Blog Notícias sobre Empresas e Negócios | Paraná S/A
0

Novo SUV T-Cross vai tirar fábrica da Volks no Paraná do marasmo

Foto: Volkswagen/divulgação
Foto: Volkswagen/divulgação

A Volkswagen vai iniciar a produção do SUV T-Cross em janeiro na unidade de São José dos Pinhais. O modelo marca a entrada da montadora alemã neste concorrido segmento e deve dar um novo ritmo à fábrica da região metropolitana de Curitiba. A empresa está investindo R$ 2 bilhões no projeto: R$ 1,4 bi serão aplicados na ampliação e modernização da fábrica. O restante está sendo direcionado para desenvolvimento, testes e validação do produto.

Com o início da produção do SUV, a montadora já programou a retomada do segundo turno de produção, que estava suspenso desde a crise, para abril. Com isso, os últimos 500 funcionários que estavam em lay off (contratos interrompidos) retornam ao trabalho. Atualmente, a planta tem 2.563 funcionários.

LEIA MAIS >> Volks e Aliança oferecem capacitação e R$ 51 mil em barras de ouro para boas ideias empreendedoras

Os recursos fazem parte de um pacote mais amplo de investimentos dos alemães no Brasil. Até 2020, vão aplicar R$ 7 bilhões na expansão da capacidade de produção, modernização das fábricas e lançamento de novos modelos.

Até lá, a montadora fará 20 lançamentos: 13 deles produzidos no Brasil, dois na Argentina e cinco na Alemanha ou México. A Volkswagen considera esta a maior ofensiva de produtos de sua história no Brasil.

Este ano marca a volta da Volkswagen ao segundo lugar do ranking de vendas de carros. A participação no licenciamento de carros novos passou de 11,7%, nos nove primeiros meses de 2017, para 14,2%, em 2018.  Nesse período, as vendas da montadora cresceram 36,2%, o triplo do mercado, segundo a Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea)..

“Estamos hoje em meio ao processo de construção do que chamamos de Nova Volkswagen, uma empresa mais ágil, eficiente, inovadora e próxima de seus públicos”, informou a empresa por meio de comunicado.

Estrela da Volks  para brigar no segmento de SUVs

O SUV vai ser a principal estrela da Volkswagen no Salão do Automóvel de São Paulo, que acontece a partir do dia 6, e é a grande aposta da montadora alemã para brigar forte neste segmento concorridíssimo dos SUVs.  Dados da Federação Nacional das Distribuidoras de Veículos Automotores (Fenabrave) apontam que nos nove primeiros meses do ano foram emplacados 366,1 mil SUVs,  crescimento de 26,1% em relação ao mesmo período de 2017. E mais do que o dobro da expansão de veículos, que foi de 12,7%.

As primeiras unidades do T-Cross deverão chegar às concessionárias ainda no primeiro semestre de 2019. O objetivo da montadora é pegar uma boa fatia desse mercado que é muito pulverizado e no qual não estava presente até agora. O T-Cross é o primeiro de uma série de novos SUVs da marca que devem chegar ao Brasil. Outros quatro veículos da categoria estarão no portfólio da montadora até 2020.

No lançamento do T-Cross, na semana passada, a marca disse que pretende conseguir emplacar entre 5 mil e 6 mil unidades por ano, o que permitiria colocá-la na disputa pela liderança do segmento. No topo está o Jeep Compass. Os cinco modelos mais emplacados no segmento tem 49,4% do mercado, segundo a entidade empresarial.

Rota 2030

A montadora avalia que o Rota 2030, o novo programa de incentivos para a indústria automotiva que está em tramitação no Congresso, chega em um momento de muita transformação no setor automotivo mundial, no que diz respeito a tecnologia e inovação.

Segundo a empresa, o programa irá contribuir para que haja mais previsibilidade para a indústria automobilística, promovendo investimentos em pesquisa e desenvolvimento no Brasil.

“Dessa forma conseguiremos que a inteligência, o conhecimento, continue aqui no país e possa, além de atender as demandas específicas dos consumidores locais, criar divisas para o Brasil por meio das exportações dessas inovações”, destacou a empresa.

8 recomendacões para você