| Gerson Klaina
/Tribuna do Paraná
| Foto: Gerson Klaina /Tribuna do Paraná

A Expedição Safra começa o terceiro roteiro da etapa de colheita pelo estado de São Paulo. A equipe de técnicos e jornalistas já percorreu as lavouras da cidade de Itaberá, no Sudoeste paulista, e nesta sexta-feira (3) viaja a Cândido Mota, antes de iniciar o trajeto em Minas Gerais. A seguir você confere algumas imagens capturadas pelo repórter fotográfico Gerson Klaina.

  • Em Itaberá, município no Sudoeste de São Paulo, as produtividades de soja e milho estão batendo recordes na temporada 2016/17.
  • Segundo o secretário de agricultura da cidade, Luiz Godinho, o rendimento médio da oleaginosa está em 85 sacas por hectare, mas houve casos de produtores que conseguiram até 100 sc/ha. Na safra passada, a média havia sido de 65 sacas. A área cultivada também aumentou em cerca de 20%, atingindo 30 mil hectares. No caso do cereal, as produtividades estão em 200 sc/há, numa área de 15 mil hectares.
  • Em São Paulo, conforme levantamento do Agronegócio Gazeta do Povo, a expectativa é produzir, ao todo, 2,6 milhões de toneladas de soja e 2,7 milhões de toneladas de milho.
  • Em São Paulo, assim como em outras regiões do país, a safra tem sido ajudada pelo clima, que, segundo apurado pela Expedição, foi praticamente perfeito. As chuvas foram bem distribuídas ao longo do ciclo de desenvolvimento das plantas e, por enquanto, não têm interferido na colheita, que já foi finalizada em praticamente metade das lavouras.
  • A Expedição também visitou o grupo Lagoa Bonita Sementes. Além das sementes, eles produzem soja e milho comercialmente. O gestor do grupo, Auleeber dos Santos, conta que, amparadas pelo clima e pela tecnologia, as produtividades médias obtidas para a soja estão em 88 sacas por hectares e para o milho em 225 sc/ha, tanto para o irrigado quanto de sequeiro.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]