Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
As empresas já não devem focar no B2C (Business to Consumer), mas no P2P (Person to Person), para agregarem valor às suas marcas.
As empresas já não devem focar no B2C (Business to Consumer), mas no P2P (Person to Person), para agregarem valor às suas marcas.| Foto: Pexels
  • Por Instituto Connect Texto por Dani Amorim e Karla Giacomet, especialmente para o Instituto Connect
  • 24/08/2021 11:47

Vivemos em um mundo altamente conectado. Todos nós podemos ter nossas vozes ouvidas e ampliadas pelas redes sociais, na era da superexposição. Por meio da Internet, nos comunicamos com o mundo e mostramos nossa essência, nossa verdade. E isso nos ajuda a ganhar credibilidade e destacar nossa marca pessoal. Muitas pessoas conseguem desenvolver esse papel com excelência, tornando-se influenciadoras, no real sentido da palavra. Sua empresa está aproveitando esta oportunidade?

Já há algum tempo se usa o termo “embaixador da marca”, a fim de se referir ao profissional ou consumidor que, com um posicionamento autêntico, defende uma marca, construindo diálogos positivos e gerando fortalecimento. Sabemos que as empresas já entenderam a importância da gestão da marca corporativa, mas é possível fazer mais.

Existe uma grande oportunidade para as empresas trabalharem com seus colaboradores. Assim como as pessoas buscam trabalhar em uma empresa que agregue ao currículo, também as empresas querem profissionais que compartilhem seus valores e possam somar ao seu propósito. E o potencial que surge nessa relação é fantástico: as empresas precisam passar a enxergar o valor da marca pessoal de seus colaboradores, os reais embaixadores de sua marca.

No mercado, alguns gestores acreditam que desenvolver o colaborador pode levá-lo a ter mais atratividade no mercado. Porém, é necessário ir além deste conceito. O colaborador que tem valores compartilhados com a empresa e que acredita no propósito da companhia dificilmente pensará em aceitar uma proposta da concorrência. Se ele percebe que a empresa se esforça para apostar em seus talentos e qualidades, a fidelização é quase certa.

Voltando à ideia da grande exposição que as redes sociais nos trouxeram, devemos pensar que todo profissional de uma empresa é embaixador de sua marca. Alguns colaboradores com talento especial para comunicar e influenciar nas redes sociais podem se destacar, à medida em que se consolidam como referência nos seus círculos de relacionamento pessoal e profissional. Com a credibilidade que já construíram, podem se tornar parceiros da empresa, no sentido de abordar, de forma espontânea e autêntica, aspectos positivos da organização, que contribuam com sua reputação. É a união de uma marca pessoal forte à uma marca corporativa que acompanha a evolução dos tempos.

Alguns estudos indicam que as informações compartilhadas por profissionais abaixo da linha de gerência são melhor assimiladas pelas pessoas. Em outras palavras, a chance de pessoas, leia-se seguidores, interpretarem sua informação como verdadeira, é muito maior.

As empresas já não devem focar no B2C (Business to Consumer), mas no P2P (Person to Person). A comunicação de pessoa para pessoa, nos últimos anos, foi intensamente valorizada. Para as empresas, é enorme a oportunidade de construir relações relevantes, com benefícios mútuos para suas marcas e para a marca pessoal de seus colaboradores.

Organizações são compostas por pessoas. E organizações fortes são compostas por pessoas fortes. Por isso, identificar os profissionais com talento e verdade para se tornarem embaixadores da marca, a fim de investir, monetariamente, em suas atuações, é uma atitude inteligente para se diferenciar no mercado e destacar seu propósito.

Workshop Marca Pessoal: Da essência à aparência

Dani Amorim e Karla Giacomet apresentam o workshop Marca Pessoal: Da essência à aparência, na Confraria do Instituto Connect.
Dani Amorim e Karla Giacomet apresentam o workshop Marca Pessoal: Da essência à aparência, na Confraria do Instituto Connect.| Crédito: Divulgação

Já pensou sobre a relevância da sua marca pessoal? De que forma você mobiliza pessoas e propósitos através da sua credibilidade?

Essas são algumas das reflexões que iremos discutir no Workshop que irá acontecer dia 24 de agosto (terça-feira), com os executivos da Confraria de desenvolvimento. Faça a sua inscrição gratuita no site do Instituto Connect e compartilhe desses aprendizados com um grupo relevante e especialistas da área.


*Dani Amorim  e Karla Giacomet são consultoras de imagem e marca pessoal e sócias da KD Imagem e Marca Pessoal

O Instituto Connect é um espaço para conexão de executivos de vários segmentos, estados e países. Por meio da Confraria de Desenvolvimento oferece uma jornada na qual é possível experienciar conexões de valor, discussões e debates de tendências, além de agregar valor à sociedade.