Fuja dos PDFs e seja digitalmente mais produtivo - Bia Kunze – Garota sem Fio
Blog Bia Kunze – Garota sem Fio

Fuja dos PDFs e seja digitalmente mais produtivo

Como vocês sabem, uso bastante o Evernote para guardar meu material de trabalho e estudo. Incluem-se aí apostilas, livros, artigos da web, presse-releases, papers e anotações digitais ou manuscritas.

Abaixo, eis uma nota no Evernote com um PDF anexado. Você não vê o conteúdo do arquivo direto na nota, é preciso abri-lo em um app visualizador externo.

Uso o Xodo. É gratuito, tem para iOS e Android e dá um banho de eficiência e beleza inclusive sobre alguns pagos.

Em busca de praticidade, passei a usar o Xodo para ler, fazer marcações e anotações em meus PDFs e isso às vezes levava alguns dias. Em vez de deixar direto no Evernote, deixo-os antes em uma pasta específica do smartphone. Só o adiciono em uma nova nota no elefantinho quando o trabalho está concluído, para referência e revisões posteriores.

Mas eu precisava de agilidade em minhas revisões, já que estava estudando para vestibular e a quantidade de conteúdo era massiva. Quando tomava notas em papel e caneta, escaneava para o Evernote direto como imagem. Também exportava as notas feitas com a S Pen no app Squid para JPG direito ao Evernote. Assim foi bem mais fácil pular de uma nota para a outra!

Porém os slides e apostilas recebidos continuavam vindo em PDF. Como fazer?

Resposta: usar um conversor de PDF para JPG! Eu uso o PDF to JPG Converter do desenvolvedor SR International. Há uma infinidade de apps similares, tanto para iOS quanto Android. O que eu uso foi o melhor entre os que testei para Android, apesar dos anúncios intrusivos e da falta de uma opção paga ad-free.

O formato PDF existe para se criar materiais impressos perfeitamente como são vistos na tela. Portanto, em alguns casos, você pode guardar o arquivo em PDF mesmo, para alguma eventualidade em que se necessite dele em papel, além do formato imagem para rápida referência, na mesma nota.

8 recomendacões para você