Blog Ricardo Amorim

Os partidos estão endividados. Como é que eles vão cuidar do dinheiro público?


Dos 13 partidos que têm candidatos à presidência da república, sete têm dívidas em protestos por calotes. Em outras palavras: eles assumiram dívidas e não pagaram. Os partidos dos quatro candidatos que despontam nas pesquisas têm dívidas: PT de Lula, PSDB de Geraldo Alckmin, PSL de Jair Bolsonaro e a Rede de Marina Silva. O que chama a tenção é como podemos esperar que partidos e políticos que não cuidam bem dos próprios compromissos vão cuidar bem do nosso dinheiro? E é verdade que o dinheiro dos partidos é nosso próprio dinheiro, dado que a grande fonte de financiamento dos partidos são os fundos partidário e eleitoral, que saem de todos nós. Mas se o dinheiro que é deles não é bem cuidado, como é que eles vão tratar das contas públicas, dos trilhões que são arrecadados em impostos? Isso precisa mudar no Brasil: pagmos impostos de países ricos e recebemos serviços públicos de países miseráveis. E isso acontece porque o nosso dinheiro é tratado com descaso.
Acompanhe as pesquisas para a corrida presidencial, com suas respectivas metodologias, aqui.

8 recomendacões para você