Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

PATRIMÔNIO

Paraná se articula nos bastidores para ter a posse definitiva da Vila Capanema

  • Julio Filho
Vila Capanema: batalha na Justiça se arrasta há 45 anos | Jonathan Campos/Gazeta do Povo
Vila Capanema: batalha na Justiça se arrasta há 45 anos Jonathan Campos/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O Paraná segue se articulando politicamente em Brasília para ter a posse definitiva da Vila Capanema. Na última quinta-feira (5), o presidente paranista Leonardo Oliveira esteve reunido na capital federal com o ministro do Esporte, Leonardo Picciani, para tratar do tema.

Também estiveram presentes o superintendente geral do Tricolor, Oliveiros Machado, o vice-jurídico do clube, Luiz Berleze, além do deputado federal João Arruda (PMDB-PR).

TABELA: Veja como está a classificação da Série B

Buscando um acordo político para ficar com a propriedade, o Paraná vem mantendo reuniões com a Secretaria de Patrimônio da União (SPU), a Advocacia Geral da União (AGU), além do próprio Ministério do Esporte.

Principal aposta do Tricolor, entretanto, a oferta de outra propriedade do clube em troca da Vila inicialmente não foi bem recebida pela União, que, por outro lado, segue aberta a outros tipos de acordo.

Mesmo assim, o Tricolor segue com esperanças em uma solução via permuta. Isto porque esta saída pode ainda ser vista com bons olhos pelo próprio Ministério do Esporte, assim como pela prefeitura de Curitiba e governo do Estado, que acompanham o desenrolar do caso.

Se o caminho for de fato uma troca de propriedades entre clube e União, a prefeitura e o governo terão de demonstrar interesse neste outro imóvel que o Paraná oferece como permuta para que o acordo avance.

Ainda no ano passado, o clube ofereceu à União partes das sedes da Kennedy e Boqueirão para ficar com a Capanema. Segundo os envolvidos, “existe boa vontade” das partes para se chegar a uma conciliação que ponha fim ao longo processo jurídico relativo à propriedade que se arrasta há 45 anos .

Em março do ano passado, o Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4) confirmou que o Paraná perdeu para a União o processo de posse da Vila. No entanto, o clube pode ainda entrar com recurso especial no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e, por fim, apelar a um recurso extraordinário no Supremo Tribunal Federal (STF).

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE