Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Do plantio da matéria-prima à venda das refeições, é possível ser sustentável em todas as etapas da preparação de alimentos.
Do plantio da matéria-prima à venda das refeições, é possível ser sustentável em todas as etapas da preparação de alimentos.| Foto: Shutterstock
  • Por Aipo Super Foods
  • 25/11/2021 13:11

Os alimentos e a maneira como um povo se alimenta sempre fez parte da cultura do lugar. É possível descobrir muito sobre uma nação estudando sua culinária. Do mesmo modo, mudanças culturais também são capazes de mudar o modo como entendemos e reproduzimos a nossa gastronomia. Neste aspecto, nenhuma mudança cultural foi tão debatida nos últimos anos como o consumo consciente e hábitos sustentáveis.

Foi por meio desse debate que vários restaurantes e bares, alinhados à pauta, passaram a investir em soluções ecoeficientes, modificando a forma como os alimentos são colhidos, preparados e vendidos.

Neste artigo, explicamos três práticas sustentáveis que a AIPO Superfoods, restaurante de Curitiba conhecido pela sua culinária natural, local e sustentável, tem em suas diretrizes. Tais hábitos ultrapassam a prática sustentável realizada no cotidiano, pois visam mudanças estruturais em seu modo de praticar a gastronomia.

Plantio e colheita dos alimentos

Quando você compra um alimento orgânico, por exemplo, você está comprando um conceito. Existem valores sociais e ambientais embutidos, que o consumidor precisa conhecer para que entenda o valor agregado deste produto. Ao fazer uma refeição em um restaurante que procura ser sustentável com os alimentos que coloca à mesa, a lógica é similar.

Ao priorizar produtos agroecológicos e orgânicos, a AIPO se compromete com a entrega de refeições mais saudáveis, livres de agrotóxicos danosos à saúde humana. Ao evitar processos refinados e alimentos processados, também torna os pratos mais equilibrados, limpos e conscientes.

Entretanto, buscar alinhar-se à pauta sustentável vai além da escolha de quais alimentos servir.

Afinal, o alimento não brota sozinho na mesa. Ele precisa ser plantado, cultivado e colhido. É por isso que a AIPO busca fornecedores locais, em sua maioria pequenos produtores, cuja estrutura permite a entrega de alimentos frescos e específicos ao restaurante. Dessa forma, incentiva e promove o ciclo econômico entre campo e cidade.

Além disso, a AIPO também possui uma horta urbana localizada a aproximadamente 600 metros do restaurante.

Lá são cultivados alguns temperos como tomilho, hortelã, manjericão, e outros cultivos como tomate cereja, limão taiti, alface, beterraba, cenoura, pé de mamão e abacate. Dessa forma, o restaurante dá um passo para se tornar autossuficiente, o que é muito importante para um fazer sustentável.

Preparo das refeições

Talvez um dos problemas mais perversos enfrentados pelos restaurantes seja o desperdício de alimentos.

Felizmente, há maneiras de diminuí-lo. Uma delas é utilizar todo o ingrediente no preparo das refeições e também criando pratos inovadores, cujo sabor é formado pelo uso integral do alimento.

Outra maneira é fazer o descarte correto do material orgânico não utilizado. Tudo tem um destino e o que sobra, é reciclado. Além da separação correta de lixo no próprio restaurante, a AIPO tem parceria com a empresa Composta+,  que recolhe o lixo orgânico e transforma em adubo.

E como começamos falando de cultura e comportamento, atualmente, ainda existe um empecilho: a ideia, cada dia mais ultrapassada (porém ainda muito difundida), de que refeições naturais são ruins.

Para acabar com isso, a AIPO aposta em qualidade, aromas e sabores, além de preparos coloridos e atrativos para tornar a refeição dos seus clientes uma experiência gastronômica que gera um impacto.

Estimular o consumo consciente dos clientes é tão importante quanto as demais ações ecológicas pregadas. Afinal, educar seus frequentadores acerca dos hábitos sustentáveis oferecendo pratos que eles normalmente não comeriam em casa também é uma maneira de ser sustentável.

Venda e delivery

De nada adianta ser sustentável até aqui, mas não pensar nos impactos gerados pelo alimento quando ele sai da cozinha para a mão do cliente. Neste aspecto, quem nunca pediu um delivery e se surpreendeu com a quantidade exagerada de plástico e embalagens com as quais o alimento foi embrulhado para a viagem?

Às vezes são embalagens para guardar outras embalagens e, ao término da refeição, a mesa fica entulhada de lixo. A boa notícia é que isso pode ser evitado com mais planejamento e materiais corretos.

A AIPO prioriza embalagens sustentáveis em suas entregas, utilizando materiais biodegradáveis que se decompõem em até 180 dias no ambiente. Também evita embalagens plásticas e isopor. O copo em que o café é servido, por exemplo, é reciclável, e o sousplat, de tecido. Assim, a AIPO garante hábitos sustentáveis, tanto dentro do seu restaurante como fora dele, no caso de clientes que pedem suas refeições por delivery.

Essas são algumas práticas realizadas pelo restaurante em sua missão de servir com qualidade, saúde e sustentabilidade. Se você gostou da proposta, saiba que a AIPO Superfoods fica localizada na Alameda Presidente Taunay, 434, no bairro Batel, em Curitiba. Venha fazer uma visita!

Clique e conheça mais a AIPO Superfoods.