Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

story
Enkontra.com
PUBLICIDADE

oportunidade

Quer estudar cinema no exterior? Saiba onde e como conseguir bolsas

Instituições oferecem oportunidades para aperfeiçoar o conhecimento em produção de filmes, animação, roteirização, criação de personagens e direção

 |
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Brasileiros interessados em impulsionar a carreira artística no cinema têm a chance de estudar em instituições de diferentes nacionalidades com bolsas integrais ou parciais, dependendo dos cursos técnicos, graduações e especializações disponíveis por entidades e unidades de ensino estrangeiras. A reportagem da Gazeta do Povo levantou oportunidades voltadas a aperfeiçoar o conhecimento em produção de filmes, animação e desenhos, assim como em roteirização, criação de personagens e direção.

Uma das opções está na NYFA (Academia de Cinema de Nova York), considerada uma das mais renomadas nos Estados Unidos. As inscrições estão abertas para duas modalidades de bolsas até junho. Para quem ambiciona cursos de cinema na Alemanha, as inscrições serão abertas no segundo semestre e estão direcionadas a graduados em Belas Artes, Design Comunicação Visual e Cinema, segundo o DAAD (Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico), associação sem fins lucrativos que representa as universidades de lá.

Na Espanha, a oportunidade da vez é a 15ª edição do Projeto Curso de Cinema Ibero-americanos Desenvolvimento. A Carolina Fundação oferece seis bolsas para autores da América Latina e Portugal que tenham experiência na indústria cinematográfica e o prazo para apresentação das candidaturas encerra em 6 de abril.

Ainda, facilitando a vida de quem quer estudar sem sair de casa, uma alternativa é fazer as aulas online e gratuitas da Pixar Animation Studios, em parceria com a Khan Academy. Elas oferecem lições que incluem vídeos e atividades para os alunos, repassando uma base geral sobre como construir as narrativas. Para mais detalhes sobre as bolsas, confira as informações compiladas pela reportagem.

NYFA oferece dois tipos de bolsas

A NYFA (New York Film Academy) oferece dois tipos de bolsas para cursos de cinema técnicos (Associate Degrees), graduações (Bachelor of fine arts) e mestrados (Master in fine arts). Eles têm duração de dois, quatro e dois anos, respectivamente. As inscrições devem ser feitas até três meses antes do início de cada curso. As aulas estão previstas para começar em 18 de setembro.

A bolsa concedida por necessidade financeira exige a apresentação dos documentos de declaração de Imposto de Renda do estudante e dos pais em português com tradução simples, além de uma redação explicando o motivo pelo qual precisa do recurso.

A outra é por talento e requer a entrega de um portfólio criativo conforme o curso de interesse. Por exemplo: duas a três amostras de histórias, artigos ou redações – com até oito páginas; dois a três vídeos que podem ser um curta-metragem ou web série; dois a três artigos ou redações relevantes ao curso escolhido, contendo no máximo dez páginas; um link com uma introdução e dois minutos de um monólogo de um filme ou peça publicados; seis a oito amostras de desenhos com descrições de uma a duas páginas.

A bolsa máxima oferecida é de US$ 10 mil por ano, mesmo se o estudante aplicar para os dois tipos disponíveis. Os valores dos cursos na área de cinema variam de US$ 10.875 a US$ 14.000 por semestre. Dependendo do curso, há adicionais, como taxa de matrícula de US$ 65; taxa de estudante internacional de US$ 150; taxa de equipamento (somente para alguns programas): US$ 667 a US$ $1.334 por semestre.

Os alunos irão escrever, filmar, dirigir e editar oito filmes e trabalhar na equipe de 28 produções de seus colegas. Segundo a Experimento, empresa de intercâmbio do Grupo CVC, cada programa é estruturado para quem busca treinamento intensivo com instrutores premiados, usando equipamentos profissionais desde o primeiro dia de aula para prepará-los para uma carreira na indústria de filme e entretenimento.

Os professores têm mestrado na área e atuam no mercado. Um dos destaques é o cinegrafista premiado Anthony Richmond. Com uma carreira de seis décadas, foi assistente de câmera em “Moscou contra 007”, “Farenheit 451” e, recentemente, “Legalmente Loira”, “Mortos de Fome”, “Homens de Honra”, “Sexo e Mentiras em Las Vegas”, “O Roqueiro (The Rocker)”, “Alvin e os Esquilos”, entre outros.

Exigências e pré-requisitos

Associate Degree

Pré-requisito - Conclusão do Ensino médio e TOEFL 68 ou IELTS 5.5;

Exigências - Portfólio ou Audição; 2 cartas de recomendação em inglês; Carta de Intenção do aluno (Narrative Statement);

Mais informações: Screenwriting e Filmmaking.

Bacharelados

Pré-requisitos: conclusão do ensino médio e TOEFL 68 ou IELTS 5.5.

Exigências: Portfólio ou Audição; 2 cartas de recomendação em inglês; Carta de Intenção do aluno (Narrative Statement);

Mais informações: Screenwriting e Filmmaking.

Mestrado

Pré-requisitos: conclusão da graduação e TOEFL 79 ou IELTS 6.5.

Exigências: Portfólio ou Audição; 2 cartas de recomendação em inglês; Carta de Intenção do aluno (Narrative Statement);

Mais informações: Cinematography, Screenwriting e Filmmaking.

Inscrições para estudar na Alemanha

Estudar cinema em universidades alemãs pode ser uma boa opção para quem mira bolsas integrais para cursos na área. As inscrições abrem no segundo semestre de cada ano, segundo o DAAD (Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico). As aulas costumam iniciar no dia 1º de outubro, se o curso de idioma for feito antes do programa de estudo.

São dois processos seletivos: na universidade e no DAAD. O candidato deve escolher a instituição de destino e se candidatar diretamente. O programa dá ao aluno acesso a pós-graduação, mestrado ou a cursos complementares que concedam ou não título em uma instituição. O tempo de duração depende de cada curso.

Concedida inicialmente por um ano, as bolsas subsidiam passagem aérea, seguro saúde, curso de alemão e 750 euros mensais aos alunos. O benefício pode ser prorrogado por dois anos, caso o candidato esteja matriculado em um curso de master. Para obter financiamento adicional após 24 meses de estudo para cursos de dois anos, a prova de realizações acadêmicas deve indicar que o programa pode ser concluído com êxito dentro do período programado.

Entre as universidades públicas alemãs que oferecem curso de master (especialização/pós-graduação em cinema), estão: Berlin, Bochum, Bremen, Chemnitz, Dortmund, Flensburg, Frankfurt am Main, Frankfurt am Main, Jena, Kiel, Mainz, München, Potsdam, Sankt Augustin, Weimar.

As bolsas têm objetivo de expandir a mobilidade científica e acadêmica entre a Alemanha e outros países, além de divulgar o idioma, reforça a assessoria do DAAD. Inscrições e mais informações na página do DAAD.

Exigências e pré-requisitos

- O candidato deve estar formado (diploma e histórico da graduação devem ser traduzidos), apresentar currículo, carta de motivação, carta de recomendação (de professor, empregador), proficiência no idioma do curso (inglês ou alemão), formulário do DAAD e da universidade (quando necessário), portfólio ou gravação (no caso das bolsas em artes e música).

- Estudantes que estejam no último ano da graduação, matriculados em uma universidade brasileira.

- Estudantes recém-formados com título de bacharelado/licenciatura ou mestrado. A última formação não pode ter sido realizada há mais de 6 (seis) anos, contando da data-limite de inscrição ao programa de especialização.

- No momento da inscrição, os candidatos não devem estar residindo há mais de 15 meses na Alemanha.

- O nível do conhecimento de alemão exigido é definido pelo professor orientador ou por normas da universidade.

- A aprovação da bolsa não equivale à aceitação automática por parte da universidade alemã. Antes de se candidatar, o candidato deverá buscar informações sobre o programa de estudos, os requisitos e os critérios de aceitação.

- Ao ser selecionado, o bolsista fica responsável pela inscrição na respectiva universidade/escola superior e pelos tramites referentes a provas de habilidade específica (data, conteúdo, local).

- A decisão sobre a aceitação e a análise da validade dos estudos anteriores é de competência da universidade/escola superior. Caso o bolsista não seja aprovado, terá de retornar ao país de origem e não poderá dar continuidade à bolsa.

Seis bolsas para autores da América Latina e Portugal

Na 15ª edição do Projeto Curso de Cinema Ibero-americanos Desenvolvimento, a Fundação Carolina oferece seis bolsas para autores da América Latina e Portugal que tenham experiência na indústria cinematográfica. As candidaturas das produções audiovisuais, documentários ou animações devem ser apresentadas até 6 de abril.

As aulas do curso de especialização cinematográfica estão marcadas para 9 de outubro a 17 de novembro, na Fundación SGAE. Os bolsistas receberão como subsídios o pagamento total do programa, hospedagem, passagem de ida e volta em classe econômica e seguro de saúde. Os alunos deverão desembolsar os valores adicionais.

Os materiais selecionados serão desenvolvidos a partir da fase embrionária e receberão orientação em busca de um script de qualidade capaz de torná-los um filme. A abordagem holística do curso liga os três pilares do cinema: escritores, diretores e produtores. Os alunos terão oficina de produção, para analisar e discutir projetos do ponto de vista do orçamento e contarão com uma equipe de conselheiros, formada por escritores, diretores, produtores.

Inscrições e mais informações na página da fundação.

Exigências e pré-requisitos

- Ser de origem de qualquer país membro latino-americano da Comunidade Latino-Americana de Nações ou Portugal.

- Não ter residência na Espanha.

- Ter graduação, com preferência em audiovisual e relacionada ao meio (cinema, Ciências da Informação e Comunicação, etc.). Outros estudos não estão excluídos, desde que o candidato tenha experiência comprovada em uma das profissões diretamente relacionadas com os meios de comunicação audiovisual, como roteiro e produção para cinema e televisão em todos os gêneros e categorias.

- Estar legalmente registrado como um escritor do projeto apresentado.

- Ter um endereço de e-mail.

- A subvenção será incompatível com quaisquer outras subvenções ou remuneração financeira, sem o conhecimento e autorização expressa da Fundação Carolina.

Pixar oferece aulas online gratuitas de storytelling

Estúdio de animação da Disney, a Pixar oferece aulas online gratuitas de introdução ao storytelling, por meio da Khan Academy. O curso aprimora a criação inicial, configuração e estilo nas produções feitas pelos interessados em se tornarem bons contadores de história.

Na introdução ao curso, os alunos poderão ouvir diretores e artistas da história da Pixar, sobre como eles começaram suas carreiras na área, quais histórias os inspiram e provocar a reflexão sobre os tipos de personagens e contos que movem cada participante. As lições incluem vídeos e atividades para os alunos e fornece uma base geral sobre como construir as narrativas.

Os seguintes cineastas compartilham suas ideias nas aulas: Pete Docter, diretor vencedor do Oscar por “Divertida Mente” (2015), “Up - Altas Aventuras” (2009) e “Monstros S.A.” (2001); Mark Andrews, diretor e roteirista vencedor do Oscar por “Valente” (2012) e supervisor da estória em “Os Incríveis” (2004); Sanjay Patel, indicado ao Oscar como diretor do curta “Os Heróis de Sanjay” (2015) e animador de “Ratatouille “(2007), “Carros “(2006) e” Monstros S.A.” (2001); Domee Shi, artista de história no vencedor do Oscar por “Divertida Mente” (2015).

A Pixar é um estúdio de cinema premiado e tem capacidades técnicas, criativas e de produção mundialmente conhecidas na arte da animação por computador. O estúdio da Califórnia do Norte criou filmes de animação bem sucedidos, incluindo “Toy Story”, “Ratatouille”, “Wall-E” “Up - Altas Aventuras” e “Divertida Mente”.

Mais informações e acesso aos vídeos na página da Pixar.

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Caderno G

PUBLICIDADE