Novos equipamentos, como o iTero, fazem parte da ortodontia digital.
Novos equipamentos, como o iTero, fazem parte da ortodontia digital.| Foto: Divulgação/Delatorre Odontologia
  • Por Delatorre Odontologia
  • 08/04/2021 13:02

Cuidar da saúde bucal já foi motivo de grandes temores para a maioria das pessoas. Com experiências negativas envolvendo incômodos e dores, não é incomum encontrar pessoas que tenham certo medo de ir ao dentista.

Mas o que muitas pessoas não sabem é que assim como em outras áreas, a odontologia se beneficia muito das inovações digitais, trazendo novas tecnologias para o bem-estar daqueles que precisam de cuidados com a saúde bucal. Dessa forma, novos métodos trazem mais comodidade aos pacientes nos tratamentos, permitindo o aperfeiçoando funcional e estético do sorriso.

É nesse contexto de tecnologia e bem-estar que o sofrimento ligado aos tratamentos dentários precisa ficar no passado, assim como os antigos aparelhos de ferro e a dificuldade em ter qualidade de vida e autoestima durante o tratamento.

Anestesias eletrônicas, scanner intraoral, turbinas elétricas e impressoras 3D são realidades cotidianas da ortodontia digital, praticada pelos melhores consultórios da atualidade que atuam com alinhadores invisíveis, como o da marca Invisalign. Esse tipo de aparelho permite a movimentação dos dentes de forma muito discreta, pois não utiliza os conhecidos bráquetes e fios metálicos dos aparelhos tradicionais. O sistema do Invisalign tem um jogo de alinhadores removíveis quase imperceptíveis.

A busca por uma odontologia mais sofisticada, com conforto e cuidado para que cada paciente possa ter a melhor experiência ao cuidar da sua saúde bucal, motivou uma movimentação internacional na produção de tecnologias que pudessem promover mais bem-estar e precisão dentro da odontologia.

Nesse contexto, além de proporcionar um diagnóstico mais preciso sobre o que chamamos de “check-up digital do sorriso”,o scanner intraoral substitui os incômodos e antigos moldes de massa, que causavam desconforto ao paciente. Com a tecnologia, a ação pode ser repetida inúmeras vezes, pois a imagem gerada é arquivada e utilizada sempre que necessário. Já as turbinas elétricas substituem o modelo barulhento que sempre causou pavor em diversos pacientes: o temido “motorzinho”.

Seguindo esse avanço tecnológico, a anestesia eletrônica é feita com uma espécie de aparelho (semelhante a uma caneta), que aplica a medicação diretamente nas mucosas e gengivas, tudo sem gerar dor, evitando também a dormência, e com muito mais precisão que o método tradicional. Já as impressoras 3D contribuem para o planejamento do tratamento mais adequado a cada paciente.

Conforto

A utilização de todas essas tecnologias vem sendo o foco da Delatorre Odontologia, clínica de Curitiba, para oferecer maior conforto a quem busca tratamento odontológico. “Sempre tive grande preocupação em relação à percepção de sofrimento dos pacientes, muitas vezes atrelado ao fato de simplesmente ir ao dentista. Então, decidi investir em tecnologia para trazer o maior conforto possível a todos, evitando esses temores”, diz o Dr. Laydir de la Torre.

Segundo ele, o consultório está sempre atento ao que está sendo proposto mundialmente para proporcionar mais satisfação ao paciente, seja a partir de uma técnica mais precisa, rápida e eficiente ou para, simplesmente, tornar a experiência dentro da clínica mais tranquila. “Queremos evitar a não ida ao consultório por medo, constrangimento ou coisas do gênero. A intenção é usar a tecnologia, mas sem perder a humanização do tratamento”, afirma o dentista, membro da Associação Brasileira de Ortodontia e Ortopedia Facial (Abor) e da World Federation of Orthodontists (WFO).

Após sua formação pela Universidade Federal do Paraná, o ortodontista dedicou-se por muitos anos aos mais variados cursos nacionais e internacionais para se aprimorar no segmento. “Sobre odontologia digital, é importante reforçar as oportunidades no Brasil e no exterior, em especial nos Estados Unidos e na Inglaterra. Na América, especialmente em universidades de Michigan e da Califórnia, tive contato com muitas tecnologias, muitas mudanças na profissão relacionadas à ortodontia. A proximidade com a formação americana e com os lançamentos em primeira mão nesses locais permitiu adequar a nossa realidade no consultório a uma vanguarda na aplicação da odontologia, em especial em recursos avançados para cada segmento”, relata.

Alguns avanços conseguidos pela Delatorre Odontologia foram baseados principalmente na ortodontia dos alinhadores Invisalign. “Admiro o trabalho realizado por eles, o profissionalismo, o investimento em pesquisa e desenvolvimento, os treinamentos e a busca pela melhoria contínua para o tratamento dos nossos pacientes”, revela de la Torre em relação ao produto já utilizado em mais de 9 milhões de tratamentos pelo mundo. O ortodontista de Curitiba inclusive recebeu o selo Doctor Elite da Invisalign pela excelência do trabalho desenvolvido com os alinhadores e o elevado número de casos premiados e reconhecidos internacionalmente o colocou como um dos responsáveis pela formação de novos ortodontistas que desejam atuar com este tratamento no Brasil.

O sistema dos alinhadores Invisalign destaca um jogo de moldeiras removíveis e quase invisíveis.
O sistema dos alinhadores Invisalign destaca um jogo de moldeiras removíveis e quase invisíveis.| Divulgação/Delatorre Odontologia

Para entregar a excelência preconizada pela clínica, foram incorporados diversos equipamentos vindos de diversas partes do mundo. “Ao selecionar equipamentos com tecnologias de países como Estados Unidos, Israel e Japão para nosso consultório, entendemos que essa é uma realidade em outros países e nós quisemos oferecer este tipo de experiência e cuidado para os sorrisos curitibanos”, comenta o ortodontista ao ser questionado do motivo que o fez investir nos equipamentos.

E ele completa: “somos um grande propulsor de tecnologias aplicadas à odontologia. Mas nossa vanguarda não é só por ter a tecnologia, e sim por pensar em todo o fluxo do paciente dentro do consultório, tudo que o preocupa, causa angústia, tudo que o faz evitar um tratamento novo. Verificamos tudo o que podemos colocar à disposição do paciente com precisão. Isso para que ele possa visualizar os resultados antes de início ao tratamento e tomar sua decisão”, garante de la Torre.

A impressora 3D permite o planejamento do tratamento dentário mais adequado para cada paciente.
A impressora 3D permite o planejamento do tratamento dentário mais adequado para cada paciente.| Divulgação/Delatorre Odontologia

Segundo o dentista, a ideia principal é conseguir implementar, em diferentes frentes, o que há de melhor na área. E isso vai desde um raio-X sendo aplicado digitalmente e com imagem revelada na hora até um scanner intraoral, que substitui as antigas moldagens desconfortáveis que precisam ser repetidas várias vezes até se obter um resultado. Além disso, a impressora 3D pode replicar esse escaneamento e utilizar a arcada de cada pessoa de diferentes formas. “É como se fosse nosso cordão umbilical, como a célula-tronco na medicina. Na odontologia, temos esse modelo digital com o qual conseguimos fazer o registro para acompanhamentos futuros. Também é possível ter várias simulações até achar algo que realmente corresponda ao desejo do paciente por conforto. São diferentes utilizações e a ideia é trazer qualidade e precisão, além de bem-estar para o paciente dentro do consultório”, destaca. A Delatorre Odontologia fica na Avenida República Argentina, 210, sala 906, no bairro Água Verde, em Curitiba. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]