Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

Judiciário

Xavier da Silva é novo integrante do TJ paranaense

  • Karlos Kohlbach
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

O advogado e ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Paraná José Hipólito Xavier da Silva, de 59 anos, será o novo desemembargador do Tribunal de Justiça do Paraná. A decisão foi tomada pelo governador Beto Richa (PSDB), que assinou ontem mesmo o decreto. Hipólito vai ocupar a vaga deixada pelo desembargador Oto Luiz Sponholz, que se aposentou compulsoriamente aos 70 anos.

Ontem, horas antes da decisão de Richa, o Tribunal de Justiça elegeu os três advogados que disputariam a vaga. Hipólito havia sido o menos votado pelos desembargadores dentre os três nomes que foram encaminhados ao governador. O mais votado foi o advogado Munir Abagge, de 51 anos, recebeu 82 votos; Marcia Carla Pereira Ribeiro, de 47 anos, teve 70 e terminou a disputa em segundo lugar; Hipólito teve 61 votos.

A legislação determina que 20% das vagas dos tribunais de Justiça dos estados sejam destinadas a advogados e a membros do Ministério Público.

Processo

A eleição do quinto constitucional começou em maio, quando 29 advogados se habilitaram para a disputa. Os conselheiros da OAB paranaense elegeram seis advogados para disputar a vaga. A lista sêxtupla foi encaminhada para o TJ, que ontem reduziu para apenas três os postulantes à vaga. E por fim, o governador escolheu Hipólito para a vaga de desembargador.

José Hipólito Xavier da Silva tem 59 anos, é formado em Direito pela Universidade Federal do Paraná e atua nas áreas cível e comercial. Foi presidente da seção paranaense da OAB entre 2001 e 2003.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida Pública

  1. Na nova proposta para normas trabalhistas , será necessário pelo menos duas semanas corridas de férias. | Henry Milleo/Gazeta

    Direito do Trabalho

    Entenda as mudanças sobre férias na reforma trabalhista

  2. Prédio da prefeitura de Curitiba: Chefe do Executivo municipal, prefeito administra  serviços públicos. | Daniel Castellano/

    Instituições

    Entenda o que faz o vereador, o prefeito e o vice-prefeito

  3. Plenário da Câmara Municipal: cada curitibano pagou R$ 55,34 pelo funcionamento da Casa. | Henry Milleo/Gazeta do Povo

    polêmica em curitiba

    Benefícios de vereadores vão além de carro, gasolina e selos

PUBLICIDADE