Curitiba

Fechar
PUBLICIDADE

Planejamento

Definição sobre feriado em jogos da Copa na capital fica para dezembro

Vereadores vão esperar sorteio das chaves do Mundial da Fifa para retomar o assunto. Decisão final depende da vinda de seleções tradicionais

 |
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Motivo de polêmica entre os comerciantes, a proposta de se decretar feriado nos dias de jogos da Copa do Mundo de 2014 em Curitiba será analisada somente em dezembro. A Comissão Especial da Copa da Câmara Municipal decidiu deixar as discussões de molho até que ocorra o sorteio final dos grupos do torneio, no dia 6 de dezembro, na Costa do Sauípe (BA). Após a distribuição das seleções, será possível saber quais equipes passarão pela Arena da Baixada nos quatro dias de jogos.

INFOGRÁFICO: Confira como fica o calendário de jogos em Curitiba

Para o presidente da comissão, o vereador Paulo Rink (PPS), a definição das chaves é essencial para analisar a real necessidade de fechamento do comércio e formatar o projeto que será levado à discussão na Câmara. O feriado é defendido pelas secretaria municipais de Trânsito (Setran) e da Copa (Secopa) como alternativa para minimizar os problemas de trânsito nos dias de jogos.

"A preocupação é a restrição [de pessoas e veículos] em torno da Arena. Se vierem para cá seleções de menor expressão, acho que conseguimos englobar o jogo no dia a dia da cidade. Mas, se forem seleções de grande porte ou de países vizinhos, haverá um fluxo maior de pessoas e teremos que tomar as medidas necessárias", explica Rink.

Até o momento, não é possível cravar quais equipes disputarão as partidas em Curitiba. Sabe-se apenas que um dos jogos, no dia 23 de junho (uma segunda-feira), contará com uma seleção cabeça de chave (do grupo B) e, portanto, de "maior expressão". Nas Copas de 2010 e 2006, essa posição foi ocupada pelas equipes da Argentina e da Inglaterra, por exemplo.

Seleção brasileira

No mesmo dia, porém, será realizada uma partida da seleção brasileira com forte possibilidade de haver feriado nacional – o que tornará a discussão local irrelevante. Para as outras três datas, a Câmara estuda alternativas diversas, como decretar feriado somente para partidas específicas ou implantar um feriado "setorizado", com o fechamento do comércio restrito aos bairros ao redor da Arena – medida que foi implantada recentemente no Rio de Janeiro, durante a Copa das Confederações em junho deste ano.

A Setran e a Secopa não se pronunciam oficialmente a respeito. Afirmam somente que aguardarão o posicionamento dos vereadores. Apesar de a Setran garantir que trabalha com as duas possibilidades (de haver feriado ou não), o adiamento coloca mais pressão sobre o planejamento logístico do evento.

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais