• 26/07/2019 14:14
Do Brasil para o mundo

Exportações de algodão, soja e frutas vão crescer acima da média na próxima década

  • 26/07/2019 14:14
    • Gazeta do Povo
    Algodão sendo colhido na região de Londrina (PR): fibra deve ser um dos produtos brasileiros com maior taxa de crescimento nas exportações na próxima década.
    Algodão sendo colhido na região de Londrina (PR): fibra deve ser um dos produtos brasileiros com maior taxa de crescimento nas exportações na próxima década.| Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

    O Brasil deve exportar nos próximos dez anos 138 milhões de toneladas de grãos – 39 milhões de toneladas a mais do que em 2019 (um crescimento de 40%). O dado integra o estudo Projeções do Agronegócio, Brasil 2018/19 a 2028/29, produzido pelo Ministério da Agricultura e pela Embrapa, que indica que a produção nacional de grãos deve atingir 300 milhões de toneladas ao final da década.

    O destaque é o algodão em pluma, cujas vendas externas devem aumentar 43% no período. É mais do que a soja, que prevê acréscimo de 42%, e do que o milho (33%). Já o açúcar deve passar de 18 milhões para 24 milhões de toneladas; o café subirá de 35 milhões para 41,2 milhões de sacas. A participação das frutas também aumentará. Os embarques de manga, maçã e uva terão incremento de 61%, 54% e 41%, respectivamente.

    As vendas externas de carnes (bovina, frango e suína) saltarão de 7 milhões para 9,3 milhões de toneladas ao final da década, segundo o estudo. Os destaques serão a carne suína (+34%) e a de frango (+33%). No período, as exportações de proteína animal devem crescer, em média, 3% ao ano. No entanto, as projeções não levam em conta os impactos do Acordo firmado em junho entre Mercosul e União Europeia.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.