Blog Ranking dos Políticos

Roberto Requião e Gleisi Hoffmann estão entre os piores congressistas do Brasil no Ranking dos Políticos

Levantamento sobre os parlamentares paranaenses também mostra que os deputados federais Rubens Bueno (PPS) e Sandro Alex (PSD) estão entre os dez melhores congressistas do País

Com a missão de acompanhar e fiscalizar a gestão dos parlamentares brasileiros desde 2012, o Ranking dos Políticos faz um raio-X minucioso para verificar o desempenho de todos os paranaenses no Congresso Nacional. No levantamento atual, os senadores Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (MDB) estão entre os piores congressistas do país, aparecendo respectivamente na 490º e 496º lugar da lista nacional. Por outro lado, se destacam positivamente no ranking os deputados federais Rubens Bueno (PPS), na oitava colocação, e Sandro Alex (PSD), na nona posição. O presidenciável Álvaro Dias (Podemos), outro representante do estado no senado, aparece na 217º posição. A classificação leva em consideração fatores como presença em sessões plenárias, gastos da cota parlamentar, processos judiciais e a atuação legislativa entre fevereiro de 2015 e agosto de 2018.

Confira quem são os melhores e piores parlamentares do seu estado

Gleisi Hoffmann e Roberto Requião estão mal avaliados por conta do elevado número de ausências em sessões plenárias, com respectivamente 60 e 53 faltas. Quanto a atuação legislativa, ambos registraram pontuação negativa com respectivamente -60 e -25. Eles também enfrentam inquéritos e ações judiciais referentes a atos cometidos em sua vida pública. Hoffmann tem inquéritos por crime de lavagem de dinheiro, corrupção passiva e formação de quadrilha, enquanto Requião é réu em processos por danos morais, violação de princípios administrativos e crimes contra honra, difamação e calúnia. O último colocado entre os representantes do estado é o deputado Nélson Meurer (PP), condenado pela segunda turma do STF pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, acusado de receber propina de esquema na Petrobras.

Veja quais parlamentares respondem a processos

A boa posição de Rubens Bueno e Sandro Alex é respaldada pelo fato de não responderem a ações judiciais e pela assiduidade no Congresso. Nesse último quesito, ambos faltaram, respectivamente, oito e seis vezes em 395 sessões ocorridas no período. O parlamentar do PPS se destaca também por ter utilizado R$ 1.127.094,19 entre cotas e verbas indenizatórias nos últimos quatros anos, valor abaixo da média nacional de R$ 1.429.412,57. Já na questão da qualidade legislativa, Bueno alcançou 490 e Alex angariou 510 pontos entre os 740 possíveis.

Saiba tudo sobre a Cota Parlamentar

A avaliação exata de cada parlamentar do Paraná com informações sobre a assiduidade, utilização de privilégios, processos judiciais e a atuação legislativa podem ser consultados diretamente no link www.politicos.org.br. A plataforma também dispõe de aplicativo nos sistemas Android e iOS.

 

Ranking dos Políticos

8 recomendacões para você

 
 

mais comentadas da semana