Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Atlético PR

Fechar
PUBLICIDADE

vitória no Paranaense

Pivetti ressalta retorno de Cleberson no Atlético e parceria com Autuori

O defensor, que entrou aos 32 minutos do segundo tempo, se recuperou de uma ruptura no ligamento posterior do joelho esquerdo e voltou a atuar após quase 300 dias parado

 | Jonathan Campos/Gazeta do Povo
Jonathan Campos/Gazeta do Povo
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

A goleada do Atlético por 4 a 0 sobre o Cascavel neste sábado (18), na Arena, foi menos importante do que a volta do zagueiro Cleberson. Pelo menos esse é o pensamento de Bruno Pivetti, auxiliar técnico de Paulo Autuori e que vem comandando o Furacão no Paranaense.

TABELA: Veja como está a classificação do Paranaense 2017

LANCE A LANCE: Veja como foi Atlético x Cascavel

“Pra mim, mais importante que a vitória foi o retorno do Cleberson. A gente sabe de tudo que ele passou e retornar é sempre uma alegria de todos. Ficamos contentes e emocionados com a volta dele”, ressaltou Pivetti.

O defensor, que entrou aos 32 minutos do segundo tempo, se recuperou de uma ruptura no ligamento posterior do joelho esquerdo e voltou a atuar após quase 300 dias parado. “No Beira Rio, o juiz não deu a falta que machucou ele e que deu origem ao gol da vitória do Inter naquela partida. Então foi muito importante não só para ele, mas para dar força para o grupo como um todo”, relembrou Pivetti.

Sintonia

Além de ressaltar o retorno de Cleberson na vitória sobre a Serpente, Pivetti também falou sobre a possibilidade colaborar no trabalho desenvolvido por Paulo Autuori. Ele afirmou que o trabalho de treinador e auxiliar vem sendo feito em conjunto e os próprios jogadores revelarem que os dois treinadores do Furacão têm a mesma ideia de jogo.

Com essa sintonia, o chamado ‘segundo treinador’ do Atlético revelou que pretende chegar a ser o técnico principal da equipe, mas que respeita a hierarquia atual do clube e é agradecido pela oportunidade que está tendo com Autuori. “É um privilégio conviver com o Paulo, para mim ele é o melhor treinador do mundo. Tudo o que ele faz pelo clube e por mim é único. Espero, um dia, oferecer o que ele ofereceu pra mim para outra pessoa”, afirmou.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais