Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

bom dia

Brasil segue em suspense. MBL quer impedir a posse de suplente

E mais: nova peça no xadrez de 2018, um exemplo de juiz e uma história inspiradora para começar seu dia

  • Renan Barbosa
 |
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Bom dia!

Está virando novela. A deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) e o governo sofreram uma nova derrota no TRF-2, que negou outro recurso contra a suspensão da posse no Ministério do Trabalho.

O presidente Michel Temer, que ontem estava pensando em recorrer ao STF, ficou receoso que Cármen Lúcia confirmasse as decisões e sepultasse de vez a nomeação da pleiteante ao cargo.

Agora, parece que sobrou só o STF mesmo - ou que o PTB desista do nome de Brasil. Temer não quer se indispor com os aliados.

Vai que

O Movimento Brasil Livre (MBL), que estava sumido, resolveu aproveitar a preocupação da Justiça do Rio de Janeiro com o princípio da moralidade, do artigo 37 da Constituição, e agora quer impedir a posse do suplente de Cristiane Brasil, Nelson Nahim (PSD-RJ), que é condenado, em primeira instância, a 12 anos de prisão por estupro de vulneráveis. Nahim só assume se Cristiane assumir. Se a Justiça deixar. 

Em busca do centro

Pressionado, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), resolveu assumir o figurino de presidenciável. Vai viajar para os Estados Unidos, ajustar discurso, já negocia com partidos da base de Temer e quer até PSDB e MDB como aliados.

Lula lá

Parlamentares petistas vão se reunir com o presidente do TRF-4 para discutir medidas de segurança no julgamento do ex-presidente Lula. O PT, que ainda não sabe quantos militantes vai mandar para Porto Alegre e quantos vão para a Avenida Paulista, quer evitar confrontos.

Aconselhado por aliados, o ex-presidente mudou de ideia sobre a ida à cidade e deve acompanhar seu julgamento, no próximo dia 24, de São Paulo.

E Lula vai encontrar um Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mais rígido no caso de um eventual recurso para poder concorrer às eleições de outubro próximo. O PT trabalha com a hipótese de registrar a candidatura, mesmo com a confirmação da condenação pela segunda instância.

Cartola

Evandro Éboli explica quem é Luciano Bivar, o dono do partido pelo qual Bolsonaro vai (será?) disputar as eleições em 2018.

Tapetão

Kelli Kadanus destrincha a representação que o PT protocolou no TSE contra a Rede Globo e o apresentador Luciano Huck. O partido acusa abuso de poder econômico e dos meios de comunicação, com o objetivo de beneficiar Luciano Huck. Fala também em “demonização da política”.

A Globo nega. Em nota oficial, a emissora disse que cumpre a legislação eleitoral, tem política interna rigorosa e não apoia qualquer candidato nas eleições de 2018.

Eu? Não! Huck usou o Facebook para dizer (de novo): “não sou candidato a nada”. Ele também avalia que a política brasileira é terra arrasada. Deve estar tentando demonizá-la, vai saber.

Inédito

A inflação fechou 2017 em 2,95% – abaixo do piso da meta. Desde que o sistema de metas de inflação foi adotado pelo Brasil em 1999, é a primeira vez que isso acontece. O presidente do Banco Central teve de se explicar para o ministro da Fazenda: o choque dos alimentos representou 83,9% do desvio do IPCA.

Nosso Editorial analisa a questão e explica que inflação baixa não é um problema e beneficia especialmente os mais pobres:

Que o IPCA tenha ficado abaixo do piso da meta em 2017 não deveria ser visto como fracasso – o que o país deseja é que tenham ficado definitivamente para trás os tempos em que o BC tinha se contentado em transformar o teto da meta no objetivo a atingir, em vez de buscar o centro da meta; esse tipo de tolerância levou ao descalabro na gestão Dilma e influenciou decisões como o represamento artificial de preços de combustíveis praticados pela Petrobras, para que a inflação não subisse ainda mais em ano eleitoral.

Até tu

Bárbara Lobato analisa o caso, que já se arrasta há sete anos, de empréstimos fraudulentos feitos por magistrados federais. É o “mensalão da toga”. 

Exemplo

Nem tudo é má notícia. Sérgio Luis de Deus conta a história do juiz Carlos Roberto Gomes de Oliveira Paula, que no ano passado renunciou às vantagens e penduricalhos que ultrapassassem o teto constitucional. Agora, pediu ao TJ-MA um desconto de 4% do seu subsídio, todo mês, para efeito de devolução dos benefícios antes recebidos. Com a palavra, o meretíssimo:

O fato do subsídio dos magistrados não ter sido reajustado ou revisado anualmente, como disciplina o art. 37, inciso X, da CF, não justifica legal e eticamente a compensação de perdas com a concessão dos auxílios recebidos

Órfãos

Rogério Galindo vê uma “horrível morte da nova direita”. Não do sentimento popular, mas de seus movimentos organizados e de seus cardeais

Promissor

O Brasil sofre uma crise de identidade em uma de suas paixões nacionais: a cerveja. Mas esquisadores identificaram linhagens de leveduras brasileiras que abrem diversas possibilidades no mercado cervejeiro.

Alerta

O novo relatório da Federação Internacional de Jornalistas revela que ao menos 81 repórteres foram mortos no exércio da profissão em 2017. O campeão é o México, com 13 mortos, ganhando até de áreas de conflito.

O assassinato de jornalistas, além do crime bárbaro de eliminar um ser humano, é o mais grave dos atentados à liberdade de expressão.

Sem neuras

Cem mulheres, entre as quais a atriz Catherine Deneuve, publicaram uma carta aberta na França criticando o movimento que está ganhando força a partir dos escândalos de assédio contra mulheres, que não deveria ser confundido com cantadas ou mera importunação.

Madeleine Lacsko, do blog A Protagonista, entra no debate que está mobilizando o mundo:

A rivalidade entre homens e mulheres não vai acabar com o assédio. A cultura do medo muito menos. O que vai acabar com o assédio é a união das pessoas que têm princípios, o acolhimento, a atenção maior aos nossos jovens, mais diálogo e mais franqueza dentro das famílias.

Legado de Obama

Nos Estados Unidos, um juiz federal bloqueou temporariamente a decisão do presidente Donald Trump de acabar com um programa que impede a deportação de jovens imigrantes. Mais um capítulo das disputas judiciais sobre o tema.

Mundo novo

A Kodak corre atrás do prejuízo e anunciou um minerador de bitcoins e uma moeda digital própria. As ações dispararam.

E o salário, ó

Katia Brembatti conta como é ser professor em São Pedro do Paraná, o menor salário do estado. A reportagem é parte do Especial da Gazeta do Povo que reuniu informações sobre o piso salarial de todas as cidades do Paraná.

Atestado

E nenhum dos trinta deputados paranaenses foi a todas as sessões deliberativas da Câmara no ano de 2017. Só sete justificaram todas as vezes que tiveram de faltar. 

Preocupante

Ano passado, 53 toneladas de drogas foram encontradas por policiais em rodovias federais que cortam o Paraná – 26% a mais que em 2016. Cresceu também a apreensão de armas e munições.

Bom exemplo

 O prefeito de São José dos Pinhais sancionou uma lei aprovada no ano passado que determina a redução de 10% no próprio salário, do secretariado e dos ocupantes de cargos em comissão e função gratificada do município. A economia prevista é de R$ 4,5 milhões.

Inspiração

Fernando Rudnick conta a incrível história de superação de um curitibano com paralisia cerebral que hoje é faixa-azul no jiu-jítsu. Ele também já se formou em teologia e escreveu um livro. E vem mais por aí.

Quer história melhor para começar seu dia?

Uma ótima quinta-feira a todos!

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Opinião

PUBLICIDADE