Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
A FCA se juntaria à aliança formada hoje por Renault, Nissan e Mitsubishi. Montagem: Gazeta do Povo
A FCA se juntaria à aliança formada hoje por Renault, Nissan e Mitsubishi. Montagem: Gazeta do Povo| Foto:

A Renault planeja concluir, em um prazo de 12 meses, uma fusão com a Nissan e a Mitsubishi e, na sequência, comprar o grupo FCA (Fiat Chrysler Automóveis). As informações são do jornal Financial Times. As duas empresas negam as informações.

Hoje, a Renault e a Nissan têm uma aliança, na qual os franceses possuem 43% das ações da Nissan, enquanto os japoneses controlam 15% do grupo francês.

>> Renault derruba preços de carros em até R$ 14 mil para figurar no top 4 de vendas

A Mitsubishi entrou para a Aliança em 2016, depois que a Nissan comprou 34% da marca.

Em novembro de 2018, o CEO da Nissan, Hiroto Saikawa, afirmou que pretendia rever a parceria, que, de acordo com ele, não era “paritária”. O maior lucro da Renault, hoje, vem da participação dela na Nissan.

>> Confira 7 itens no carro que (quase) nenhum motorista usa

Segundo o que foi publicado pelo Financial Times, a recente criação de um conselho da aliança franco-japonesa, capitaneado por Jean-Dominique Senard, aumentou os rumores sobre a fusão.

Senard se tornou o presidente da Renault após a prisão e afastamento de Carlos Ghosn, acusado de fraude fiscal no Japão.

Ghosn, inclusive, alega que está sendo perseguido pelos japoneses, pois são contrários a ideia dele da compra da Nissan pela Renault.

>> Erros que você comete ao volante e talvez nem saiba

Negócio já tinha sido discutido

A aquisição da FCA por parte da Renault já havia sido discutida, quando Ghosn ainda liderava a empresa francesa.

O veto do governo francês, que tem 15% das ações da Renault, colocou fim à discussão. O grupo ítalo-americano, por sua vez, também estaria atrás de um parceiro.

“A prioridade absoluta para o Estado francês é a aliança Renault-Nissan”, disse o porta-voz do governo da França, Benjamin Griveaux.

>> Nova geração do Prisma é revelada com o nome de Onix

Um grupo resultante da compra da Fiat Chrysler pela aliança Renault-Nissan-Mitsubishi se tornaria o maior do mundo e passaria o Grupo Volkwagen e a Toyota.

Hoje, a FCA tem valor de mercado 20 bilhões de euros. A aliança tem valor combinado de mais 50 bilhões de euros.

Rumores  de mercado dizem que a FCA está procurando outras empresas do setor e está estudando fusões ou, até mesmo, a sua venda.

>> Carros que mudarão em breve e vale a pena pechinchar

Na semana passada, segundo reportagem do Wall Street Journal, a montadora rejeitou ofertas da Grupo PSA (que controla Peugeot, Citroën e Opel), pois a união não traria impacto em mercados fora da Europa.

SIGA O AUTO DA GAZETA NO INSTAGRAM

Visualizar esta foto no Instagram.

INDENIZAÇÃO PARA FIAT TIPO INCENDIADO Se você não teve um Fiat Tipo, pelo menos deve ter ouvido a história de que o modelo pegava fogo espontaneamente. Vários casos foram relatados e vídeos com o hatch em chamas invadiram a internet. A maioria dos episódios ocorreu em meados da década de 1990, quando o carro chegou importado ao Brasil na versão 1.6. Em 1996 foi movida uma ação civil pública contra a montadora pelos proprietários das unidades incendiadas. E, 23 anos depois, a Justiça decide em caráter definitivo que as vítimas deverão ser indenizadas. A Fiat já se pronunciou afirmando que irá cumprir as determinações judiciais. O valor da indenização pode chegar a R$ 500 mil, considerando o preço original do Tipo 1.6 zero km à época (cerca de R$ 18 mil) e somadas a correção da inflação e a incidência de 1% de juro ao mês. O montante pode até aumentar com uma eventual reparação por danos morais, além do ressarcimento por prejuízo a terceiros devido ao incêndio. A combustão ocorria por que uma das mangueiras de alta pressão que conduzia o fluido hidráulico da direção estourava e derramava o fluido (altamente inflamável) sobre o coletor de escape do motor, causando incêndios repentinos. Confira mais detalhes do caso clicando no endereço do Auto da Gazeta do Povo que está na bio ⬆⬆. #fiattipo #justica #hatch #fogo #incendio #indenizacao #carros #automoveis #gazetadopovo

Uma publicação compartilhada por Automóveis Gazeta do Povo (@autogazetadopovo) em

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]