Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

story
Enkontra.com
PUBLICIDADE

brasileiro

Alecsandro recebe a 85 e quer Coxa na Libertadores: “sou alucinado por títulos”

Alecsandro vai vestir a camisa 85 no Coritiba. | Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
Alecsandro vai vestir a camisa 85 no Coritiba. Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Apresentado oficialmente nesta sexta-feira (12), o atacante Alecsandro reforçou o discurso no Coritiba de que o objetivo é brigar por uma vaga na Libertadores neste Brasileirão. O atleta assinou contrato definitivo até dezembro de 2018.

TABELA: confira os jogos da Série A do Brasileiro

“Antes de ver o contrato, a primeira coisa que eu perguntei para o Alex Brasil [diretor de futebol] foi o que nós iríamos ganhar e o que nós iríamos disputar. E eu fiquei muito satisfeito com o que me foi apresentado. Eu sou alucinado por títulos. E a nossa expectativa é lutar pela Libertadores e pontuar bem no Brasileirão. Quanto mais pontos, mais próximo do título estaremos”, promete Alecsandro.

Filho do ídolo e ex-atacante Lela, campeão brasileiro pelo Coxa em 1985, o centroavante de 36 anos irá vestir a camisa 85. “O Lela só existe um. Eu sou o ‘Alecgol’ e sei do peso que é jogar aqui. Quando eu era criança, os meus primeiros chutes foram no Couto Pereira”, relembra. “O meu pai era melhor jogador, mas eu sabia fazer mais gols. Na lista fica meu pai, meu irmão [Richarlyson] e eu. Mas eu é quem faço a alegria do futebol”, brinca Alecsandro.

LEIA TAMBÉM:Onde está seu time no ranking histórico dos pontos corridos? Veja a lista

O jogador também explicou sobre o gol polêmico que ele marcou na final da Copa do Brasil 2011, quando defendia o Vasco contra o Coritiba, em que comemorou fazendo a tradicional careta – o gesto era feito por Lela e sempre foi repetido pelo filho. “O meu pai brigou muito comigo naquele dia por eu ter feito a careta. Mas agora a careta vai vir para o bem e eu garanto que a torcida coxa-branca vai se esquecer desse episódio”, conta.

Alecsandro é o terceiro maior goleador do Brasileirão da era dos pontos corridos com 100 gols. Ele está atrás apenas de Paulo Baier (106) e Fred (127). “Eu estou em busca dessa marca, mas antes vem as vitórias do grupo”, explica.

No seu currículo, o atleta coleciona passagens por Vitória, Ponte Preta, Cruzeiro, Sporting-POR, Al Wahda-EAU, Internacional, Vasco, Atlético-MG, Flamengo e Palmeiras. Seus principais títulos foram do Brasileirão, Libertadores (duas vezes), Recopa Sul-Americana, além de sete estaduais.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE