PUBLICIDADE
Estrada

Acidente de ônibus na Guatemala mata 43 e fere outros 40

Ônibus caiu por 75 metros de altura em um barranco

Pelo menos 43 pessoas morreram nesta segunda-feira e outras 40 ficaram feridas em um acidente com um ônibus superlotado de passageiros, a maioria indígenas, em uma estrada no oeste da Guatemala, confirmaram autoridades.

O porta-voz dos Bombeiros, Cecílio Chacaj, disse à Agência Efe por telefone que 40 passageiros morreram no local do acidente e outros três nos hospitais para onde as vítimas estão sendo levadas.

O Ministério Público (MP) identifica os corpos em um necrotério provisório instalado no local do acidente para liberá-los para familiares.

O ônibus da empresa Transportes San Martineca saiu cedo de San Martín Jilotepeque com destino à capital do estado de Chimaltenango e depois seguiria viagem para a capital guatemalteca.

Segundo Chacaj, o acidente aconteceu quando o ônibus perdeu o controle e caiu por 75 metros de altura em um barranco. A maioria das vítimas é indígena, e levava seus produtos hortifrutigranjeiros para os mercados das cidades.

Alguns dos passageiros, que vestiam trajes típicos, foram jogados para fora do ônibus durante a queda, sobre o rio Pixcayá.

Sergio Vásquez, dos Bombeiros Voluntários, explicou a rádios locais que alguns passageiros tiveram fraturas expostas e traumatismos. Várias das vítimas fatais ficaram presas entre as ferragens.

As causas do acidente ainda não desconhecidas, mas as autoridades suspeitam de falha nos freios e excesso de velocidade.

O ministro de Comunicações, Alejandro Sinibaldi, garantiu que a empresa dona da frota está regularizada e tem seguro contra acidentes. "É uma tragédia a que estamos vivendo, é triste a situação", sustentou.

De acordo com o Ministério de Comunicações, diariamente na Guatemala são registrados cerca de 80 acidentes de trânsito em estradas e áreas urbanas do país, causados principalmente devido ao consumo de álcool, à imprudência e ao excesso de velocidade.

Entre 2009 e julho de 2013, segundo as estatísticas do Ministério de Interior, 4.100 pessoas morreram e 23 mil ficaram feridas em acidentes rodoviários no país do centro americano.

A maioria desses acidentes acontece com ônibus de passageiros, 20% por causa de motoristas embriagados e 20% por causa de problemas mecânicos, de acordo com o Departamento de Trânsito da Polícia Nacional Civil (PNC).

PUBLICIDADE
    • SELECIONADO PELO EDITOR
    • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
    • QUEM MAIS COMENTOU
    Assine a Gazeta do Povo
    • A Cobertura Mais Completa
      Gazeta do Povo

      A Cobertura Mais Completa

      Assine o plano completo da Gazeta do Povo e receba as edições impressas todos os dias da semana + acesso ilimitado no celular, computador e tablet. Tenha a cobertura mais completa do Paraná com a opinião e credibilidade dos melhores colunistas!

      Tudo isso por apenas

      12x de
      R$49,90

      Assine agora!
    • Experimente o Digital de Graça
      Gazeta do Povo

      Experimente o Digital de Graça!

      Assine agora o plano digital e tenha acesso ilimitado da Gazeta do Povo no aplicativo tablet, celular e computador. E mais: o primeiro mês é gratuito sem qualquer compromisso de continuidade!

      Após o período teste,
      você paga apenas

      R$29,90
      por mês!

      Quero Experimentar
    VOLTAR AO TOPO