Blog Educação e Mídia
0

Pai, filho, livro

No último domingo, celebramos o dia dos pais. Eles que são tão enaltecidos como heróis, companheiros, amigos. O pai, assim como a mãe, tem um papel muito importante no desenvolvimento de uma criança, inclusive na sua relação com os livros.

Sabemos da importância da leitura em nossas vidas e de como ela se faz necessária desde a mais tenra infância. Mas, além de ela estimular a imaginação, nos trazer conhecimento e nos propiciar momentos de reflexão diante da vida, o que mais ela pode fazer?

A leitura pode aproximar as pessoas, criar laços, estreitar vínculos. Pode ser uma maneira de fermentar afetos e compreender o outro.

Um pai ou uma mãe, que já leu junto do seu filho, sabe como aquele momento aproxima ambos. É um tempo dedicado à emoção, à sensibilidade, ao carinho. A voz, o gesto, o toque.

Ler para uma criança é um ato de afeto. Para o próprio filho, é uma forma de fortalecer a relação. As histórias nos levam a outros mundos, nos fazem imaginar, pensar, sonhar. Por que não ir a esse universo literário acompanhado de nossos filhos? Um passeio divertido e afetuoso pelas veredas da Literatura.

É possível ser herói, viver as mais audaciosas aventuras, apaixonar-se por belas paisagens, encantar-se pelas amizades sinceras, compreender o outro além dos muros, enxergar a poesia escondida entre as letras. São vinte, trinta minutos diários que jamais serão esquecidos. Irão perdurar na memória e no coração das crianças quando elas crescerem.

Um pai deixa para um filho muito mais do que bens e objetos valiosos. Ele deixa exemplo, afeto, conhecimento. Nada melhor do que aprender ao lado do seu pai, dando-lhe a mão a cada tropeço. Nada melhor do que começar a conhecer o mundo com histórias encantadoras partilhadas pela voz do pai. São momentos inesquecíveis, que deixam a infância ainda pulsante nos olhos do adulto.

 

*Ana Rapha Nunes é escritora infanto-juvenil, autora dos livros “Lagartas e Borboletas” (ed. Franco), “Mariana”(ed. Inverso), “Lucas, o garoto gamer” (ed. Inverso), “A noite chegou… e o sono não vem” (ed. Franco) e “A Lua que eu te dei” (ed. Appris). Especialista em Língua Portuguesa e Literatura Brasileira, a autora, que mora em Curitiba, visita várias escolas, abordando a importância da literatura para o público infanto-juvenil.  Conheça mais sobre o trabalho da autora em: www.anaraphanunes.com.br

**Quer saber mais sobre cidadania, responsabilidade social, sustentabilidade e terceiro setor? Acesse nosso site! Acompanhe o Instituto GRPCOM também no Facebook: InstitutoGrpcom, Twitter: @InstitutoGRPCOM e Instagram: instagram.com/institutogrpcom

8 recomendacões para você