Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

Franchising

As 50 maiores franquias do Brasil em 2018

Com mais de três mil unidades, O Boticário continua sendo a maior franquia do Brasil. Confira a lista completa divulgada pela Associação Brasileira de Franchising

  • Naiady Piva
 | Henry MilleoGazeta
Henry MilleoGazeta
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A Associação Brasileira de Franchising (ABF) divulgou nesta quinta-feira (11) a lista atualizada das 50 maiores franquias do Brasil. A pesquisa é feita com base em dados fornecidos pelas próprias franquias, em resposta a um questionário da associação. Os foram coletados em 2017. 

Confira a lista das 50 maiores franquias

Com mais de três mil unidades, a rede de perfumaria O Boticário permanece como a primeira da lista. O setor de saúde, beleza e bem estar, aliás, cresceu em representatividade, e hoje representa 16% das maiores franquias do Brasil. 

Duas das três franquias que entraram na lista das 50 maiores este ano — e não estavam em 2017 — são deste setor. O Spa das Sobrancelhas e a Não+Pêlo ficaram em 43.º e 47.º, respectivamente. Outra novata é a Casa de Bolos, do segmento alimentar. 

Outro setor que se destacou foi o de franquias que se instalam em postos de combustíveis, além daquelas ligadas a serviços automotivos. A AmPm, por exemplo, saltou da 4.ª posição (em 2017) para ser a segunda maior rede do país, este ano. 

LEIA TAMBÉMAs 5 franquias mais inusitadas para investir

Em geral, as 50 maiores seguiram aquilo que a ABF vê como uma tendência do setor: a diversificação. A criação de novos modelos de negócio, como quiosques, trailers e modelos home office — que muita vezes são mais baratos que as lojas tradicionais — foi importante para fazer a travessia da crise, explicou o presidente da ABF, Altino Cristofoletti. 

Para 2018, Altino é otimista. Ainda que eventos políticos importantes estejam previstos (como as eleições), ele acredita num leve descolamento do humor político, no setor de franquias. Deve ser o ano de uma retomada do crescimento. 

O objetivo é voltar para a casa dos dois dígitos de crescimento, e ampliar o faturamento do setor entre 9% e 10%. O número de redes deve permanecer estável. Mas tanto o número de unidades quanto a criação de empregos deve crescer 3%, nas projeções da ABF.

Confira as 50 maiores franquias do Brasil em 2018:

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE