Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Casal feliz com as chaves da casa própria
Flexibilidade do consórcio de imóveis se tornou chave para quem planeja um futuro financeiro livre de preocupações| Foto: ShutterStock
  • Por Ademilar
  • 21/10/2019 16:54

Uma análise do cenário nacional mostra que o receio provocado pela instabilidade econômica fez com que muitos brasileiros buscassem por opções que garantam um futuro financeiro mais tranquilo. Nesse contexto, uma das grandes apostas está sendo o consórcio de imóveis, que cresceu 31,44% entre janeiro e agosto deste ano, alcançando mais de R$ 30 bilhões em créditos comercializados, segundo dados da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC) – baseados em informações disponibilizadas pelo Banco Central do Brasil. De acordo com levantamento, somente no oitavo mês do ano, o sistema de consórcios atingiu R$7,30 milhões de consorciados ativos, sendo que 13,12% correspondem a pessoas que apostam na versatilidade da categoria imóveis.

Um retrato fiel desta realidade é o sucesso alcançado pela Ademilar Consórcio de Investimento Imobiliário. A empresa, pioneira no segmento, comercializou, em todo Brasil, R$ 1,9 bilhão em créditos nos oito primeiros meses de 2019 em comparação ao mesmo período do ano passado. O crescimento de 21,62% demonstra uma tendência que já vem sendo notada desde 2018, quando a empresa registrou aumento de 26,5% no volume de créditos comercializados, chegando em R$ 2,5 bilhões vendidos em relação a 2017. O desempenho permitiu que a administradora alcançasse o 7º lugar no ranking do Bacen quanto ao volume de créditos comercializados no Brasil.

Tatiana Schuchovsky Reichmann, diretora-presidente da Ademilar, ressalta a versatilidade do sistema. “O crédito pode ser usado para a aquisição da casa própria, mas também para a compra de imóveis com o objetivo de locação, o que assegurará renda extra ao consorciado”, explica. De acordo com a executiva, os índices não mostram apenas o bom desempenho do setor, retratam ainda a mudança no perfil do brasileiro.

“As análises mostram que o perfil do consumidor está mudando. Hoje, ele está muito mais consciente e busca de alternativas vantajosas e seguras, como o consórcio de imóveis, para um futuro financeiro sem imprevistos. E, quando falamos em segurança, consideramos a fiscalização do Banco Central e Lei dos Consórcios, específica para o segmento. Além disso, podemos atribuir o crescimento da modalidade aos benefícios que ela apresenta, como o aumento do patrimônio com boa rentabilidade”, pontua.

Tatiana explica ainda que o consórcio pode ser utilizado para a compra de imóvel novo ou usado, residencial ou comercial, no Brasil e até mesmo no exterior. Outras possibilidades são a construção e a reforma. “Também é possível investir na aquisição de sistema fotovoltaico, reduzindo, assim, os custos com energia elétrica e contribuindo com o meio ambiente”, conta a executiva.

Vantagens do consórcio

O consórcio de imóveis apresenta inúmeras vantagens, como a atualização anual do crédito pelo INCC (Índice Nacional de Custo da Construção), para manter o poder de compra do consorciado. Além disso, não existe a cobrança de juros nem de entrada. Outro benefício é a utilização do FGTS para complementar o crédito, ofertar lances, amortizar parcelas ou quitar o saldo devedor. E os planos de consórcio podem ser aderidos tanto por pessoas físicas como jurídicas (empresas) - para aquisição, construção ou reforma de imóveis.