A responsabilidade ambiental e social do cidadão sustentável
Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
Blog Giro Sustentável

A responsabilidade ambiental do cidadão sustentável

Foto: (Divulgação)
Foto: (Divulgação)
Foto: (Divulgação)

Foto: (Divulgação)

Em recente pesquisa realizada no Brasil, fica evidente que cada um de nós representa um obstáculo ao senso de responsabilidade ambiental. Quando perguntados se estão comprometidos com o meio ambiente, mais de 99% dos entrevistados – homens e mulheres de todas as faixas e regiões do País – afirmam que sim.

Mas esse alegado comprometimento não possui boas notícias: os que se dizem totalmente comprometidos são apenas 25%. E quando é examinado com atenção como esse compromisso se transforma em efetivas ações ambientais – tipo evitar uso de automóveis, segregar de maneira correta os resíduos, minimizar o tempo de banho ou ainda abolir do uso de sacolas plásticas, foram ouvidas diversas desculpas e nenhuma atitude prática.

Foram entrevistados 2.269 brasileiros de todas as regiões do Brasil para medir suas práticas sobre o que é ou não ambientalmente responsável e o que é considerado ou não benéfico para o meio ambiente e à saúde do Planeta.

Entre as nossas pequenas atitudes ambientalmente incorretas em nosso cotidiano,

* 56% não colocam o lixo reciclável no compartimento adequado;

* 68% não trocam o carro por outro meio de transporte

* 70% fazem impressões sem necessidade

* 84% tomam banhos de mais 4 minutos

* 84% jogam lixo nos lugares errados

* 94% usam as abomináveis sacolas plásticas distribuídas nos supermercados

* 96% deixam a torneira aberta ao escovar os dentes

Pois é, os dados são ameaçadores, resultado de pesquisa, mas devemos considerar que esta é uma tendência consolidada nos hábitos e padrões do brasileiro em relação aos seus pensamentos e atitudes para com o meio ambiente.

Temos que perceber que nossa visão de mundo e nossas atitudes precisam mudar para uma consciência ambiental compatível com as necessidades do mundo atual. Seria muito cômodo para nós todos, esperar que um grande “Zelador do Ecossistema” venha à Terra e corrija os nossos abusos ambientais.

*Artigo escrito por Hugo Weber Jr.   Consultor e conselheiro voluntário do Núcleo de Instituições de Ensino Superior (NIES) do Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial (CPCE). O Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial – CPCE é parceiro do Instituto GRPCOM no blog Giro Sustentável. 

**Quer saber mais sobre cidadania, educação, cultura, responsabilidade social, sustentabilidade e terceiro setor? Acesse nosso site! Acompanhe o Instituto GRPCOM também no Facebook: InstitutoGrpcom, Twitter: @InstitutoGRPCOM e Instagram: instagram.com/institutogrpcom

8 recomendacões para você