Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

pesquisa

E se Lula ficar de fora? Eleitor do petista prefere Marina Silva para 2018

Ex-presidente pode ser impedido de concorrer ao Planalto por causa de problemas com a Justiça. Ele já foi condenado no processo do tríplex e corre risco de virar “ficha suja”

  • Kelli Kadanus
 | Jonathan Campos/Gazeta do Povo
Jonathan Campos/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Em um cenário para as eleições de 2018 sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa, quem leva a maioria dos votos que seriam do petista é a ex-senadora Marina Silva (Rede), segundo a mais recente sondagem do Instituto Paraná Pesquisas (veja os resultados).

Lula pode ficar impedido de concorrer por causa de problemas com a Justiça. Ele já foi condenado pelo juiz federal Sergio Moro a 9 anos e meio de prisão e, se tiver a condenação confirmada em segunda instância pelo Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), vai ficar inelegível com base na Lei da Ficha Limpa.

Nesse caso, 21,5% dos eleitores de Lula prefeririam Marina. O ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), leva 11,4% dos votos do ex-presidente, enquanto o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), que substituiria Lula na sondagem, levaria apenas 10,3% dos votos de Lula. O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), conseguiria abocanhar 7,5% dos eleitores petistas caso Lula não concorresse.

Cerca de 30% dos eleitores de Lula disseram não votar em nenhum dos outros candidatos. Outros 4,3% disseram não saber em quem votar caso o petista não pudesse concorrer.

Cenário 2

Em um cenário sem Lula e sem Doria, e com o governador de São Paulo Geraldo Alckmin como candidato tucano, pouco muda na distribuição dos votos que seriam do ex-presidente. Nesse cenário, Haddad teria 12,5% dos votos de Lula e Alckmin 4,4%.

Quadro geral

No quadro geral, Lula ainda é líder absoluto nas intenções de voto. Ele tem cerca de 26% das intenções de voto, em cenários com Doria ou Alckmin disputando a Presidência pelo PSDB. Quem mais cresce na disputa de 2018 caso o ex-presidente não possa concorrer às eleições é Marina Silva (Rede). Ela salta de 9,7% das intenções de voto no primeiro cenário para 15,4% na disputa sem o petista. Ela ficaria em segundo lugar na disputa, perdendo para o deputado Jair Bolsonaro (19,6%) e na frente de João Doria (13,5%).

Também cresceriam na disputa sem o petista os candidatos Joaquim Barbosa (8,9%); Ciro Gomes (7,4%), Alvaro Dias (4,4) e Henrique Meirelles (2,3%). Possível substituto de Lula na corrida presidencial, o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), ficaria com apenas 3,4% das intenções de voto.

Dados técnicos

A pesquisa foi realizada entre os dias 18 e 22 de setembro de 2017, em todo o território nacional. Foram ouvidos 2040 eleitores com 16 anos ou mais. A margem de erro é de 2% para mais ou para menos e o grau de confiança atinge 95%.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Política

PUBLICIDADE