratos são diferentes para cada sábado, mas ainda não foram definidos completamente. Custa R$ 250 por pessoa para cada data ou R$ 450 para as duas (além do material impresso e degustação, cada participante ganha um kit com presentinhos preparados por ela). Inscrições e informações por cursos@lactosenao.com

 

8.º Bazar Vegano

A partir desta edição o Bazar Vegano será no salão de eventos da Estação de Permacultura Vegana Tanguá (Rua Eugênio Flor, 468, Abranches). O Bazar Vegano já é conhecido pela multiplicidade de atividades e pela variedade de alimentos – os expositores mudam a cada edição – e nesta oitava edição terá discotecagem, shows, oficina de jardim comestível (às 16h30 com a Biomimética, R$ 30 por pessoa), demonstração de kung fu, rodas de conversa de temas variados e flash tattoo de temas abolicionistas com Bruna Paes (de R$ 40 a R$ 60). Começa às 11h e segue até as 18h, veja as opções de comida abaixo (lembrando que todas são veganas):

Bombons da Bolo de Café com Bolo. Foto: Reprodução/Facebook

Bombons da Bolo de Café com Bolo. Foto: Reprodução/Facebook

Hangry Grrrls – X-Bacon e VegBacon (de R$ 8 a R$ 15)

vegAninha - Linguiças e salames vegetais (de R$ 5 a R$ 15), chás e sucos (R$ 3) e queijos (de R$ 6 a R$ 15), mini pizzas (R$ 5 cada) e bolo no pote (R$ 5)

Zen Sushi Veg – Temaki (R$ 10)

Zen Sushi prepara temakis na hora. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

Zen Sushi prepara temakis na hora. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

Fazenda Urbana – Brownie de chocolate, bombom de cupuaçu de colher, torta salgada vegana e empadão de cogumelos e tofupiry (a partir de R$ 5)

Kits Gourmet Veg – Kits gastronômicos para preparo em casa – acarajé (R$ 16) e falafel (R$ 18) – e sanduíche buraco quente para comer no local (R$ 5)

Associação de Pequenos Produtores Rurais e Artesanais de Antonina (Aspran)/Divino Sabor – Palmito agroecológico em conserva: inteiro (R$ 15, 1 L), picado (R$ 8, 1 L). Haste in natura para assar (R$ 10), espaguete de pupunha (R$ 7, 250 gramas)

Caldo de Cana da Cleo – Copo de 300 ml (R$ 3,50), 400 ml (R$ 4,50), garrafas de 500 ml (R$ 6)

Buena Vibra – Bombom de paçoca (R$ 3,50), trufas (R$ 2), quiche de legumes, brownie e cookies

A Buena Vibra estará no VegFest de Recife. Na imagem, as famosas trufinhas clicadas em 2013, na terceira edição do evento, em Curitiba. Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo

Buena Vibra leva trufinhas, entre outras opções, para o Bazar Vegano. Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo

Babycake Produtos Especiais – Doces e salgados sem glúten e sem soja (de R$ 2,50 a R$ 20)

Outros: Mamba Vegan, Happy Vegan Cakes, Bolo de Café com Bolo, Mercearia da Terra, Zanquetta Alimentos Congelados, Cervejaria Xamã, produtos de higiene e limpeza da Prema, Sociedade Vegetariana Brasileira e a artista Anastasia Pugacheva. A entrada é gratuita e apenas alguns expositores aceitam cartão de débito.

 

Tortas salgadas da Chef com Carinho

Isabele Correia, especializada em culinária vegana, dedica este dia para mostrar o preparo de torta de legumes, massa folhada e torta integral de cenoura e alho-poró. No evento do Facebook, diz que haverá opções veganas. São apenas oito vagas. A inscrição custa R$ 120 (ou R$ 132 caso seja no crédito) e inclui degustação e receitas impressas. A aula será das 14h às 18h.

 

3.ª Feijoarca Vegana

O co-working e espaço colaborativo Arca – Aliança Criativa (Rua Flávio Dallegrave, 2.661, Hugo Lange) promove mais uma feijoada sem produtos de origem animal. Desta vez, quem prepara é a chef Kika Villani, da A Villa. O prato é individual e vem com arroz, laranja, farofa e couve (R$ 18). Também terá espetinhos da For Life Gastronomia (R$ 6 a unidade) e cookies veganos da Vegan Cookies da Jé. O pagamento pode ser feito em dinheiro ou cartão. Mais informações no evento do Facebook.

 

DOMINGO, 15 de maio

Alimentando a vida: oficina de culinária consciente

Natalia Chede e o filho Eric fazendo cookies de cacau. Foto: Natalia Chede/Arquivo pessoal

Natalia Chede e o filho Eric fazendo cookies de cacau. Foto: Natalia Chede/Arquivo pessoal

A nutricionista e culinarista Natália Chede preparou receitas especiais para outono e inverno em uma oficina que vai das 9h às 14h no bairro Juvevê. Serão preparadas e degustadas as receitas de molho branco de castanhas e inhame, torta de palmito (sem glúten), arroz negro com cenoura e amêndoas, croquetes assados de lentilha e nozes, creme de batata-salsa com cogumelos, legumes no vapor com molho de tahine, tortinhas assadas de amêndoas e maçã e bolo de cacau (sem glúten). Todas receitas são veganas. As inscrições custam R$ 120 por pessoa até 10 de maio e devem ser feitas pelo e-mail nataliachede@yahoo.com.br ou pelo WhatsApp (15) 9-9631-9821. A oficina será na Rua Alberto Bolliger, 871, no salão de festas.

 

QUINTA, 19 de maio

Inauguração do corner da Surya no Spa Casa Costa

O Spa Casa Costa, no bairro Bacacheri, inaugura o corner da Surya Brasil com várias ações, como dança indiana, decoração especial e teste de produtos. A marca tem uma variedade de cosméticos e produtos de higiene veganos e feitos com produtos orgânicos, sendo o mais famoso a henna.

Surya Brasil inaugura um corner no Spa Casa Costa no dia 19 de maio. Foto: Divulgação

Surya Brasil inaugura um corner no Spa Casa Costa no dia 19 de maio. Foto: Divulgação

A loja funciona das 9h às 18h e durante todo o dia os clientes poderão experimentar esmaltação com a linha vegana Exotic Animals, tratamento de renovação celular nas mãos com esfoliante e hidratante da linha Sapien Woman (fiz este ano passado, é muito bom!) e ao comprar uma henna creme ou henna em pó, a aplicação é feita na hora gratuitamente. O Spa Casa Costa fica na Av. Pref. Erasto Gaertner, 392, Bacacheri – (41) 3015-8390.

 

SEXTA, 20 de maio

Aula-show da Veg Veg no Estúdio Bom Gourmet Pátio Batel

O chef Rafael Rupp. Foto: Apneia Filmes/Divulgação

O chef Rafael Rupp. Foto: Apneia Filmes/Divulgação

O chef Rafael Rupp, em parceria com a Veg Veg Empório Vegetariano, prepara uma versão vegana do prato francês boeuf bourguignon com cogumelos acompanhado de um gratin de inhame com leite de arroz. Há degustação no final. A inscrição é gratuita pelo site do Estúdio Bom Gourmet Pátio Batel e quem fez sua inscrição no início de maio, quando a aula foi adiada, está automaticamente inscrito. Dúvidas, escrever para estudiobomgourmet@gazetadopovo.com.br.

 

SÁBADO, 21 de maio

Oficina de culinária indiana da Chef com Carinho

As receitas ensinadas nesta oficina de Isabela Correia são chutney de maçã, chapati, dahs, pulao de frutas secas e curry de proteína texturizada de soja. A aula será das 14h às 17h e são apenas oito vagas. A inscrição custa R$ 120 (ou R$ 132 caso seja no crédito) e inclui degustação e receitas impressas. Mais detalhes no evento do Facebook.

 

Curso com Flavia Machioni do blog Lactose Não

Flavia recebe uma segunda turma, com diferentes preparos que os feitos no dia 14, em sua própria cozinha. A oficina será das 9h30 às 13h e todas as receitas são veganas e funcionais.

Dentre os preparos que Flavia prepara estão pão sem glúten, queijo de ervas vegano, risoto lowcarb de couve-flor, torta de requeijão vegano com cogumelos, bolo de chocolate quente, entre outros. Os pratos são diferentes para cada sábado, mas ainda não foram definidos completamente. Custa R$ 250 por pessoa para cada data ou R$ 450 para as duas (além do material impresso e degustação, cada participante ganha um kit com presentinhos preparados por ela). Inscrições e informações por cursos@lactosenao.com

 

Pizzada Vegana no Jardim das Amoras Brancas

O evento será no Jardim das Amoras Brancas (Rua Dr. Mendes de Araújo, 85, Abranches, ao lado do Parque São Lourenço) das 12h a 0h. As pizzas são feitas com ingredientes orgânicos, têm oito fatias e são assadas em forno de barro. A pizza inteira custa R$ 45 e a fatia, R$ 6, e começam a ser servidas às 20h. Quem for apenas para a pizzada paga a entrada de R$ 2.

Pizzada no Jardim das Amoras Brancas. Foto: Reprodução/Facebook.

Pizzada no Jardim das Amoras Brancas. Foto: Reprodução/Facebook.

Quem for mais cedo para aproveitar as outras ações organizadas para o dia paga R$ 10 antecipadamente (R$ 6 são revertidos para consumação) ou R$ 15 no dia.

O ingresso dá direito a participar das atividades previstas para o dia, como o almoço colaborativo às 12h, feito com ingredientes que os participantes levarem, a meditação das 15h30 e palestra sobre criação compartilhada às 17h30.

Outras ações estão programadas para o dia, conforme consta no evento do Facebook.

 

DOMINGO, 22 de maio

1 ano de feira A L E C R I M no Wake Up Colab [adiada para 12 de junho]

A feira de pequenos produtores artesanais de Curitiba A L E C R I M completa um ano em maio. Focada em produtos vegetarianos e veganos, não necessariamente comida, a feira reúne dezenas de marcas e pessoas com seus produtos de limpeza, itens de higiene e beleza, pães, bolos, mel, cogumelos, verduras frescas, sementes, mudas de planta, geleias e patês, biscoitos, molhos, compotas, bebidas alcoólicas artesanais, entre outros. Será das 10h às 19h na Wake Up Colab (Rua Portugal, 54, São Francisco). Alguns feirantes aceitam cartão, mas é bom levar dinheiro trocado. Acompanhe o evento no Facebook.

 

FIM DE SEMANA, 21 e 22 de maio

VI Mostra Animal

A sexta edição traz filmes de dez países e será no Portão Cultural (Av. República Argentina, 3.430, Portão) e pela primeira vez terá uma feira com 18 expositores de alimentos, cosméticos e vestuário. No sábado, o evento é das 14h às 21h30 e no domingo, das 14h às 21h15. Os destaques na grade são os documentários americano “Cowspiracy” (2014), escandinavo “Inside Fur” (2014) e o alemão “Live and Let Live” (2013).

Oscow, a estatueta da Mostra Animal. Foto: Coldspring/Divulgação

Oscow, a estatueta da Mostra Animal. Foto: Coldspring/Divulgação

As crianças podem assistir à animação brasileira “O Mundo Animal de Bibi”, produzido pela AMPARA Animal e participar de um bate-papo com uma das dubladoras, Juliana Camargo. Guiga Pirá, da Sea Shepherd e Lucas Alvarenga, da Mercy For Animals, e também a diretora e produtora do filme, Shirlei Fraguas, “Por Eles” farão palestras para o público.

No encerramento do evento, três filmes serão homenageados com a estatueta “Oscow” de acordo com as indicações do público e dos organizadores. A Mostra Animal é uma iniciativa da Sociedade Vegetariana Brasileira. A entrada é gratuita. Veja a programação completa no site do evento.

 

SÁBADO, 28 de maio

Dia da pizza na Veg Veg

Festival da Pizza na Veg Veg terá cinco sabores. Foto: Reprodução/Facebook

Festival da Pizza na Veg Veg terá seis sabores. Foto: Reprodução/Facebook

Recém-mudada para uma casa na Rua Visconde de Nácar, 655, o sábado vai ser de pizza na Veg Veg. Os sabores são margherita, calabresa, portuguesa, jaca verde com tofupiry, prestígio e brigadeiro. A fatia custa R$ 5 e o pagamento pode ser feito em cartão ou dinheiro. Nunca é demais lembrar: chegar cedo é garantia de conseguir pelo menos um pedaço. O evento começa às 12h. Mais informações no evento do Facebook.

 

DOMINGO, 29 de maio

Acarajé vegano no Natural da Ordem

As cozinheiras do Natural da Ordem acabaram de voltar da Bahia e preparam acarajé (R$ 12), com vatapá e caruru, a partir das 11h30. Tomate seco, picles, azeitona e tofu são adicionais e há duas opções de combo: para ter direito à salada à vontade, o valor passa para R$ 15 e para adicionar um copo de suco, fica R$ 17. O evento vai das 11h às 17h com banda. O Natural da Ordem fica na Rua Trajano Reis, 54, próximo ao Largo da Ordem.

Enviado por Flávia Schiochet, 26/04/16 9:05:08 AM

Desde que me mudei para Curitiba, em 2012, passei a comprar a maior parte dos meus alimentos a granel. Por sair mais barato, ter a possibilidade de comprar em menor quantidade e, a partir de boas e más experiências, saber onde estão os produtos mais frescos. É normal quebrar a cara no início. Por isto montei um pequeno roteiro abaixo para compartilhar com vocês os meus lugares preferidos e quais produtos eu abro exceção e compro já embalado.

Meus temperos ficam em vidrinhos desde que me mudei para Curitiba e vi a oferta de lugares para comprar a granel por aqui. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

Meus temperos ficam em vidrinhos desde que me mudei para Curitiba e vi a oferta de lugares para comprar a granel por aqui. Foto: Flávia Schiochet/Arquivo pessoal

PS: Esse post será atualizado continuamente, porque sempre há a possibilidade de eu lembrar de algum lugar, de alguma outra dica ou de um alerta. ;)

DICAS

1. Peça para provar os produtos que você não tem certeza se estão do jeito que você gosta. Caso não queiram fazer essa cortesia, desencane. É normal algumas pessoas (como alguns pontos do Mercado Municipal que não estão citados aqui) fazerem cara feia e negarem. Mas é só provando e cheirando que você terá certeza se o produto está fresco e na textura correta. Quantas azeitonas e castanhas passadas já comprei por vergonha de pedir para provar…

2. Leve seu próprio recipiente. Esta dica é reforçada pela amiga Cristal Muniz, do blog Um Ano sem Lixo. Assim não precisamos usar aqueles saquinhos plásticos e damos uma trégua para o meio ambiente.

Ideia da Cristal Muniz, do blog Um Ano sem Lixo: escrever nos potes os produtos a serem comprados. Foto: Cristal Muniz/Arquivo pessoal

Ideia da Cristal Muniz, do blog Um Ano sem Lixo: escrever nos potes os produtos a serem comprados. Foto: Cristal Muniz/Arquivo pessoal

Muitas vezes, pela distância a percorrer e pelo volume a ser comprado é ruim levar potes de vidro, que são pesados e podem quebrar (mas são os melhores para armazenar, porque mantém os bichos longe e também odores de outros alimentos). Tente fazer saquinhos de voil ou outro tecido leve, que são laváveis e não pesam nada! Alguns lugares estão mais atentos à esta necessidade e vendem o vidrinho no local, como a Bem Integral Alimentos Naturais. Eles dão 10% de desconto nas compras a granel para os clientes que levam seus próprios vidros.

3. Atenção especial às farinhas. Certa vez comprei uma pequena quantidade de farinhas de trigo branca e integral a granel e não recomendo: elas precisam estar muito frescas para valer a pena e nem sempre o comerciante informa a data de abertura da embalagem corretamente. Para produtos de uso pontual, como farinha de amêndoas, compro o que é preciso para uma receita apenas e uso imediatamente.

4. Oleaginosas. Castanha de caju natural é a única oleaginosa que não compro a granel. Ela fica rançosa rapidamente, por isso sempre compro embalagens em que constam as datas de embalagem e de validade. Minha dica é procurar no Mercado Municipal, no final do corredor da Rua General Carneiro, nas bancas 91 e 79, que são as minhas preferidas.

Pecã quebrada na hora tem outro sabor. Foto: Apneia Filmes.

Pecã quebrada na hora tem outro sabor. Foto: Apneia Filmes.

Amêndoas, avelãs, pistache, castanha-do-pará e outras oleaginosas nunca faltam, mas quase todos os boxes praticam preços semelhantes. Perca-se por um tempo para olhar bem todos os preços e ver qual a melhor oferta do dia, tanto em qualidade quanto em preço. O barato pode sair caro!

5. Grãos e leguminosas. Arroz, quinoa, amaranto, painço, entre outros grãos; e feijões, lentilhas, grão-de-bico, favas e ervilha partida, as ditas leguminosas, são ingredientes especialmente complicados para comprar a granel porque os carunchos adoram. Se o giro não é rápido, você vai comprar meio quilo de arroz e uns dez gramas de inseto…

Leguminosas, como as variedades de feijão, e grãos, como arroz, merecem atenção especial na hora de comprar. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo

Leguminosas, como as variedades de feijão, e grãos, como arroz, merecem atenção especial na hora de comprar. Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo

Minha sugestão é comprar apenas grãos especiais, que não se usa no dia a dia (como arroz negro, por exemplo) em pequenas quantidades e deixá-lo de molho antes de cozinhar, para ver se sobem uns bichinhos. Esse tempo imerso em água também ajuda grãos e leguminosas a cozinhar mais rápido. Se você comprar em um lugar que teve pouco caruncho, coloque em seu roteiro. Aviso: um bichinho ou outro sempre vai ter.

 

MEUS LUGARES PREFERIDOS EM CURITIBA

São poucos, mas prefiro ser honesta. São estes os lugares que eu frequento por terem produtos bons e com preços que considero justos.

Casa do Queijo

Fica muito pertinho da minha casa e sempre tem uns produtos que saem mais baratos que no Mercado Municipal. Compro especialmente amendoim (natural, torrado e daqueles coloridos, para petiscar), tomate seco (com ou sem óleo), azeitonas, grão-de-bico e lentilhas. Fica perto da estação-tubo Tiradentes.

Endereço: Rua do Rosário, 74, Centro – (41) 3223-9377.

 

Pop House

É conhecida por ser a loja com os preços mais baixos no centro de Curitiba. Fica bem perto da estação-tubo Rodoferroviária e está quase sempre cheia. Prefira dias de semana no primeiro horário da manhã, a loja está mais vazia e você tem tempo para olhar tudo com calma. Oleaginosas caras como amêndoas e avelãs costumam estar de 10% a 15% mais barato na Pop House.

Endereço: Rua Mariano Torres, 948, Centro – (41) 3029-4919.

[Curta o Verdura sem Frescura no Facebook!]

 

Mercado Municipal

No Mercado Municipal há toda sorte de produtos a granel. Foto: Leticia Akemi/Gazeta do Povo

No Mercado Municipal há toda sorte de produtos a granel. Foto: Leticia Akemi/Gazeta do Povo

 

Sissi Cereais e Especiarias

Vende volumes pequenos (aproximadamente 15 gramas) de diferentes temperos e especiarias. É um bom lugar para comprar curry, açafrão, páprica e outros pós que perdem o sabor rapidamente. Fica nos boxes 26/33/34/35 – (41) 3264-5271

 

Banca do João Carlos
Compro leguminosas e grãos na banca do João Carlos, no box 56, perto das peixarias. Arroz negro, arroz vermelho, arroz cateto integral (meu preferido!), lentilha, favas e feijões sempre em pequena quantidade para não deixar dando bobeira em casa. A dica da demolha (número 5, lá em cima!) vale sempre. Fica nos boxes 56 e 57 – (41) 3362-6678.

 

Assel Especiarias

Centenas de produtos em lojas como a Assel Especiarias, no Mercado Municipal. Foto: Fred Kendi/Gazeta do Povo

Centenas de produtos em lojas como a Assel Especiarias, no Mercado Municipal. Foto: Fred Kendi/Gazeta do Povo

Um dos poucos lugares que tem assafétida, que é uma resina de árvore escura, encontrada em pó (bem amarelinho) ou em estado bruto. É muito cara, mas para quem segue a linha ayurvédica ou evita alho e cebola, é um tempero ótimo para ter em casa. A Assel tem também muitas ervas desidratadas, grãos e leguminosas. No Mercado Municipal, fica nos boxes 441 a 446 – (41) 3362-3274. Há outra unidade na Praça Rui Barbosa.

 

OUTROS

Produtos de higiene pessoal e limpeza

Praticamente em qualquer loja de produtos a granel tem bicarbonato de sódio para vender por quilo. Tenho um vidro com 500 g de bicarbonato de sódio em casa e uso dissolvido em água morna para uma série de limpezas na casa, especialmente na bancada da cozinha e geladeira. Ainda sonho em encontrar vinagre de álcool a granel ou em embalagens bem grandes, porque os dois juntos desentopem até encanamento da pia. Alguém conhece um lugar que venda?

Veja aqui algumas dicas de limpeza com poucos (e baratos) ingredientes.

 

Prema

Sabão de coco em barra e em pó e amaciante de laranja da Prema. Foto: Otávio Stadler, Felipe Boing, Marcelo Veiga/Divulgação

Sabão de coco em barra e em pó e amaciante de laranja da Prema. Foto: Otávio Stadler, Felipe Boing, Marcelo Veiga/Divulgação

Não é exatamente a granel, mas a marca Prema trabalha com retorno de embalagens – quem leva a embalagem anterior ao comprar uma nova porção do produto, ganha um desconto – e o sabão em pó e o amaciante podem ser embalados no recipiente que o cliente levar (também há desconto neste caso). Uso o sabão em pó deles e também o amaciante, que tem um leve aroma de laranja. É delicioso!

A venda é on-line pelo site e a entrega é feita em parceria com a Sem CO2, que realiza as entregas de bicicleta. Há preços especiais para quem compra produtos de limpeza em grandes quantidades.

Também é fácil encontrá-los em feiras de produtores artesanais, como o Bazar Vegano e a A L E C R I M do Wake Up Colab, e em Curitiba há alguns pontos de venda. Vale entrar em contato com a fan page para sanar outras dúvidas.

 

Cervejas

Growler da Beer-to-go. Foto: Divulgação

Growler da Beer-to-go. Foto: Divulgação

A Way Beer (Rua Pérola, 331, Pinhais – (41) 3653-8853), a Bodebrown (Rua Carlos de Laet, 1.015, Hauer, Curitiba – (41) 3082-6354) e a Beer-to-go (Alameda Princesa Izabel, 2.849, São Francisco, Curitiba – (41) 3016-4850) vendem cerveja a granel se você tiver o growler, uma garrafa de cerâmica própria para armazenar a bebida, ou quiser comprar um crowler (embalagem de alumínio, 100% reciclável). Sai mais barato pro seu bolso e pro meio ambiente.

***

Você tem alguma dica sobre produtos a granel? Comente abaixo!

Enviado por Flávia Schiochet, 31/03/16 6:02:52 PM

Recebi na redação nesta terça uma amostra do novo produto da empresa paraibana Coco do Vale. O Chocolate da Coco do Vale é um achocolatado à base de leite de coco e cacau puro que chegou ao mercado recentemente, em Curitiba, é possível encontrar nas redes de supermercado Muffato e Casa Fiesta. A faixa de preço sugerida pela marca é de R$ 2,09 a R$ 2,19. Por enquanto a marca vai produzir apenas na embalagem de 200 ml.

Não costumo consumir bebidas achocolatadas prontas, como vocês que me acompanham sabem. Já ensinei a fazer leites vegetais em casa e bebidas a partir deles. Mas eu sempre tento provar as novidades do mercado e produtos dos locais em que eu estiver. Já existem opções de bebidas achocolatadas para veganos no Brasil, geralmente feitas à base de arroz ou soja, mas nenhuma delas faz minha cabeça. A bebida não-láctea da Pacific Natural Foods foi a melhor que provei até agora (mais especificamente a de avelãs), quando estive no Chile.

Coco do Vale lançou uma bebida à base de leite de coco com cacau para veganos e intolerantes à lactose. Foto: Divulgação

Coco do Vale lançou uma bebida à base de leite de coco com cacau para veganos e intolerantes à lactose. Foto: Divulgação

Particularmente achei a bebida da Coco do Vale bem doce e a gente sabe que é regra das bebidas voltadas às crianças caprichar no açúcar. Tirando o meu gosto pessoal de jogo, acredito que é uma ótima e acessível opção para quem tem intolerância à lactose ou alergia à proteína do leite e também para quem não consome produtos de origem animal matar a saudade da infância. Vem até com os personagens da Looney Tunes na caixinha, rs.

Páginas12345... 15»
Este é um espaço público de debate de idéias. A Gazeta do Povo não se responsabiliza pelos artigos e comentários aqui colocados pelos autores e usuários do blog. O conteúdo das mensagens é de única e exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.
Buscar no blog
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais