Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
A inovação tecnológica contribui para aumentar a eficiência e a produtividade no agronegócio.
A inovação tecnológica contribui para aumentar a eficiência e a produtividade no agronegócio.| Foto: Shutterstock
  • Por BRDE
  • 03/05/2021 00:00

A evolução do setor rural brasileiro passa pelo investimento em novas tecnologias. A busca por inovação tem sido constante nos últimos anos e envolve o desenvolvimento de novos maquinários, sistemas e procedimentos, que contribuem tanto para a diminuição dos custos de produção, quanto para o aumento da eficiência e da produtividade na agricultura e na pecuária no país.

Inovar no agronegócio é fundamental para administrar os recursos naturais, que são limitados. É necessário tirar o máximo proveito desses recursos, mas sem esquecer a preservação para as gerações futuras. As inovações favorecem e possibilitam o uso responsável dos recursos naturais para a produção de alimentos, atendendo a enorme demanda atual e para o futuro.

Quer crescer? Veja as modalidades de investimento que o BRDE tem para o agronegócio.

O foco do avanço tecnológico garante um maior conforto para as pessoas que participam do ciclo produtivo. Também é importante para se obter um melhor tratamento e exploração do rebanho. Estão sendo criados sempre novos equipamentos, seja para realizar coleta de leite, fazer o arraçoamento adequado ou ter controle de ambiência e manejo, tudo com foco no conforto animal. O abate com a redução do sofrimento (humanizado) tem aumentado muito a rentabilidade das atividades com base na produção sustentável e correta.

O meio ambiente também ganha com as novas tecnologias, que simplificam e tornam muito mais eficientes os processos de controle de pragas, conservação dos solos, proteção dos biomas, irrigação e controle de eventos climáticos – como, por exemplo, do granizo.

Muitas inovações tecnológicas ainda não estão ao alcance de todos no setor rural.
Muitas inovações tecnológicas ainda não estão ao alcance de todos no setor rural.| Shutterstock

Planejamento e apoio

Para iniciar a inovação nos processos, a empresa ou produtor deve verificar e avaliar a qualidade dos seus produtos, a rentabilidade e a sustentabilidade do seu negócio.

O plano de investimento em inovação deve considerar um levantamento da forma de atuação da empresa e de seus produtos, identificando o que é necessário em termos de recursos materiais e o que é preciso mudar na cultura da empresa, para implementação de novos processos no curto, médio e longo prazo. O mercado de atuação e a sucessão na gestão da empresa também são importantes no planejamento.

O BRDE – Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul é um dos principais fomentadores do país para o investimento em inovações. Além do financiamento com os recursos do crédito rural, o banco disponibiliza recursos do BNDES, de banco internacionais e da Finep – financiadora do governo federal que oferece recursos através do Inovacred, destinado principalmente a empresas de pequeno e médio porte que desejam empreender com inovação.

Você precisa investir em inovação. Conheça o Inovacred Expresso, perfeito para micro e pequenas empresas.

O BRDE oferece também consultoria personalizada para estruturação e desenvolvimentos de projetos, disponibilizando prazos, taxas e volumes de recursos adequados. Financiar a implementação de uma inovação ou mesmo a geração de um novo processo inovador é um dos objetivos do banco, que facilita o crédito de longo prazo para o empreendedor, promovendo o desenvolvimento com inovação e sustentabilidade.

BRDE oferece várias linhas de financiamento para projeto de inovação no agronegócio.
BRDE oferece várias linhas de financiamento para projeto de inovação no agronegócio.| Rodolfo Buhrer

Dificuldades

Mas os custos de alguns avanços tecnológicos ainda são altos e nem sempre os resultados são imediatos. Muitas novas técnicas, manejos ou maquinários não são de conhecimento de todos os empresários rurais. Em algumas áreas do setor, as informações sobre as inovações e a assistência técnica para demonstrar seu uso ainda não estão ao alcance de todos, principalmente em relação à questão financeira.

O acesso às novas tecnologias também é mais difícil no campo pela falta de uma melhor infraestrutura de conectividade – o acesso à internet. A área rural necessita de mais políticas públicas para o maior desenvolvimento dessa infraestrutura com custo acessíveis, permitindo que o produtor rural esteja conectado e tenha acesso às informações e inovações tecnológicas que estão surgindo. Também é necessário que o produtor invista na capacitação, preparando a mão de obra na área para lidar com as novas tecnologias.

Pensou em novos investimentos, pensou em BRDE.