Blog De Brasília
0

PP de Ricardo Barros ganha mais dois deputados do Paraná

Deputado federal Ricardo Barros (PP-PR). Foto: Cleia Viana/Arquivo Câmara dos Deputados
Deputado federal Ricardo Barros (PP-PR). Foto: Cleia Viana/Arquivo Câmara dos Deputados

Acabou o prazo oficial de 30 dias para troca de partido político sem risco de perder o mandato. E dois deputados federais pelo Paraná – Osmar Serraglio e Alfredo Kaefer – confirmaram que migraram para o Partido Progressista (PP), sigla comandada pelo ex-ministro da Saúde Ricardo Barros e por sua mulher, a nova governadora do Paraná, Cida Borghetti, cuja posse no Palácio Iguaçu foi realizada nesta sexta-feira (6), a partir da renúncia de Beto Richa (PSDB) para disputar o Senado.

LEIA TAMBÉM: Troca-troca partidário: quem são os deputados do Paraná que devem mudar de sigla.

Serraglio sai do PMDB, legenda que o acompanhou desde o seu primeiro mandato como deputado federal, em 1999. No PMDB, Serraglio foi chamado para ser relator da famosa CPI dos Correios; também presidiu a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), principal colegiado técnico da Câmara dos Deputados, durante o tumultuado ano de 2016; a última missão que recebeu no PMDB, a de comandar o Ministério da Justiça de Michel Temer, acabou durando menos de três meses.

Atualmente, Serraglio exerce a quinta legislatura em Brasília, mas já não encontrava mais espaço dentro do PMDB, dominado hoje pelo grupo do senador Roberto Requião. Pré-candidato à reeleição nas urnas de outubro, Serraglio acabou achando apoio no PP da família Barros.

Eleito em 2014 pelo PSDB, Kaefer também encontrava dificuldades no PSL, sigla que escolheu no início de 2016. Primeiro, o paranaense não se entendeu com o “Livres”, que abocanhou a legenda por um período. Depois, foi a entrada de Jair Bolsonaro no PSL que azedou definitivamente a relação. Kaefer arrumou logo as malas e, na quarta-feira (4), assinou a filiação ao PP. No terceiro mandato em Brasília, Kaefer também se coloca como pré-candidato à reeleição.

Na bancada do Paraná, Serraglio e Kaefer se juntam aos pepistas Ricardo Barros, Dilceu Sperafico e Nelson Meurer.

PP cresce

Nacionalmente, o PP hoje detém o maior orçamento da Esplanada dos Ministérios (Cidades, Saúde, Agricultura). Com o fim do troca-troca partidário, marcado para exatamente meia-noite desta sexta-feira (6), também ensaia figurar entre as legendas com o maior número de filiados no Congresso Nacional.

No Paraná, o PP agora surge no comando do Palácio Iguaçu, com Cida Borghetti. A sigla já conquistou a segunda maior cidade do Estado, Londrina, com a vitória de Marcelo Belinati em 2016.

8 recomendacões para você