Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Economia

Fechar
PUBLICIDADE

Promoção

Lojas virtuais preparam “Black Friday de março”

Principais comércios virtuais do país vão realizar uma grande promoção no próximo mês, como forma de antecipar compras no e-commerce nacional

 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Cerca de 200 lojas virtuais brasileiras vão participar, em 18 de março, de uma promoção análoga à Black Friday, que deve conceder ao consumidor descontos de até 60% e intensificar as vendas neste primeiro semestre. Trata-se do Dia do Consumidor Brasil, que entrará na segunda edição e tem previsão de alcançar um faturamento de R$ 278,3 milhões.

Se confirmado, o valor representará um avanço de 60% sobre os R$ 174 milhões faturados no ano passado. Esperam-se 630 mil pedidos, com um valor médio de R$ 437 cada um – em 2014, houve menos pedidos (460 mil) e o gasto individual foi menor (R$ 376). O crescimento é esperado porque, agora, há mais lojistas envolvidos – os principais varejistas do país devem participar – e a preparação da promoção foi iniciada com mais antecedência.

"A ideia é justamente criar uma 'Black Friday do primeiro semestre'", diz Rodrigo Borer, CEO do Buscapé Company, que organiza a promoção. Ele explica que a concepção do evento partiu dos próprios varejistas, que sentiram necessidade de criar uma ocasião para movimentar o mercado no início do ano. "A primeira data relevante para o comércio virtual é o Dia das Mães, que só acontece em maio".

Borer acrescenta que os descontos oferecidos variam conforme o segmento e a loja. "Um iPhone 5s com 8% de desconto é um ótimo negócio, pois o preço desse telefone varia muito pouco. Já no ramo de casa e decoração, o desconto, para ser atrativo, precisa passar de 40%". A estimativa de descontos de até 60% foi elaborada com base nas ofertas feitas no ano passado. Deve haver grande volume de produtos em exposição nas áreas de eletrodomésticos e eletrônicos, mas a promoção será variada, englobando itens de diversos gênero.

Promoções sazonais como esta, segundo Borer, buscam modificar o cronograma de comprar do consumidor, fazendo com que, diante da possibilidade de receber desconto, ele antecipe a aquisição de um bem que já pretendia obter. A expectativa é de que a data cresça e se consolide, a exemplo do que tem ocorrido com a Black Friday, realizada em novembro.

Nesta semana, o Buscapé começará a divulgar a promoção, que vai durar 24 horas, com início à zero hora do dia 18 de março.

Dia do Consumidor

A promoção tem como gancho a data de 15 de março, três dias antes, que é reconhecida pela ONU como Dia Mundial do Consumidor e se volta para a valorização dos direitos dos compradores.

A Black Friday, realizada há quatro anos no Brasil, foi responsável por cerca de 20% das vendas do e-commerce brasileiro no ano passado. O evento gerou R$ 1,16 bilhão em faturamento – cerca de 300% a mais que o previsto para esta edição do Dia do Consumidor Brasil.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais