Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE

estadual

Tiago Nunes revela papel de Diniz como “auxiliar” do Atlético no Paranaense

  • Gustavo Ribeiro Especial para a Gazeta do Povo
Fernando Diniz após o Atletiba  no Couto: visão privilegiada do jogo. | Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
Fernando Diniz após o Atletiba no Couto: visão privilegiada do jogo. Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O técnico dos aspirantes do Atlético, Tiago Nunes, revelou após a vitória sobre o Cascavel por 1 a 0, no sábado (10), que o treinador da equipe principal, Fernando Diniz, tem ajudado muito a equipe B do Furacão, sendo até às vezes uma espécie de auxiliar no Paranaense.

“Ele está sempre à disposição, muitas vezes numa condição de auxiliar, por incrível que pareça. No jogo contra o Coritiba, ele me mandou no intervalo algumas informações do que ele via lá de cima [nas arquibancadas]”, disse à rádio Transamérica.

>> TABELA PARANAENSE 2018: confira a classificação e os próximos jogos

Nunes apontou essa presença constante de Diniz como algo positivo. Segundo ele, esse contato mais próximo tem refletido nos resultados em campo. O Furacão se classificou antecipadamente para a semifinal da Taça Dionísio Filho, após a vitória de sábado.

“O Diniz merece uma menção especial. Ele tem sido muito parceiro, presente no vestiário e solícito. Esse trabalho em conjunto tem nos dado oportunidade de colocar atletas mais novos no time”, prosseguiu.

Para a próxima partida, na quarta-feira (14), contra o Foz do Iguaçu, na Arena da Baixada, o treinador dos aspirantes disse que vai ouvir Diniz para definir a melhor estratégia. Inclusive em relação aos jogadores que terá à disposição. No jogo contra o Cascavel, por exemplo, Nunes não pôde contar com o zagueiro Zé Ivaldo e o volante Bruno Guimarães, que foram chamados para a equipe principal.

A proximidade pode ficar ainda mais nítida nos próximos confrontos, especialmente no aspecto tático. A ideia no Furacão é que a forma de jogo aplicada por Diniz seja replicada no time alternativo.

“Primeiro de tudo temos que aprender a defender melhor como o Diniz joga. É um modo de jogo muito bom, interessante, com manobras ofensivas diferentes das que estamos acostumados. Mas antes temos que dominar os conteúdos para passar aos atletas”, destacou.

VEJA TAMBÉM:

>> COPA DO BRASIL: confira o chaveamento completo do torneio

>> BRASILEIRÃO 2018: veja a tabela completa da Série A

>> SÉRIE B: confira a tabela completa da Segundona

>> LIBERTADORES: veja como ficaram os grupos e os duelos da fase preliminar

>> COPA SUL-AMERICANA: veja todos os confrontos do mata-mata continental

>> MERCADO DA BOLA: acompanhe o vai e vem de atletas nos principais clubes brasileiros

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE