Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

automobilismo

Williams apresenta carro oficialmente e também utilizará ‘barbatanas’ na F-1

Equipe também vai aderir às “barbatana de tubarão”, um apêndice aerodinâmico que já foi confirmado por Sauber, Renault, Force India e McLaren para a temporada

  • Estadão Conteúdo
 | HO/AFP
HO/AFP
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A Williams apresentou oficialmente na manhã deste sábado seu novo carro para a temporada 2017 da Fórmula 1. O FW 40, nome escolhido em alusão aos 40 anos da equipe na categoria, teve suas primeiras fotos divulgadas e mostrou algumas inovações em relação ao modelo utilizado no ano passado.

O novo carro da Williams também teve alterações em relação ao apresentado na semana passada. Na ocasião, a equipe divulgou imagens feitas por computador projetando como seria o modelo para essa temporada.

Ao contrário do que foi divulgado naquele momento, a Williams também vai aderir às “barbatana de tubarão”, um apêndice aerodinâmico que já foi confirmado por Sauber, Renault, Force India e McLaren para a temporada. A única equipe a apresentar um carro sem a novidade foi a Mercedes, que já admitiu que também a testará nesta pré-temporada.

A apresentação do carro da Williams ocorre somente dois dias antes dos primeiros testes desta pré-temporada, em Barcelona. Com isso, restam somente três equipes que ainda não divulgaram quais serão seus modelos para 2017: Haas, Red Bull e Toro Rosso.

O novo regulamento técnico para 2017 trouxe mudanças com o objetivo de, entre outras coisas, deixar os carros com maior aerodinâmica e aderência na pista. Para isso, as asas e pneus traseiros serão mais largos, esses remetendo a um dos períodos do passado de glória da categoria. Fornecedora única de compostos da F-1, a Pirelli calcula que os novos pneus irão colaborar para que os tempos de volta sejam de três a cinco segundos mais rápidos do que os anteriores em todos os circuitos do calendário.

Ao mesmo tempo, a expectativa também é de que os carros se tornem mais difíceis de guiar nesta temporada na qual a Williams voltará a contar com Felipe Massa – depois de o brasileiro ter adiado a sua aposentadoria na Fórmula 1, anunciada no ano passado. O piloto acabou aceitando postergar o fim de sua trajetória na elite da velocidade após o finlandês Valtteri Bottas ser contratado pela Mercedes para substituir o campeão Nico Rosberg, que surpreendeu ao confirmar sua aposentadoria pouco depois de conquistar o título em 2016.

Massa fará dupla titular de pilotos com o jovem estreante canadense Lance Stroll, de apenas 18 anos. Com a mescla entre a juventude de Stroll e a experiência do brasileiro, que completará 36 anos em abril, a Williams espera reagir no cenário das principais forças da Fórmula 1 após ter terminado o último Mundial de Construtores em quinto lugar, depois de conquistar o terceiro posto dessa disputa em 2015.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE