Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

story
Enkontra.com
PUBLICIDADE

contas inativas

Use o FGTS para deixar o nome limpo na praça; 41% dos brasileiros farão isso

Pesquisa divulgada nesta semana mostra que muitas pessoas estão usando o dinheiro das contas inativas para quitar dívidas. Veja como fazer

Use o FGTS para deixar o nome limpo na praça; 41% dos brasileiros farão isso. Na foto, o posto de consulta da ACP | Daniel Castellano /Arquivo
Use o FGTS para deixar o nome limpo na praça; 41% dos brasileiros farão isso. Na foto, o posto de consulta da ACP Daniel Castellano /Arquivo
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Caiu do céu e direto no colo de Osvaldo Hector Deix Neto, 35 anos, a liberação do saque das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Desempregado, Osvaldo havia atrasado 18 parcelas do terreno onde ergueu uma casa para viver com a esposa e os três filhos em Guaíba.

Como saber se está com o nome sujo

Como negociar as dívidas

A conta já batia nos R$ 8,8 mil. A possibilidade de perder o terreno virara um pesadelo. Em um golpe de sorte, na medida e no tempo certos, a liberação do Fundo destravou R$ 8,9 mil em depósitos de FGTS feitos durante os seis anos e meio em que trabalhou como vendedor em uma loja de calçados. “Vai dar para pagar os atrasos e respirar aliviado”, comemora ele, que, conforme o calendário da Caixa, poderá sacar em julho.

LEIA MAIS sobre Finanças Pessoais

Brasileiros que vivem no exterior também podem sacar o FGTS; saiba como

Antecipar IR e FGTS inativo só é bom se você tiver dívidas caras. Entenda

Saiba como sacar as contas inativas do FGTS

Quando soube do dinheiro extra, Osvaldo negociou condições com a administradora do loteamento e conseguiu abater juros. Traçou, desta forma, o mesmo caminho de milhões de brasileiros. Conforme pesquisa do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) divulgada nesta semana, 41,2% dos entrevistados com recursos do FGTS a receber das contas inativas disseram que o destino será a quitação de dívidas.

Em janeiro, número de inadimplentes foi recorde

Com o agravamento da crise econômica e o desemprego, muitas pessoas deixaram de pagar os carnês e o cartão de crédito em dia. Segundo a Serasa Experian, em janeiro de 2017, o número de inadimplentes para o mês bateu recorde: 59,7 milhões de pessoas com dívidas atrasadas no país, o que representa 40% da população adulta. No Estado, 2,9 milhões de pessoas estão inadimplentes.

“Pagar as dívidas é a melhor escolha para o recurso extra, pois a incidência dos juros aumenta rapidamente o débito e, quanto antes se resolver essas pendências, antes será aliviado o orçamento”, recomenda Alfredo Meneghetti Neto, professor de Economia da PUCRS e consultor financeiro.

Com dinheiro no bolso, o cidadão deve se aproximar dos credores e negociar abatimento de juros, como fez Osvaldo, ou buscar condições mais favoráveis.

As empresas têm se mostrado receptivas para o ajuste de contas. Recentemente, a Serasa iniciou uma campanha para estimular a quitação de dívidas atrasadas, com incentivo ao uso do FGTS.

“Reabilitar o crédito é uma forma de resgatar a dignidade financeira do consumidor. O trabalhador inadimplente, que já teve acesso ao FGTS, pode utilizar o recurso para limpar o nome. Já para os credores, dar a chance de os clientes voltarem a ter o nome limpo contribui para a retomada da economia”, afirma Silvio Frison, vice- presidente do SerasaConsumidor.

Como saber se está com o nome sujo

Ás vezes o consumidor demora a ser notificado por um credor. Confira nos portais de atendimento das entidades que concentram as informações de inadimplência como fazer a consulta on-line do seu CPF ou mesmo os endereços onde é possível buscar atendimento pessoalmente:

Serasa Experian

SPC Brasil

Boa Vista SCPC (serviço usado pelos associados da Associação Comercial do Paraná)

Como renegociar dívidas

- O consumidor precisa fazer um bom planejamento antes de renegociar uma dívida, colocando na ponta do lápis todas as despesas fixas e as contas já assumidas ou previstas.

Órgãos especializados orientam como negociar com credores

- Assim, é possível saber o quanto está disponível para pagar a nova dívida que será renegociada, escolhendo quais as condições e formas de pagamento que melhor se encaixam no orçamento.

-O ideal é organizar por prioridade. As primeiras a serem quitadas devem ser as que afastam o consumidor de serviços básicos – como luz, telefone e água – e o cartão de crédito e o cheque especial, com juros altíssimos.

- Segundo especialistas, o trabalhador inadimplente com direito ao resgate do FGTS deve utilizar ao menos parte do valor recebido para quitar dívidas pendentes.

- Com o dinheiro do FGTS na mão, é a chance de negociar com o banco ou o lojista o abatimento ou a redução de juros para quitar à vista a dívida ou um parcelamento mais amigável.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE