Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Sustentáveis e minimalistas, a Tiny House é um movimento arquitetônico focado em aproveitar um estilo de vida mais simples.
Sustentáveis e minimalistas, a Tiny House é um movimento arquitetônico focado em aproveitar um estilo de vida mais simples.| Foto: Shutterstock
  • Por Sakaguti Arquitetos Associados
  • 12/07/2021 17:30

Moradias pequenas de até 40m², com proposta sustentável e minimalista, as Tiny Houses são um movimento arquitetônico que vêm se popularizando entre jovens adultos e casais no Brasil.

Com origem nas grandes metrópoles mundiais, elas surgem com o conceito de aproveitar um estilo de vida mais simples, moderno e flexível. Com muita tecnologia, desapego, redução de custos e estresse onde a proposta é de uma moradia máquina de viver.

Adolfo Sakaguti, da  Sakaguti Arquitetos Associados, explica que as unidades pequenas estão com grande procura atualmente por causa do conjunto de benefícios e da tecnologia embarcada.

“Neste nicho de mercado, temos a presença marcante da Geração Y, que tem um comportamento diferente dos Baby Boomers, os quais procuravam a acumulação de bens e riqueza. Esta geração está mais desapegada dos bens materiais e mais voltada ao seu trabalho e suas atividades de lazer”, comenta.

Vantagens e desvantagens das Tiny Houses

Tiny Houses são modulares e algumas vezes construídas sobre uma base de trailler, conferindo mobilidade — que permite viagens e maior contato com a natureza.

Apesar de compactas, o maior desafio desse tipo de moradia é a criação de um ambiente agradável em um espaço. Por isso, é importante investir em móveis personalizados, geralmente com dupla função, tecnologia, com soluções práticas e confortáveis.

“Tudo isso não faz sentido se o produto não tiver qualidade e um conceito de funcionalidade que garanta sucesso continuado. Trocando em miúdos, não adianta ser pequeno, tem que ser bem resolvido, como um canivete suíço”, comenta Sakaguti.

“As unidades em prédios que estamos criando atualmente compensam sua compacidade através de equipamentos implantados nas áreas comuns — como ambientes de lazer, academias, churrasqueiras, minimercados, lavanderias, espaços para os pets, bicicletário equipado —, que além dos aspectos funcionais, proporcionam maior convivência entre os moradores. Com as despesas comuns bem controladas, temos também custos de condomínio baixíssimos”, continua.

Sakaguti Arquitetos Associados: projetos que traduzem personalidade e qualidade técnica

Cuidados ao construir uma Tiny House

Por ainda ser novidade e ter uma legislação não muito bem definida, há poucos profissionais especializados em Tiny Houses no mercado brasileiro. A qualidade e o modelo dos materiais utilizados, além dos sistemas de isolamento térmico e abastecimento de energia, são alguns dos fatores que aumentam o preço de investimento desse modelo de moradia, mas que são essenciais para um bom resultado.

“As Tiny Houses são notadamente desafiadoras para serem criadas, porque toda obra reduzida requer um detalhamento minucioso, planejamento de ações preditivas de curto e médio prazos que evitam a sensação de improviso”, esclarece Sakaguti.

Em Curitiba, a  Sakaguti Arquitetos Associados conta com profissionais qualificados e experientes, com a técnica necessária para tornar os espaços pequenos em ambientes confortáveis e funcionais.

Oferecendo um novo estilo de vida, a Tiny House é um novo conceito de moradia focado na qualidade de vida de seus moradores. Com sustentabilidade e flexibilidade, as mini casas de até 40 m² exigem projetos focados em funcionalidade e qualidade, para assim resultar em um lar verdadeiro e funcional — capaz de oferecer conforto e praticidade aos seus moradores.