Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

Acidente na RMC

Jaguatirica é atropelada e morre na BR-476; corpo do animal é roubado

O atropelamento ocorreu na manhã desta quarta-feira (3), no município da Lapa

  • Raquel Derevecki
O corpo do animal foi encontrado no acostamento na BR-476 | Eliandro Soares
O corpo do animal foi encontrado no acostamento na BR-476 Eliandro Soares
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Uma jaguatirica foi encontrada atropelada nesta quarta-feira (3) na BR-476, no município da Lapa, na Região Metropolitana de Curitiba. Ela estava no acostamento do quilômetro 238. O corpo do animal foi “furtado” minutos depois.

De acordo com o policial rodoviário federal Flávio Matowski, o animal não resistiu aos ferimentos e morreu no local, por volta das 11 horas. O veículo que a atropelou não foi localizado e nem solicitou auxílio da PRF. “Acreditamos que ela tenha cruzado a pista e, por uma fatalidade, foi atingida”, disse.

Como na região não há sinal de telefonia celular, a equipe da PRF deixou o local do atropelamento para conseguir contato com a Polícia Ambiental do Paraná, para que o corpo fosse removido. No entanto, antes que conseguissem contato, o animal desapareceu. “Passamos novamente por ali momentos depois, mas ela já havia sumido. Acreditamos que alguém tenha levado o corpo para usar a pele”, comentou.

Inicialmente, se acreditava que o animal era uma onça-pintada — que, segundo o policial, são incomuns na região próxima à rodovia. “O que vemos sempre são cachorros atravessando a pista”.

Outros casos

Ainda que seja incomum encontrar onças e jaguatiricas atravessando rodovias, outros casos já foram registrados no Paraná. Em maio de 2015, por exemplo, moradores de Pontal do Paraná, no Litoral do estado, localizaram uma onça suçuarana atropelada no Km 12 da PR-407, que liga o município à BR-277. O animal chegou a ser atendido por equipes da Ecovia, concessionária que opera o trecho rodoviário, mas não resistiu e morreu.

Em agosto do mesmo ano, uma onça-parda também foi atropelada na PR-370, km 617 , no município de Itaguajé, no Noroeste do Paraná, e outro caso foi registrado em agosto de 2012, quando uma onça-parda foi encontrada morta às margens da rodovia BR-376, nas proximidades do Parque Estadual de Vila Velha, em Ponta Grossa.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Curitiba

PUBLICIDADE