Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

Empreendedorismo universitário

Como contratar online uma empresa júnior, com preço até 40% menor que o de mercado

Nova plataforma “Contrate uma Empresa Júnior” traz portfólio completo das empresas, ranking de melhor atendimento e pagamento online

  • Naiady Piva
 | Pixabay
Pixabay
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Entrou no ar nesta quinta-feira (26) a nova versão do site “Contrate uma Empresa Júnior”. Pelo site é possível contratar serviços diversos, como um plano de negócios ou um projeto arquitetônico. O marketplace reúne mais de 600 empresas juniores de todo o Brasil, que prestam serviços num valor até 40% menor do que o do mercado tradicional. O público prioritário é o de micro e pequenas empresas.

O site é dividido por setor e serviços oferecidos. Na área dedicada para "desenvolvimento web" é possível contratar desenvolvimento de sites, aplicativos, softwares e de sistemas web, por exemplo.

 >> As duas startups que se juntaram para atender a um desejo de O Boticário 

Na plataforma, o usuário pode consultar preço médio, tempo estimado de duração e um resumo do serviço oferecido. É possível solicitar um orçamento às empresas que trabalham naquele segmento. 

Esta é a segunda versão do "Contrate uma Empresa Júnior", que entrou no ar em abril do ano passado (2017). Uma das novidades é o ranqueamento das empresas, que será feito com base em notas atribuídas pelos usuários e numa avaliação feita pela própria Brasil Júnior, entidade que representa o setor. Se a empresa responde prontamente a solicitações na plataforma, a nota dela sobe. 

Outra novidade é o pagamento online, pela plataforma. É uma alternativa para o contratante. Quem preferir pode combinar o pagamento diretamente com a empresa contratada. 

As empresas agora também podem cadastrar todo o seu portfólio de serviços na plataforma. Antes eram apenas dois por empresa júnior. 

O marketplace é uma iniciativa da Brasil Júnior, que congrega mais de 600 empresas juniores, que são vinculadas a 208 instituições de Ensino Superior. A entidade estima que mais de 20 mil universitários brasileiros são "empresários juniores" nas mais diversas áreas, como Direito, Engenharia e Design. 

Em todo o ano passado, 91 contratos foram fechados dentro da plataforma. Só neste ano já foram 93. O faturamento dos projetos somados passa da casa dos R$ 100 mil. 

Preço mais baixo, trabalho universitário 

As empresa juniores são empreendimentos com fins educacionais e não lucrativos, formadas por estudantes universitários de graduação. Podem ser de qualquer área — e, inclusive, interdisciplinares. 

A Brasil Júnior realiza um censo com as empresas e estima que o preço dos serviços prestados pelas empresas juniores chega a ser 40% mais barato do que o praticado no mercado convencional. Isto porque elas são isentas de uma série de custos, como folha de pagamento (os alunos precisam trabalhar como voluntários). 

O setor ganhou fôlego desde que foi regulamentado, em 2016. A lei determina que as empresas juniores devem estar inscritas no CNPJ, podem cobrar pelo serviço e devem ter um professor orientador, que pode contabilizar o trabalho como atividade de extensão. Os empresários devem ser alunos de graduação e trabalhar de forma voluntária. 

"O número de empresários dobrou e saltamos de R$ 11 milhões de faturamento na rede, em 2016, para quase R$ 21 milhões no final do ano passado. Isso mostra um crescimento de maturidade e reconhecimento do mercado", avalia Iago Maciel, presidente da Brasil Júnior. 

Como marketplace, a Brasil Júnior fica com 10% do valor dos contratos fechados, que é dividido com as federações estaduais. 

O dono de hamburgueria que achou o serviço ideal com uma empresa júnior 

Miller Peçanha é dono de uma hamburgeria em Campos dos Goytacazes, na região Norte do Rio de Janeiro. A Bourmet abriu loja física no ano passado — o delivery funciona desde 2016 — e o empreendedor notou algumas dificuldades para atender os clientes com agilidade em horários de pico. 

"Comecei a mexer na internet, procurar uma consultoria que pudesse me ajudar. E encontrei várias empresas juniores que faziam projetos de otimização de layout”, conta Peçanha. Ele pediu orçamentos no Contrate uma Empresa Júnior porque foi o site mais organizado que encontrou, "com várias categorias de serviço". 

A boa surpresa veio depois, na hora do orçamento. Casou que o preço cabia no bolso, e o empreendedor contratou a Soluções Consultoria, da Universidade Federal de Viçosa (MG), para fazer a otimização de layout, criar um manual operacional e ajudar na implantação do programa 5S na hamburgueria. 

O trabalho está em andamento, e cerca de 20% já foi finalizado. Miller já tem planos de voltar ao site para contratar outros serviços, como a criação de ficha técnica para os produtos.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE