Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

Nichos de mercado

Curiosidade e observação ajudam a identificar boas oportunidades de negócio

Prestar atenção nas próprias necessidades e questionar velhos hábitos são fontes de inspiração para novas empresas e produtos

  • Liana Suss
Luciano Rigoni e Breno Pessoni, sócios da Abante: foco em clientes específicos |
Luciano Rigoni e Breno Pessoni, sócios da Abante: foco em clientes específicos
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Muito mais do que ousadia, o perfil empreendedor exige um olhar inédito sobre as coisas corriqueiras da vida. Quando nos deparamos com soluções simples como um abridor de sachês de catchup, a reação é: “como eu nunca pensei nisso antes?”

INFOGRÁFICO: Confira como identificar novas oportunidades de negócios no cotidiano

Quem começou o ano inspirado para investir em uma nova ideia pode desenvolver hábitos que ajudam a identificar tendências e navegar no que os empreendedores chamam de oceano azul – um mercado vasto de oportunidades e de concorrência irrelevante.

A primeira fonte de inspiração pode vir do próprio empreendedor. Ficar atento a necessidades que ele mesmo tem, mas nunca percebeu pode ser o primeiro passo.

Segundo Allan Costa, fundador do grupo de investidores anjo Curitiba Angels, o mesmo olhar pode ser aplicado a atividades feitas da mesma forma há anos. “Quando questionamos hábitos e pensamos em soluções para melhorá-los, podem surgir grandes negócios”, afirma ele, que apadrinhou a startup curitibana Contabilizei, criadora de uma nova forma de fazer contabilidade nas empresas.

Além disso, tendências sociodemográficas e de comportamento, que podem ser observadas no dia a dia e comprovadas por estatísticas, também são uma grande fonte de oportunidades. Como, por exemplo, o aumento da população de terceira idade, o crescimento da classe C e as necessidades coletivas nas grandes cidades, como transporte, saúde e segurança.

“Precisamos usar a nosso favor a grande avalanche de informações que a internet nos dá, não há mais lugar para aleatoriedades”, diz a presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento, Gina Paladino.

Público segmentado

Contudo, diante de tamanha vastidão de informações, é preciso encontrar um nicho e garantir maior assertividade. Cada vez mais as empresas bem sucedidas são aquelas que apostam em um público segmentado, oferecendo produtos especializados. “Focar em um nicho é a melhor alternativa para novos empreendedores, só assim é possível oferecer diferencial e se sobressair”, explica Thiago Alves, cofundador da Ideia no Ar, empresa que assessora o lançamento de startups de web e mobile.

Foi o que fizeram os sócios Breno Pessoni e Luciano Rigolin de Almeida, fundadores da Abante, especializada em desenvolvimento de software. Ao criarem um software que facilita a adequação a uma norma técnica específica, a dupla descobriu uma nova oportunidade de negócio, que, além de segmentada, adapta à indústria a utilização de tablets e smartphones.

“Estudamos a lei e a necessidade do cliente e criamos uma maneira mais prática de elaborar o relatório de inspeção, antes feito manualmente e digitado, e ainda exploramos recursos como câmera e GPS”, conta Pessoni.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

  1. 90% as pessoas que trabalham ou já trabalharam lá recomendariam a empresa a um amigo. | Jonathan Campos/Gazeta do Povo

    20 cargos

    Do aprendiz ao gerente: quanto ganham os funcionários do Itaú

  2. De acordo com a análise da Michael Page, o “arquiteto de bebês” será um especialista no genoma humano. |

    Até 2030

    9 profissões que serão essenciais no futuro (a maioria ainda nem existe)

  3.  | Antônio More/Gazeta do Povo

    TELECOMUNICAÇÕES

    Como a Oi, uma empresa de 63 milhões de clientes, entrou em crise?

PUBLICIDADE