Blog Caixa Zero
Blog Caixa Zero
0

Nova moda de golpistas é clonar WhatsApp de políticos e pedir depósito em dinheiro

Líder do governo Richa na Assembleia, Romanelli teve o Whatsapp clonado. Foto: Henry Milléo/Gazeta do Povo.
Líder do governo Richa na Assembleia, Romanelli teve o Whatsapp clonado. Foto: Henry Milléo/Gazeta do Povo.

Preocupados com as costuras eleitorais para o pleito de outubro, os políticos do Paraná ganharam uma dor de cabeça a mais. Nesta semana, pelo menos três gestores públicos tiveram o WhatsApp clonado por golpistas: a vice-governadora Cida Borghetti (PP), o líder do governo na Assembleia Legislativa, Luiz Claudio Romanelli (PSB), e o também deputado estadual Evandro Araújo (PSC).

O golpe é simples. Acionar os contatos do celular por meio do aplicativo invadido e pedir o depósito de determinada quantia em dinheiro. Em relação a Cida, por exemplo, a quantia pedida foi de R$ 2 mil e alguns amigos dela e aliados políticos teriam efetuado o repasse do dinheiro. Os casos estão sendo investigados pela Secretaria de Segurança Pública.

LEIA TAMBÉM: Aliados de Richa têm chapa do sonho para aposentar Requião

Segundo reportagem do UOL, pelo menos 20 congressistas passaram pelo mesmo problema desde 2016. Fora o golpe do pedido de dinheiro, o maior receio deles é que os golpistas tenham acesso às conversas do aplicativo.

Aos parlamentares, a Polícia Legislativa emitiu um comunicado recomendando que instalem a verificação por senha e e-mail no WhatsApp, para dificultar invasão e clonagem.

8 recomendacões para você