PUBLICIDADE

Tiago Recchia » Ver mais COLUNISTAS

Tiago Recchia

Colheita

Mal havíamos aprendido a escrever o nome de Drubscky – já escrevo sem conferir, veja só – e ele não é mais técnico do Atlético. Fingiu ser o professor dos confusos alunos do time rubro-negro e acabou não sendo. Os tuxauas cajuenses deram um drible desconcertante na imprensa esportiva e, sobretudo, nos torcedores atleticanos quando, do nada, vieram com Jorginho para substituir Drubscky. Drubscky disse que não sabia de Jorginho e Jorginho disse que não sabia de Drubscky. No entanto são, conforme alardearam depois, amicíssimos de longa data.

Foi uma punhalada nas costas que não doeu nadinha. Ao contrário, segundo reação de Drubscky, nem cócegas deve ter feito. Menos mal. É necessário união e paz pelas bandas do CT do Caju. Drubscky agora vai auxiliar Jorginho e não despreza nem a singela tarefa de distribuir coletes de treino aos atletas. E opinar, talvez. Com apenas dois jogos – um empate e uma derrota –, Drubscky não havia tido tempo de passar lições de seu livro O Universo Tático do Futebol aos jogadores, o que pode fazer ainda, já que se mantém vestido com agasalho rubro-negro à beira dos campos de treino do CT e ao pé do ouvido de Jorginho.

A pressão para bom resultado hoje à tarde em Paranaguá, contra o Bragantino, está em fogo alto. Se fosse temporada, daria para cozinhar algumas boas dúzias de caranguejo – ou tainha, que está em plena estação. Taí um bom motivo adicional para os fãs do Furacão descerem ao Litoral: almoçar algumas curumãs e assistir ao jogo com, pelo menos, o estômago alegrete.

Definitivamente este não será um ano fácil pro Atlético. Ter de recolocar o time ao seu posto na elite e reconstruir a Baixada com todo este barulho em torno será uma tarefa do tipo pendurar cortina – já pendurou cortina? Fiz isto nesta semana. Estou com os dois braços com tipoia.

O Paraná Clube está com mais pinta de acessar. Sua conexão com a realidade é ótima e tem feito downloads com alta performance.

* * * * *

Entre o jogo que classificou o Coxa à final da Copa do Brasil e o primeiro da decisão, contra o Palmeiras, na próxima quinta-feira, um longo e chuvoso inverno terá se passado – duas semanas, para ser exato. Antes programado para as 21 h, o confronto em Barueri foi transferido para 21h50. Elementar, meu caro. A Globo decidiu, excepcionalmente, transmitir a peleja.

E o que significa isso? Que vamos dormir mais tarde e acordar com sono e Coxa e Palmeiras irão faturar ainda mais com patrocínios. É um excelente momento de colheita no Alto da Glória.

* * * * *

Gostava de ouvir Vinícius Coelho falar “lamentavelmente”. Achava engraçado. E lamentavelmente morreu estupidamente e abandonado pela imprensa para a qual tanto trabalhou.

PUBLICIDADE
    • SELECIONADO PELO EDITOR
    • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
    • QUEM MAIS COMENTOU
    Assine a Gazeta do Povo
    • A Cobertura Mais Completa
      Gazeta do Povo

      A Cobertura Mais Completa

      Assine o plano completo da Gazeta do Povo e receba as edições impressas todos os dias da semana + acesso ilimitado no celular, computador e tablet. Tenha a cobertura mais completa do Paraná com a opinião e credibilidade dos melhores colunistas!

      Tudo isso por apenas

      12x de
      R$49,90

      Assine agora!
    • Experimente o Digital de Graça
      Gazeta do Povo

      Experimente o Digital de Graça!

      Assine agora o plano digital e tenha acesso ilimitado da Gazeta do Povo no aplicativo tablet, celular e computador. E mais: o primeiro mês é gratuito sem qualquer compromisso de continuidade!

      Após o período teste,
      você paga apenas

      R$29,90
      por mês!

      Quero Experimentar
    VOLTAR AO TOPO