Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

série b

Após recorde da Arena, torcida do Paraná busca fazer história na Vila Capanema

Objetivo da torcida do Tricolor é quebrar o recorde de público do Durival Britto, registrado em 2007

  • Gazeta do Povo
 | Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Depois de quebrar o recorde de público da Arena da Baixada, o Paraná deve confirmar nesta sexta-feira (13), às 20h30, contra o Criciúma, mais um número expressivo da sua torcida.

Desde 2007, quando perdeu a final do Paranaense contra o Paranavaí, a Vila Capanema não recebe um público na casa de 17 mil pessoas – capacidade máxima segura para o estádio tricolor.

A marca dificilmente vai ser alcançada, pois é justamente a carga total de ingressos para o duelo contra os catarinenses, dependendo da venda de 2.200 bilhetes de visitantes, algo improvável. Mas o jogo em meio ao feriadão pode ser o maior de tricolores na sua casa em uma década.

Fogueira? Goleiro novato do Paraná se diz pronto e maduro para chance em hora decisiva

Em maio de 2007, um total 17.214 pagantes viram o time perder o Estadual de forma traumática para o pequeno ACP . Com a nova configuração do estádio, reaberto em setembro de 2006, com a ampliação da curva de fundos e os camarotes, eis a maior marca já alcançada na praça esportiva.

Depois disso, outros grandes jogos estimularam a presença de torcedores, mas na casa de 15 mil pagantes, beirando 16 mil.

No ano seguinte, por exemplo, já pela Série B, o Tricolor teve 15.563 pagantes (16.016 total) para o duelo contra o Corinthians. No ano passado, em jogo com promoção de ingresso, diante do CRB, botou 14.305 (14.986 total).

Até mesmo o Atlético, na final da Copa do Brasil de 2013 contra o Flamengo, tem uma das marcas top da Vila, com 15.494 pagantes (16.936 total).

Os jogadores ficam entusiasmados com a resposta dos fãs. “Já compraram todos os ingressos e isso é importante. O torcedor nos empurra à vitória. Foi assim contra o Inter e Londrina”, conta o zagueiro Eduardo Brock.

“ Depois de 10 jogos queremos comemorar com esse mar de torcedores e que conseguimos tirar de casa e nos apoiar. Essa torcida é fantástica é uma grandeza que não tem como explicar.”

Colaborou: James Skroch, pesquisador da história do Paraná Clube

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

  1.  |

    série B

    Matemática da Série B filtra briga ‘por última vaga’ no Brasileirão 2018

  2.  | Marcelo Andrade/Gazeta do Povo

    brasileirão

    Contra o Vasco, Coritiba busca vitória para deixar a zona de rebaixamento

  3. Lance do confronto no Couto Pereira. Empate no tempo regulamentar e vitória dos mineiros nos pênaltis,. | Marcelo Andrade/gazeta do Povo

    categorias de base

    Coritiba perde para o Cruzeiro e é vice-campeão do Brasileiro sub-20

PUBLICIDADE