Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

bairro planejado

Em nova fase, Neoville quer atrair empresas para consolidar expansão

Novo plano do “bairro” planejado prevê um espaço de 50 mil m² destinados totalmente ao ambiente corporativo

  • Getulio Xavier, especial para a Gazeta do Povo
Em 2017 deve ser lançado o oitavo condomínio da região, chamado Pátios de Córdoba, com cerca de 9 mil m² e 275 apartamentos. | Antônio More / Gazeta do Povo
Em 2017 deve ser lançado o oitavo condomínio da região, chamado Pátios de Córdoba, com cerca de 9 mil m² e 275 apartamentos. Antônio More / Gazeta do Povo
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Completando 10 anos em 2017, o Neoville, área urbanizada e planejada de 1 milhão de metros quadrados na região sul de Curitiba, e se prepara para entrar em uma nova fase focada na atração de empresas. A mudança de estratégia promete dar uma nova cara ao “bairro” criado pela incorporadora Canet Junior Desenvolvimento Imobiliário S/A.

Se antes o foco principal eram as moradias, principalmente a venda de lotes e sobrados, agora a ideia principal é “trazer outras empresas para participar do Neoville”, explica Kalil Chuchene Filho, presidente da incorporadora. Não é uma grande mudança, mas, de acordo com o presidente, é necessária para reforçar o conceito pensado desde o início para o Neoville: “oferecer moradia, trabalho e serviços no mesmo local”, explica.

Para atrair as empresas, o novo Master Plan, assinado pela Baggio & Schiavon, prevê um espaço de 50 mil m² destinados totalmente ao ambiente corporativo. Segundo Chuchene Filho, os terrenos servirão para a construção de prédios empresariais, nos moldes que se encontram no centro da cidade, escritórios e lojas. “No Centro as empresas encontram um preço de locação muito alto. No Neoville planejamos a mesma estrutura com um preço bem menor”, destaca.

“Isso deve atrair novamente empresas de call centers, por exemplo, que saíram da capital e foram para outras cidades como São José dos Pinhais e Joinville”, completa Chuchene Filho. Mas o presidente lembra que o Neoville segue um plano de longo prazo, portanto, essa área corporativa deve começar a se consolidar dentro de cinco anos.

“É uma área muito grande, estamos indo aos poucos para fazer tudo de acordo com o plano. No futuro serão 30 mil moradores, seremos uma pequena cidade”

Kalil Chuchene Filho,presidente da Canet Junior Desenvolvimento Imobiliário S/A.

“Há ainda a demanda por hotel, centro de convenções, escritórios, lojas de departamento e espaços de prestação de serviço. Dentro desse plano, a ideia é trazer empresas com projetos nessa linha para o Neoville”, completa o presidente da incorporadora. Além disso, outros dois projetos para o “bairro” também chamam a atenção no novo plano. O primeiro é a instalação de um supermercado de grande porte, o que deve acontecer apenas em 2019, e o segundo é a criação de um autocenter, reunindo diversos serviços para veículos, que está em fase de estudos de viabilidade econômica.

Residenciais

Apesar da mudança de foco, os empreendimentos residenciais não ficaram de fora do novo plano do Neoville. Em 2017, por exemplo, deve ser lançado o oitavo condomínio da região, chamado Pátios de Córdoba, com cerca de 9 mil m² e 275 apartamentos.

Para o futuro, outros empreendimentos também estão previstos, principalmente para atender novos públicos, como estudantes da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), instalada ao lado.

“Nesse caso pensamos em apartamentos pequenos, modulados e mobiliados. Para a universidade, também estamos trabalhando em áreas de suporte como ampliação de ruas e novos acessos”, explica Chuchene Filho.

Parcerias de sucesso

O futuro do Neoville deve seguir a fórmula que já deu certo em dez anos de planejamento: as parcerias. Bons exemplos não faltam. Um deles é o quartel da Polícia Militar, construído pela incorporadora para receber mais um módulo da PM na região.

Outro bom exemplo é a escola bilíngue Amplação, também instalada na região, e que segue o modelo já reconhecido de outras instituições internacionais na cidade. Por fim, há ainda o shopping Neoville, criado para receber uma diversidade de lojas e oferecer outros serviços aos moradores.

Como ressaltou o presidente da Canet, ainda existe uma área de 1 milhão de m² para ser utilizada, portanto, é preciso que mais gente invista no local. “É uma área muito grande, estamos indo aos poucos para fazer tudo de acordo com o plano. No futuro serão 30 mil moradores, seremos uma pequena cidade”, finaliza Chuchene Filho.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

  1. No total, R$ 16,5 bilhões serão destinados para o pagamento do abono salarial do PIS/Pasep no calendário 2017/18. | Foto: Marcos Santos/ USP Imagens/Fotos Públicas

    Finanças

    Governo paga 4.º lote do abono salarial nesta quinta (19)

  2.  | Marcelo Andrade/Gazeta do Povo

    APOSENTADORIA

    Em troca de reforma na Previdência, militares terão benefícios perdidos de volta

  3.  |

    TELECOMUNICAÇÕES

    Colapso da Oi ameaça deixar 2 mil cidades sem serviços de telecomunicações

PUBLICIDADE