Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

proteção

Crianças são treinadas pela prefeitura de Curitiba para escapar de tiroteios nas escolas

Segundo a prefeitura, este tipo de simulação é feita periodicamente em diferentes instituições de ensino e já estava no cronograma dos trabalhos da Defesa Civil

  • Da Redação
 | Daniel Castellano/SMCS/Prefeitura de Curitiba
Daniel Castellano/SMCS/Prefeitura de Curitiba
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Um dia depois de um Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) de Curitiba ser palco de troca de tiros entre criminosos e guardas municipais, alunos da rede municipal de ensino passaram por um treinamento prático de como se proteger em casos de tiroteios. A simulação foi feita com estudantes e alguns pais em uma escola na Cidade Industrial de Curitiba (CIC) e abordou também táticas de proteção em outras situações de risco: ataque de abelhas, princípio de incêndio, chuva forte e início de alagamento, vendaval e perseguição policial.

Leia também: Roubo de carro tem perseguição, helicóptero e acidente em Curitiba

Segundo a prefeitura, esse tipo de simulação é feita periodicamente em diferentes instituições de ensino e já estava no cronograma dos trabalhos da Defesa Civil. Portanto, não foi motivada pela ocorrência no CMEI.

Para cada um dos casos, as crianças seguiram procedimentos repassados previamente. No caso de incêndio, por exemplo, os alunos evacuaram as salas, de forma ordenada, em 4 minutos 35 segundos, sem acidentes.

O treinamento leva em conta o fato de que nem mesmo as escolas estão livres desse tipo de situação.De fato. Na troca de tiros registrada na última segunda-feira no CMEI Vila Autódromo, no bairro Cajuru, testemunhas afirmaram que a cena só não virou tragédia porque estava frio e, por isso, as crianças não brincavam no pátio externo.

Ao site de notícias da prefeitura, o coordenador técnico da Defesa Civil municipal, Nelson Ribeiro, ressaltou que o objetivo é que os pais saibam, quando deixarem os filhos na escola, que eles estão orientados caso tenham que enfrentar uma situação adversa extrema”, disse o coordenador técnico da Defesa Civil municipal.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Curitiba

PUBLICIDADE