Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

manufatura enxuta

Programa Brasil Mais Produtivo oferecerá consultoria a 200 indústrias do Paraná

Programa do governo federal em parceria com o Senai promete aumentar em 20% a produtividade das empresas participantes

  • Da Redação
Fábrica de móveis em Arapongas, um dos maiores polos brasileiros do setor | Maurício Borges/Maurício Borges
Fábrica de móveis em Arapongas, um dos maiores polos brasileiros do setor Maurício Borges/Maurício Borges
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O programa Brasil Mais Produtivo, lançado pelo governo federal em parceira com o Senai, oferecerá consultoria a 200 indústrias do Paraná que queiram aumentar a sua produtividade. Os consultores utilizarão a metodologia de lean manufacturing (manufatura enxuta) para identificar desperdícios nos processos produtivos, propor mudanças e aumentar em, ao menos, 20% a produtividade das empresas participantes. O lançamento oficial do programa no estado foi feito nesta quarta-feira (26) na Federação das Indústrias do Paraná (Fiep).

Acompanhe mais notícias sobre empreendedorismo

As vagas disponíveis são voltadas, preferencialmente, para indústrias de três setores: moveleiro, com foco no Arranjo Produtivo Local (APL) de Arapongas; metalmecânico, do APL de Curitiba; e alimentos e bebidas, das regiões de Londrina, Maringá e Curitiba. As participantes também precisam ser pequenas ou médias indústrias, com 11 a 200 funcionários.

O custo total da consultoria é de R$ 18 mil por indústria, sendo que R$ 15 mil são pagos pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDCI), Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e Apex Brasil. A empresa terá que bancar uma contrapartida de R$ 3 mil.

Inscrições

As inscrições já estão abertas pelo site do programa e não há prazo para encerramento. Até esta quarta-feira (26), já eram 233 indústrias inscritas do estado. Para a seleção, será analisado se a empresa atende aos requisitos e a ordem de inscrição. Há expectativa que o número de vagas seja ampliado para 2017.

Nas consultorias, o Senai propõe mudanças para reduzir sete tipos de desperdícios nos processos produtivos das indústrias: superprodução, tempo de espera, transporte, excesso de processamento, inventário, movimento e defeitos.

Em todo o Brasil, serão 3 mil pequenos e médios negócios participantes. O programa conta com um orçamento de R$ 50 milhões.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE