A reposta ao protecionismo de Trump: abrir a economia brasileira - Ricardo Amorim
Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
Blog Ricardo Amorim

A reposta ao protecionismo de Trump: abrir a economia brasileira


Em um momento em que Donald Trump inicia uma guerra comercial que pode tomar proporções mundiais, o que o Brasil poderia fazer para tirar seis bilhões de pessoas da pobreza? Exatamente o contrário: abrir a economia brasileira. E mais: se além disso, o governo tomasse uma série de medidas para garantir que os impactos dessa abertura de fato chegassem aos mais pobres, ele tiraria ainda mais pessoas da pobreza. O Brasil já fez isso: no início dos anos 90, houve uma abertura comercial importante e as tarifas de importação caíram de uma média de 30% para 13%. Nesse período, houve um aumento significativo de renda e os mais pobres se beneficiaram mais do que os ricos. Se agora, pegássemos a tarifa de importação cobrada para países que não são do Mercosul e, de quebra, tiraríamos todos os impostos sobre produtos exportados, isso geraria um crescimento nas importações e exportações e, por consequência, do PIB. Resultado disso: Brasil com mais empregos e menos miseráveis, o que é melhor para todos.