A Moda e a origem do Hip Hop na Netflix - Palpite de Alice
Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
Blog Palpite de Alice

A Moda e a origem do Hip Hop na Netflix

A plataforma de vídeos online Netflix tem sido marcada por sucessos visualmente impressionantes a começar pela surpresa de Stranger Things, com uma sensação nostálgica causada pelas diversas referências dos anos 80, com assinatura de figurino da dupla Malgosia Turzanska e Kimberly Adams Galligan.

Hoje falo sobre  a mais nova obra de Baz Luhrmann, cineasta premiado por grandes títulos, tais como “O Grande Gatsby” ou “Romeo + Julieta – 1996”, ambos com participação de Leonardo Di Caprio como ator principal,  que estreou recentemente. O seriado “The Get Down”, que está disponível no catálogo do Netflix desde 12 de agosto, traz filmagens que revelam a transição entre a disco music e o surgimento da cultura hip-hop no Bronx, em meados da década de 1970.

The Get Down Brothers

The Get Down Brothers (crédito: divulgação)

A série apresenta Justice Smith como Ezequiel “Zeke” Figuero, um adolescente inteligente, cheio de talento inexplorado e amor não correspondido, que está determinado a deixar sua marca neste mundo. Ele é apaixonado por Mylene, Herizen F. Guardiola, uma menina tenaz com uma voz incrível que sonha em se tornar uma estrela do disco, um sonho que é muito fora da realidade de seu passado fortemente religioso. Ela adora Ezequiel, mas teme que ele nunca irá sair do Bronx. Shameik Moore é Shaolin Fantástic, uma criança das ruas, grafiteiro, imprevisível, excêntrico, mas acima de tudo, enigmático, o membro influente para o surgimento da Crew Get Down Brothers. “O get-down” era gíria do DJ para o que viria a ser chamado de “a ruptura”: as seções curtas, ritmo pesado de disco e registros de R & B que poderia ser repetido com duas plataformas giratórias.

As roupas em The Get Down tiveram a curadoria da designer veterana Jeriana San Juan, em parceria com Catherine Martin, designer e esposa de Luhrmann, para tornar a história um banquete visual. Jeriana conta que recriar a época não foi fácil. Foi necessário revisitar os gêneros e buscar materiais como lycra, acetato e lurex, estampas com listras e flores, desenhos psicodélicos e cores que existiam no período. Hippie, Afro, Disco, Break Dance, todos os estilos para os mais diversos fãs de música poderem dançar e reconstruir a moda.

Nascida em Elizabeth, New Jersey e criada em Miami, Nova York, Connecticut e Chicago, Jeriana San Juan não é familiarizada com hip hop, mas se considera uma fã. Para compreender a importância da cultura, ela fez questão de realizar intensa investigação para apresentar o período de 1977 a 1979, época do Bronx Sul, da forma mais autêntica possível. Sua metodologia incluiu olhar o trabalho do lendário fotógrafo Bronx Joe Conzo, as fotografias de arquivo do Jr. (ambos publicados e inéditos) para entender os influenciadores do hip hop da época incluindo Grandmaster Flash, Kurtis Blow, e Kool Herc, que trabalharam como consultores no projeto.

Jeriana San Juan

O enigmático Shaolin Fantastic  tornou-se uma paleta de cores vermelho, branco e preto. Ele trabalha duro para ser tornar discípulo do DJ conhecido como “Grandmaster Flash”, que é a fonte da sua inspiração, seja na forma de se vestir ou na maneira como ele deve se comportar para ter o seu lugar dentro do Hip Hop. Ele nos apresenta a vanguarda da moda em termos de estilo de rua.

O personagem tem uma história para contar e está sempre emblemático com seu notável Puma vermelho, o modelo Clyde de camurça vermelha, o tênis endossado por Walt Frazier. San Juan enfatiza esse item dizendo: “Isso realmente começou com o tênis! Você poderia dizer que na década de 70 foi o nascimento daquilo que hoje conhecemos como cultura sneaker. Havia uma hierarquia, assim como existe hoje, através dos tênis com cores um pouco mais caras e específicas, que eram mais difíceis de encontrar”.

Puma, Converse e Keds recriaram pares de estilos específicos de um período apenas para a série. O elenco também usa denim de curadores no Japão, peças vintage de brechós de Nova York e da Califórnia, bem como itens vintage encontrados na Rue St. Denis, em Manhattan, louvado como “o Santo Graal do vintage”. Os principais atores usam looks principalmente personalizados, para garantir uma “aparência fresh e estilosa”, que nem sempre podem ser encontrada na roupa de 40 anos de idade. Outros itens favoritos são os ternos de brim com couro, criados para o personagem principal Ezequiel (Justice Smith), e os ternos brocados para o nightclub rei Cadillac (Yahya Abdul Mateen II).

Essencialmente, é uma história de uma época  bem específica, aonde crianças e jovens sem muitos recursos aprendem a criar coisas a partir do nada. Ao longo da série, meninas vestem calças hot pants e vestidos halter, e meninos celebram o último dia de escola em denim cut-offs apertadas e camisas de malha. Gangues de rua com seus coletes com manchas, broches e patches. Lantejoulas, cetim e sapatos plataforma fazer um respingo em cenas do Disco, enquanto que chapéus de balde e os uniformes de treino dominam em clubes de hip-hop subterrâneos. Roupas e acessórios que variam de jaquetas de couro, camisas com golas polo, calças oxfords, casacos, calças de cintura alta, bordados, vestidos longos com pescoço halter, vestuário streewear, joggins, chapéus, plataformas, anéis gigantes e símbolos de paz. Uma atmosfera de inspiração para o período foi concebida através de fotos de atores, cantores, modelos e ícones de moda: Farrah Fawcett como Lauren Hutton, Diana Ross, Donna Summer, Michael Jackson e James Brown.

“Esta série é um big bang na cultura”, disse a designer responsável pelo figurino. “Você não só tem a música que está sendo criada e se tornando icônica, mas você tem a forma de arte do graffiti sendo formada, você tem a dança do b-boying e breakdancing e, em seguida, você tem a moda”. Em recente entrevista à Vogue, Jeriana San Juan completa “Eu sinto que hip-hop e moda são sinônimos”. E a moda realmente é uma parte muito importante do movimento que identifica o hip-hop.