OPINIÃO DO EMPRESÁRIO DA CULTURA. ISSO TUDO É PAÚRA?

Rodrigo Ferreira do Amaral

Não importa quem estará no palco, e sim, quem estará no palco! A verdade é que, pouco importa quem irá tocar nos palcos da Funa Fest, e sim, quem estará assistindo. A festa da Copa será feita de qualquer forma, quem faz o Ibop é o futebol e não as atrações musicais e culturais (discutível) que, em uma analogia, poderia ser considerado o confeito do bolo.

Apresentando somente artistas locais, nacionais, ou mesmo, internacionais, pouco importa para o público (também discutível, pois haveria uma troca de experiências entre artistas o que também é ótimo). O palco já está montado. Seria medo da opinião publica, então, mudar o conceito? Parar de dar tanta atenção aos “medalhões” da mídia. Abrir espaço para os nossos se tornarem medalhões. Devemos pensar desta forma, ou continuar dando tapinha nas costas das “bandinhas curitibanas”?

Somos empresários, pensamos em obter lucros e só teremos isso se houver plano de mídia estruturado para a arte local. Este plano de mídia deve ser discutido pelas classes, empresários, prefeitura e pela mídia local. Falamos por todos? Não sabemos. Mas, no entanto, apostamos que, ninguém quer continuar morando na favela, todos querem ter seu carro, sua casa própria, seu emprego, sua empresa e seus negócios prosperando. Achamos ser mais importante para o Paraná e, principalmente Curitiba, que sedia a COPA da FIFA, ser vista como uma das capitais que valoriza seus artistas e uma das que mais se importam, e que, até mesmo, nos grandes palcos, revela sua real importância cultural para a sociedade brasileira e para o Mundo, fomentando o mercado fonográfico do seu estado.

O blog é escrito por alguns colaborados e quero deixar bem claro que esta é uma opinião minha. Rodrigo Ferreira do Amaral

Sempre serei grato a nós artistas e a os empresários que nos apoiam, bem como, a esse grande parceiro que é a Gazeta do Povo e a RPCTV.

8 recomendacões para você

 
 

mais comentadas da semana