Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

ilhas Seychelles

Navio da Costa Cruzeiros fica à deriva após incêndio

A guarda costeira disse em comunicado que entrou em contato com as autoridades locais nas Seychelles e informou que o acidente aconteceu a cerca de 200 milhas náuticas do arquipélago, localizado no oceano Índico

  • Atualizado em às
Foto de arquivo do navio Costa Allegra |
Foto de arquivo do navio Costa Allegra
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Um navio da empresa Costa Cruzeiros, com mais de mil pessoas a bordo, incluindo dois brasileiros, encontra-se à deriva no Oceano Índico após ter sofrido um incêndio quando seguia de Madagascar às Ilhas Seychelles, informou nesta segunda-feira a companhia em um comunicado.

O comandante do "Costa Allegra", com 627 passageiros e 413 tripulantes, garantiu que todas as pessoas a bordo "se encontram bem" e pediu às autoridades das Seychelles que dirijam as operações de socorro.

Entre os 627 passageiros há dois brasileiros, um uruguaio, 15 espanhóis, 135 italianos, 127 franceses e 97 austríacos, revelou a Costa Cruzeiros, que também é proprietária do "Costa Concordia", que naufragou no dia 13 de janeiro em frente à ilha italiana de Giglio, causando a morte de 32 pessoas.

"O incêndio na casa de máquinas do 'Costa Allegra' já foi extinto", disse a empresa, destacando que vários navios mercantes que navegavam pela região se encarregaram das primeiras operações de socorro.

Os passageiros foram informados da situação e agrupados nos pontos de reunião para os casos de emergência. A Guarda Costeira italiana também acompanha a situação e informou que o navio tem meios para se comunicar, mas "não conta com força de propulsão".

Uma equipe de 14 especialistas partirá nesta segunda-feira de Gênova, no norte da Itália, em um voo especial para dar assistência técnica e coordenar as operações de resgate, informou um porta-voz da Costa Cruzeiros.

Os enviados deverão analisar os danos e decidir se o navio será rebocado, como e para onde.

"Um incêndio começou na casa de máquinas, os bombeiros conseguiram apagá-lo mas os geradores de eletricidade foram danificados", explicou o comandante Giorgio Moretti por telefone.

Segundo Moretti, diretor de operações marítimas da Costa Cruzeiro, o navio utiliza atualmente baterias de emergência para as operações estritamente necessárias.

As hélices, o ar refrigerado e a cozinha estão paralisados.

O "Costa Allegra", com 188 metros de comprimento, zarpou no sábado de Madagascar para as Ilhas Seychelles. O comandante Moretti garantiu que "a situação é tranquila" e que um helicóptero levará na manhã de terça-feira alimentos frescos para o navio.

Nove militares italianos, especializados no combate à pirataria, estão a bordo do "Costa Allegra" para evitar eventuais ataques e o navio não corre o risco de encalhar, garantiu Moretti.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Mundo

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais